Por Isabela Giantomaso, para o TechTudo


Spark e Karma são drones prontos para o uso casual, principalmente por iniciantes por conta dos controles e modos de voo que facilitam a pilotagem. Enquanto o menor e mais novo quadricóptero da DJI é controlado por gestos e atinge distâncias de até 2 km, o modelo da GoPro oferece design dobrável e mais tempo de autonomia da bateria.

Para saber qual é o melhor modelo para você confira nosso comparativo e saiba qual vence nas categorias design, câmera, bateria, alcance, controle, recursos extras e preço. Vale lembrar que o DJI Spark ainda não está à venda no Brasil, enquanto o GoPro Karma já pode ser encontrado em lojas do mercado nacional por R$ 5.999.

DJI Spark: primeiras impressões do drone

DJI Spark: primeiras impressões do drone

Design: Empate

O design do DJI Spark e do GoPro Karma são destaques se analisados separadamente. O Spark é um mini drone com 14 cm x 5 cm e peso de 300 g. Já o Karma, com 1 kg, tem praticamente o dobro do tamanho com 30 cm x 11 cm, mas com peças dobráveis para guardar e transportar em qualquer mochila.

Câmera: Karma

Ao comparar os drones, um dos pontos de destaque é a câmera utilizada em cada aparelho. Diferente dos modelos avançados da DJI, como o Mavic Pro e o Phantom 4, o Spark filma apenas até Full HD (1080p) com fotos com até 12 megapixels.

Já o Karma, produzido por uma fabricante especializada em action cams, pode trabalhar com a GoPro Hero 5 Black, Hero 5 Session e Hero 4 Black. Entre essas opções compatíveis estão modelos atualizados com vídeo até 4K, resistência à água, comandos de voz e microfones de alta qualidade.

Apesar das diferenças, é importante ressaltar que os dois modelos oferecem gimbal embutido para estabilização das imagens capturadas, o que deve evitar tremores nos vídeos durante as manobras mais radicais.

Bateria: Karma

Uma das especificações mais importantes em um drone é a autonomia da bateria, que vai garantir o tempo do quadricóptero no ar. No caso do DJI Spark, o voo pode durar até 16 minutos e um sistema inteligente do aparelho faz um pouso autônomo quando a carga chega a 10%. Com um pouco mais de tempo, o GoPro Karma tem autonomia de até 20 minutos.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Alcance: Spark

Controle do drone Karma, da GoPro, não precisa de celular para acompanhar imagens capturadas — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo Controle do drone Karma, da GoPro, não precisa de celular para acompanhar imagens capturadas — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Controle do drone Karma, da GoPro, não precisa de celular para acompanhar imagens capturadas — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

O alcance de cada drone indica a distância máxima que o aparelho pode voar. O robô da DJI sai na frente podendo chegar até 2 km com velocidade de até 50 km/h, ideal para fazer imagens em ambientes mais amplos. Enquanto isso, o Karma tem o limite de 1 km de distância com 56 km/h de velocidade.

As alturas máximas em relação ao nível do mar que cada quadricóptero pode alcançar é de 4 km para o Spark e 3,2 km para o modelo da GoPro.

Controle: Spark

O recurso mais atraente do novo mini drone da DJI é a possibilidade de controle por gestos. Basta o usuário movimentar as mãos para pilotar o quadricóptero como quiser, além de tirar fotos e começar ou encerrar vídeos. Para isso o eletrônico utiliza um sensor semelhante ao Kinect, da Microsoft, para fazer a leitura do corpo do usuário.

Mini drone Spark ou drone dobrável Karma? Veja diferenças entre quadricópteros da DJI e da GoPro — Foto: Divulgação/DJI Mini drone Spark ou drone dobrável Karma? Veja diferenças entre quadricópteros da DJI e da GoPro — Foto: Divulgação/DJI

Mini drone Spark ou drone dobrável Karma? Veja diferenças entre quadricópteros da DJI e da GoPro — Foto: Divulgação/DJI

Caso prefira, também é possível manobrar e acionar os comandos do Spark com um controle remoto sem fio vendido separadamente, ou com o app DJI Go para Android e iOS (iPhone). Para experiências imersivas, o modelo também é compatível com o novo Goggles, óculos VR da fabricante para pilotar o drone sem as mãos.

