Por Por Felipe Vinha e Carolina Ochsendorf , para o TechTudo

Victor Hugo, autor de 'Os Miseráveis', ganha Doodle do Google Victor Hugo, autor de 'Os Miseráveis', ganha Doodle do Google

Victor Hugo é um dos mais renomados poetas e escritores francês e também o tema do Doodle do Google desta sexta-feira, 30 de junho. A homenagem do gigante de buscas comemora 155 anos da publicação do livro "Les Misérables”, ou “Os Miseráveis”, cujo capítulo final data do ano de 1862. O Doodle vem em formato de slideshow e destaca outras obras famosas, como "O Concunda da Notre-Dame" (1831) e a coletânea de poesias "As Contemplações" (1856).

A obra "Os Miseráveis" no Doodle de Victor Hugo — Foto: Reprodução/Felipe Vinha A obra "Os Miseráveis" no Doodle de Victor Hugo — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

A obra "Os Miseráveis" no Doodle de Victor Hugo — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Quem foi Victor Hugo? Biografia

Victor Hugo nasceu em 26 de fevereiro de 1802, em Paris. O terceiro filho do casal Sophie Trébuchet e Joseph Léopold Sigisbert Hugo, Victor-Marie Hugo. Escritor precoce, recebeu seu primeiro prêmio da Academia Francesa aos 15 anos por um de seus poemas. O autor também ficou famoso por suas frases icônicas como “Ser bom é fácil. O difícil é ser justo” e outras.

O autor, além de poeta e escritor, ficou conhecido também por trabalhos na dramaturgia e por ter sido um dos grandes ativistas dos direitos humanos na França. Por conta de visões políticas fortes e sua atuação em destaque nesse campo, Victor Hugo foi exilado por quase 10 anos ─ inclusive durante a publicação de “Os Miseráveis”. Opositor de Napoleão III, o escritor teve que sair do país e buscou refúgio na Ilha de Guernsey (território inglês), na Bélgica e também no Canal da Mancha.

Victor Hugo — Foto: Reprodução/Wikipédia Victor Hugo — Foto: Reprodução/Wikipédia

Victor Hugo — Foto: Reprodução/Wikipédia

Publicações de destaque

Apesar de já ter publicado sua coletânea de poemas (1822) e a peça teatral Marion do Lorme (1826), foi com o romance “Notre-Dame de Paris” (1831) que Victor Hugo se tornou conhecido. A obra, que deu origem aos contos do “Corcunda de Notre-Dame”, marcou o romantismo francês com as descrições da Paris medieval e seu submundo. Anos mais tarde, em 1996, a obra seria adaptada pela Disney, em um filme animado. Seu legado é tão grande que transformou a famosa Catedral de Notre-Dame, no Centro de Paris, em um dos locais mais populares da França e do mundo. Durante seu exílio, Victor Hugo produziu obras como "Les Travailleurs de la Mer" (Os Trabalhadores do Mar, de 1866) e "L’Homme Qui Rit" (O Homem que Ri, de 1869).

Conheça mais sobre as obras de Victor Hugo no Google Arts & Culture

Livro, musical e cinema: "Os Miseráveis"

Foi a partir de 1849 que Victor Hugo dedicou sua vida à produção de obras voltadas para a política, ainda que os temas religião e filosofia também tenham sido presentes na literatura do autor, no mesmo período.

Divida em cinco volumes, a obra "Os Miseráveis" se passa na França do século XIX, entre a Batalha de Waterloo (1815) e os motins de junho de 1832. Nela, o personagem principal é Jean Valjean, um homem condenado por roubar um pedaço de pão que ganha a liberdade somente após 19 anos de prisão. A obra é uma crítica e denúncia das misérias sociais e falta de justiça do período. Os conflitos também fazem parte de "Os Miseráveis", já que os atos de Jean chamam a atenção da polícia, e do Estado.

Por conta do sucesso da publicação, o livro ganhou adaptações. Entre elas, estão o musical da Broadway, apelidado de “Les Mis” e o filme "Os Miseráveis", de 2012, dirigido por Tom Hooper.

O Doodle do Google

A homenagem do Google conta com uma espécie de slide com desenhos das principais obras de Victor Hugo, feitos pela doodler Sophie Diao, que mostra as datas em que foram publicadas. Tendo a ilustração do autor como capa, é possível ver também a representação de “Notre-Dame de Paris” (1831), "As Contemplações (1856)" e, por fim, "Os Miseráveis" (1956) no Doodle.

GIF Doodle — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

GIF Doodle — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

Morte e legado

Victor Hugo morreu em maio de 1885, aos 83 anos, em Paris. O autor retornou a sua cidade Natal após a queda do Segundo Império. Seu enterro, por outro lado, foi realizado somente em 1º de junho, no qual mais de dois milhões de pessoas puderam acompanhar o cortejo do seu corpo. Seus restos mortais foram depositados no monumento Panteão de Paris, em Santa Genoveva.

Hoje, ruas e locais de Paris levam seu nome, além de um museu, "Maison de Victor Hugo", local da antiga casa do escritor, na França. O autor também teve pelo menos 17 obras publicadas após sua morte, de conhecimento geral, entre livros e poemas, como "Dieu" (1891) e, a mais recente, "Pierres" (1951). Dos poemas mais famosos, "Desejos", inspirou outros poetas, é o mais famoso.

Parte do Museu Maison de Victor Hugo, em Paris — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Parte do Museu Maison de Victor Hugo, em Paris — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Parte do Museu Maison de Victor Hugo, em Paris — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Conheça a história do Doodle do Google; vídeo

A história dos Doodles do Google

A história dos Doodles do Google

Qual o melhor Doodle do Google? Troque dicas no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo