Por Felipe Vinha, para o TechTudo


Assassin's Creed Origins é o novo game da saga da Ubisoft, que foi anunciado pela Microsoft, em sua coletiva de imprensa pré-E3 2017. O jogo terá lançamento em 27 de outubro de 2017 para PS4, Xbox One e PC. Agora no Egito antigo, Assassin's Creed nem parece mais o mesmo, incluindo a mudança de protagonista, gráficos e jogabilidade ainda mais livre e interessante. Confira o teste que fizemos durante um evento especial da Microsoft.

Assassinos no Egito

Assassin's Creed: Origins estava disponível para ser testado no Xbox One X, em evento privado da Microsoft, após sua coletiva de imprensa. O game mostrava cerca de dez minutos de seu modo história, mais 15 minutos de exploração livre, para que os jogadores pudessem conferir o mundo aberto apresentado em Origins. Havia ainda um segmento focado em batalha, em que era possível testar as habilidades do protagonista.

Xbox One X: cinco destaques do console da Microsoft

Xbox One X: cinco destaques do console da Microsoft

Temos um novo assassino: Bayek é um guerreiro egípcio que não teve muito de seu passado revelado, mas que parece ser extremamente bem treinado e com visual característico da região, principalmente por conta das roupas – ainda que o capuz de assassino esteja lá. Pouco foi mostrado do enredo, a não ser que Bayek tem uma missão a cumprir, que envolve a eterna guerra entre assassinos e templários.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Divulgação/Ubisoft Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Divulgação/Ubisoft

Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Divulgação/Ubisoft

Poder do Xbox One X

O jogo estava rodando em resolução 4K do Xbox One X. O poder do console mostrou que Assassin's Creed: Origins é ainda mais bonito do que esperávamos. O game tinha um grande efeito de geração de distância, ou seja, quando um cenário bem ao fundo é exibido em detalhes e sem perder o foco. Além disso, todos os pequenos pontos do protagonista estavam bem definidos, com armas e penduricalhos em suas roupas.

Testamos Assassin's Creed: Origins no Xbox One X na E3 2017 — Foto: Reprodução/DualShockers Testamos Assassin's Creed: Origins no Xbox One X na E3 2017 — Foto: Reprodução/DualShockers

Testamos Assassin's Creed: Origins no Xbox One X na E3 2017 — Foto: Reprodução/DualShockers

Isso também se traduziu em melhor qualidade de cenários próximos ou, por exemplo, da água, uma das mais realistas já vistas em um jogo. Nadar em Assassin's Creed: Origins revela um fundo do mar populado por peixes pequenos e outras criaturas selvagens que podem atacar Bayek, como um hipopótamo. Tudo isso acontece de forma suave, limpa e com gráficos extremamente bonitos. É claro que esse tipo de poder também deve ser visto em outros aparelhos, como o PS4 Pro ou o Xbox One S.

Assassin's Creed como você nunca viu

O novo Origins nem parece ser um jogo da série Assassin's Creed. Na realidade, ele se sai com um game bem diferente, apesar de todas as familiaridades que encontramos. Focado na exploração com pontos de furtividade e combate bem variado, o novo título da série não mostra apenas que o “descanso” dado pela Ubisoft foi bom, mas que também os fãs estavam precisando de algo totalmente diferente, e é isso que encontramos.

Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Reprodução/YouTube Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Reprodução/YouTube

Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Reprodução/YouTube

Bayek, por exemplo, pode lutar mais livremente – agora com a possibilidade de esquiva e até uso de escudo durante os combates. Isso faz com que o novo Origins seja mais próximo de jogos de RPG ocidentais do que a própria série Assassin's Creed.

Já nos comandos há algumas familiaridades para não descaracterizar a série por completo, como as escaladas do personagem para subir em locais altos, além do já clássico “parkour”, movimentação livre e com pulos rápidos entre um obstáculo e outro.

Evolução

O sistema de evolução do novo Origins também é brevemente demonstrado no trecho jogável na E3 2017. Bayek pode evoluir suas habilidades, uma após outra, com base nos pontos recebidos durante lutas ou ao completar missões. Somado aos novos controles, o Assassin's Creed de 2017 está cada vez mais RPG.

Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Reprodução/YouTube Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Reprodução/YouTube

Assassin's Creed: Origins na E3 2017 — Foto: Reprodução/YouTube

É claro que muito sobre o jogo ainda vai ser revelado, mas a experiência de aproveitar cerca de meia hora da nova aventura rendeu bons sentimentos de que este é um Assassin's Creed como nenhum outro.

Mais do TechTudo