Por Luana Marfim, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Carpool é um termo do inglês que pode ser traduzido como “carona solidária”. Na prática, a expressão significa que há um motorista disponibilizando os assentos de seu carro para passageiros que estejam indo ao mesmo destino. Com isso, seria possível dividir as despesas do trajeto, de forma a proporcionar uma economia compartilhada.

Diversos aplicativos têm oferecido soluções para facilitar essa atividade. O mais recente app a incorporar a modalidade foi o Moovit, já muito usado pelos brasileiros para planejar percursos com transporte público. A modalidade de carpool chegou à cidade de São Paulo, e por enquanto os passageiros não pagam nada, num movimento promocional da empresa. Também existem opções com maior preocupação em relação à segurança, que exigem convites para fazer parte da rede de caronas.

Waze é um dos aplicativos de oferecem carona solidária e tem chegado ao Brasil prevista para 2017 — Foto: Reprodução/Waze Waze é um dos aplicativos de oferecem carona solidária e tem chegado ao Brasil prevista para 2017 — Foto: Reprodução/Waze

Waze é um dos aplicativos de oferecem carona solidária e tem chegado ao Brasil prevista para 2017 — Foto: Reprodução/Waze

As caronas solidárias têm dois principais objetivos: economia financeira, uma vez que os passageiros podem participar do rateio do combustível, e otimização do tempo, já que a prática de dar carona, em teoria, diminui o volume de carros nas ruas e, como consequência, os congestionamentos.

Por não se tratarem de empresas de transporte profissionais, esse tipo de corrida tende a ser mais barata do que as feitas em aplicativos como o Uber e o Cabify. Essa foi a promessa dos criadores do Moovit em entrevista ao TechTudo, por sinal. Além disso, o carpool também pode proporcionar bons momentos, tornando viagens longas e engarrafamentos demorados menos estressantes ou entediantes por conta da companhia de outra pessoa.

O serviço do Moovit, por enquanto em versão beta, funciona somente na cidade de São Paulo. Além dele, outro famoso que também está se preparando para oferecer o serviço no Brasil ainda em 2017 é o Waze, usado por muitos motoristas para fugir dos congestionamentos nas cidades.

Di-Ann Eisnor, executiva do Waze, apresenta Carpool em evento do Google  — Foto: Melissa Cruz/TechTudo Di-Ann Eisnor, executiva do Waze, apresenta Carpool em evento do Google  — Foto: Melissa Cruz/TechTudo

Di-Ann Eisnor, executiva do Waze, apresenta Carpool em evento do Google — Foto: Melissa Cruz/TechTudo

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

No entanto, existem também outras plataformas desenvolvidas justamente para oferecer a função. O BlablaCar, por exemplo, faz sucesso pela Europa, mas já tem muitos adeptos no Brasil. BeepMe é mais um, só que com um grande diferencial relacionado a segurança: para se cadastrar no app você precisa da indicação de cinco amigos que já o usem. Além desses, existem outros aplicativos de carona que são menores, como o Carona Direta, Tipcar e Zaznu.

Quanto custa o carpool

Cada aplicativo oferece seu modo de cobrança. No serviço de caronas do Waze, que já funciona em Israel e nos Estados Unidos, assim como no Moovit, a cobrança do valor é estabelecida pelo aplicativo, com base no trajeto percorrido – o motorista pode não aceitar e, dentro de uma faixa estabelecida, reduzir ou aumentar o valor. Já no BlaBlaCar, quem define o valor é o próprio motorista.

Cabify vs Uber: qual é o melhor no Brasil? Comente no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo