Por Filipe Garrett, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Durante a WWDC 2017, a Apple revelou a chegada de suporte a placas de vídeo externas para os atuais MacBook Pro. Usando a interface Thuderbolt 3, distribuída pelas portas USB-C do laptop, o usuário poderá conectar placas de vídeo de desktop, mais poderosas do que as Radeon que vão embarcadas nos modelos mais caros do notebook da empresa.

A própria Apple, inclusive, lançará um kit que traz a Radeon RX 580 para os consumidores interessados em um poder de processamento gráfico superior.

MacBooks Pro, com suporte a Thunderbolt 3, podem se beneficiar do suporte oficial a placas de vídeo externas — Foto: Divulgação/Apple MacBooks Pro, com suporte a Thunderbolt 3, podem se beneficiar do suporte oficial a placas de vídeo externas — Foto: Divulgação/Apple

MacBooks Pro, com suporte a Thunderbolt 3, podem se beneficiar do suporte oficial a placas de vídeo externas — Foto: Divulgação/Apple

A novidade é interessante especialmente porque torna a realidade virtual viável nos Macs que rodadem o novo macOS High Sierra. Isso significa que, para além dos MacBooks, os iMacs terão acesso ao recurso.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Embora tenha demonstrado o uso de uma Radeon RX 580, conectada externamente a um MacBook Pro, a Apple não deu maiores detalhes sobre a tecnologia: não se sabe se haverá suporte a GPUs da Nvidia e mesmo data de lançamento do kit e preços.

Novos MacBooks tem suporte para placas de vídeo externas — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Novos MacBooks tem suporte para placas de vídeo externas — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Novos MacBooks tem suporte para placas de vídeo externas — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Placas de vídeo externas para computadores, em geral, dependem de um case e alimentação própria de energia, além de suporte de driver e sistema operacional para funcionarem. O conceito não é novo, mas o grande problema em tornar esse tipo de instalação viável era a baixa velocidade das interfaces de dados disponíveis: para operarem a uma velocidade interessante, placas de vídeo precisam trocar enormes volumes de dados com o restante do sistema e esses volumes eram simplesmente grandes demais para portas USB até a 3.0.

Conceito é o mesmo de acessórios como o Razer Core. Equipamento da Razer funciona com os Macs há algum tempo, mas exige paciência e conhecimentos no processo de configuração — Foto: Divulgação/Apple Conceito é o mesmo de acessórios como o Razer Core. Equipamento da Razer funciona com os Macs há algum tempo, mas exige paciência e conhecimentos no processo de configuração — Foto: Divulgação/Apple

Conceito é o mesmo de acessórios como o Razer Core. Equipamento da Razer funciona com os Macs há algum tempo, mas exige paciência e conhecimentos no processo de configuração — Foto: Divulgação/Apple

No mundo dos PCs, hardware que permite a conexão de placas de vídeo externas em laptops vem se tornando viável nos últimos anos em virtude de interfaces proprietárias, USB-C e Thunderbolt 3. Entretanto, a adesão a esses formatos ainda emperra por questões de preço, praticidade e da dificuldade em se encontrar máquinas com Thunderbolt 3 no mercado.

MAIS DO TechTudo