Já o Karma, da GoPro, oferece um controle sem fio especial para o aparelho. Além de exibir todas as imagens capturadas no alto em tempo real, o acessório permite simular voos antes, de fato, começar a pilotar o drone (recurso ideal para iniciantes).

Com o Karma é possível que amigos controlem o quadricóptero separadamente via aplicativo para smartphone. Assim, enquanto uma pessoa pilota o aparelho, outra faz os ajustes da câmera, por exemplo.

Recursos extras: Spark

Spark é controlado por gestos, oferece modos de voo e pode desviar de obstáculos automaticamente — Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo

Spark é controlado por gestos, oferece modos de voo e pode desviar de obstáculos automaticamente — Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo

A DJI é uma empresa especializada em drones, portanto não surpreende que se destaque (bastante) na categoria "recursos extras" com os modos de voos. Além das funções especiais do Spark para decolar e pousar na palma da mão e se comunicar com luzes para indicar captura de vídeos e fotos, o modelo oferece tecnologias para evitar obstáculos e opções para seguir o usuário onde ele for, assim como outros aparelhos da fabricante.

O Spark também oferece o modo Rocket para decolar o drone verticalmente enquanto grava o vídeo com a tecnologia de estabilização e o QuikShot para definir uma rota de voo a ser percorrida.

Karma tem GPS para localizar drone e permitir o voo parado em uma altura específica  — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo Karma tem GPS para localizar drone e permitir o voo parado em uma altura específica  — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Karma tem GPS para localizar drone e permitir o voo parado em uma altura específica — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Neste quesito, o quadricóptero da GoPro é mais básico. Além do simulador e do controle separados, citado no tópico anterior, o modelo trabalha com GPS para planar sobre uma altura específica sem alterações, por exemplo, para imagens paradas.

Preço: Spark

O Spark ainda não tem previsão de chegada ao Brasil, mas o preço já pode ser um diferencial para quem se interessou pelo modelo, mesmo com as taxas de importação. O mini drone mais básico está à venda no mercado dos Estados Unidos por a partir US$ 499 (cerca de R$ 1.640).

Por outro lado, o Karma já pode ser encontrado em algumas lojas do Brasil por R$ 5.999 o modelo mais simples, apenas com o drone. Esta versão mais básica está à venda nos EUA por US$ 799 (cerca de R$ 2.620). As opções com câmeras saem no mercado norte-americano por US$ 999 (R$ 3.280) com a GoPro Hero 5 Session e US$ 1.099 (R$ 3.600) com a Hero 5 Black.

Conclusão: Spark

O mini drone DJI Spark é controlado por gestos e tem preço, em dólar, mais em conta que GoPro Karma — Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo O mini drone DJI Spark é controlado por gestos e tem preço, em dólar, mais em conta que GoPro Karma — Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo

O mini drone DJI Spark é controlado por gestos e tem preço, em dólar, mais em conta que GoPro Karma — Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo

Com o placar de quatro a dois, o DJI Spark é a melhor opção para quem quer comprar um drone para uso casual, doméstico. O modelo, que ainda não está à venda no Brasil, só perde nos quesitos autonomia da bateria, com quatro minutos a menos que o Karma, e na câmera, que só grava até Full HD.

Para quem não precisa de imagens em 4K, o mini quadricóptero da DJI pode ser um bom investimento para fotos e vídeos do alto e controle por gestos, o que pode proporcionar, também, uma diversão durante o uso, já que é compatível ainda com o novo Goggles, óculos VR da fabricante.

Qual é o preço justo para um drone? Comente no fórum do TechTudo

MAIS DO TechTudo