Por Carolina Ochsendorf, da Redação


O Joinder.me é um aplicativo de relacionamento lançado em janeiro de 2015, disponível para Android e iOS. Redesenhado recentemente, o 'Tinder dos Signos' tem como proposta aproximar pessoas a partir da combinação do mapa astral. Com versão gratuita, o app tem uma receita que promete sucesso: astrologia e "match". A mistura de dois temas tão quentes, porém, não garante o triunfo absoluto em um nicho tão disputado. A fim de acelerar e expandir o aplicativo para diferentes cidades, os fundadores apostam em uma "vaquinha virtual" para manter os investimentos em novos recursos.

Joinder.me tem como proposta unir pessoas de acordo com a compatibilidade entre signos — Foto: Carolina Ochsendorf/ TechTudo

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Como surgiu

A Arquiteta de Informação, Carla Ribeiro, percebeu como usuária de apps de namoro, que todo o processo era superficial demais. Nos chats de antigamente, por exemplo, era possível conversar por mais tempo e saber mais profundamente sobre a história das pessoas. “Eu não me identificava com nenhum aplicativo e já usava a astrologia na minha vida pessoal, então tive a ideia de criar o Joinder.me. Para mim, o aplicativo é uma forma de reviver as relações menos superficiais dos bate-papos, uma forma de aproximar as pessoas pelas suas características em comum”.

O Joinder.me surgiu para suprir uma necessidade — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Como funciona?

Com o slogan “somos o aplicativo que utiliza os astros para levar seu par ideal até você”, o app usa a combinação entre os signos (sinastria), determinada pelos mapas astrais de cada usuário, para promover os ‘encontros’ baseados na afinidade. O Joinder.me usa a geolocalização dos usuários bem como a integração de contas do Facebook para funcionar.

Para se cadastrar no app, é preciso responder a quatro perguntas iniciais — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

Permitido somente para maiores de 18 anos, conta ainda com a função Conselheiro das Estrelas, uma espécie de melhor amigo, que dá dicas sobre a personalidade dos seus pretendentes enquanto os usuários estão conversando. É possível, ainda, aplicar o Filtro de Interesse, em que pessoas de determinados signos podem ser excluídas ou priorizadas.

Mais assertivo

Ao entrar, os usuários terão que responder a quatro perguntas iniciais: orientação sexual, o perfil de parceiro buscado, data e hora de nascimento. A partir de então, o aplicativo mostra a porcentagem de compatibilidade entre os cadastrados baseada no mapa astral, que é capaz de fazer uma avaliação sobre a personalidade de uma pessoa baseada na posição dos astros no dia e hora de seu nascimento.

As combinações não garantem, mas oferecem maior chance de o "match" dar certo graças ao trabalho de uma astróloga, que usou a sinastria amorosa baseada em Sol, Marte e Vênus de cada signo, que têm relação com a vida amorosa das pessoas. A profissional fez todas as possíveis combinações dos 12 signos do zodíaco, aspecto de facilita a compatibilidade entre os usuários que estão a procura de um par.

Joinder.me tem um recurso que dá conselhos aos usuários enquanto estão conversando com possíveis parceiros — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

Como eram os chats no passado?

Antes da febre do MSN, as salas de bate-papo online, ou simplesmente os chats, nasciam nos anos 90, juntamente com a difusão da Internet. Com baixo consumo da rede, o meio de comunicação era o favorito dos jovens e adultos da época. Para conversar, era preciso entrar em salas divididas por nome, faixa etária ou assunto. O Joinder.me deve ganhar recursos que revivem essas conversas, melhorando a forma de conectar pessoas.

Todo o processo de melhorias do aplicativo é proveniente dos feedbacks dos usuários, que escrevem para a equipe do Joinder.me tanto para pedir algo, dar ideias ou até mesmo contar suas histórias. “Nossa diferença é que estamos preocupados com o processo de interação. Eu viro a noite respondendo e-mail e quando eu converso com os usuários vejo que está surtindo efeito, eu não penso em desistir”, afirma Carla.

Joinder.me -3 — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

O que vem por aí

Entretanto, nem só de esforço vive uma startup. O Joinder.me está em busca de melhora dos quesitos rapidez, expansão para mais pessoas e cidades brasileiras, além da experiência de uso do aplicativo que ainda precisa avançar. Para isso, aposta em uma vaquinha virtual para conseguir o dinheiro necessário de desenvolvimento e realizar o upgrade. Da quantia arrecada, 22% vão para o webservice, 29% para a versão Android, 37% para a iOS (no iPhone) e 12% servirão para pagar a taxa Kickante — site de crowndfunding no qual a proposta está hospedada. As recompensas vão de R$ 10 a R$ 500 e têm como brindes livro, Mapa Astral, passando por adesivos dos signos e meses grátis na futura versão premium do app.

Mais do TechTudo