Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O Badoo — rival direto do Tinder — agora vai permitir que os usuários busquem candidatos ou candidatas de acordo com a semelhança dos rostos com os de pessoas famosas. A ideia é oferecer opções para quem busca uma mulher parecida com uma atriz famosa, ou um homem com um atleta famoso, por exemplo. Para isso, os usuários precisam ativar e concordar em usar a tecnologia de reconhecimento facial.

Por meio desse algoritmo, o Badoo analisa as fotos do perfil e determina com que celebridade você se parece. Na outra ponta, usuários podem definir critérios de busca de acordo com a similaridade de alguém com determinada celebridade. Para isso, você precisa enviar uma foto da pessoa famosa que lhe interessa.

Badoo vai mostrar pessoas que se parecem com celebridades — Foto: Divulgação/Badoo Badoo vai mostrar pessoas que se parecem com celebridades — Foto: Divulgação/Badoo

Badoo vai mostrar pessoas que se parecem com celebridades — Foto: Divulgação/Badoo

Sendo assim, o reconhecimento facial do Badoo entrará em ação e fará uma busca entre a parcela dos 350 milhões de usuários da plataforma que permitem o reconhecimento facial em seus perfis e apresentará as opções mais relevantes de acordo com os parâmetros coletados da análise da imagem.

O recurso funciona usando tecnologias de análise e reconhecimento via inteligência artificial. Nesse sentido, imprecisões e estimativas otimistas em relação a similaridade de alguém com uma celebridade podem ocorrer com frequência.

Badoo quer aumentar as suas chances de encontrar a sua "celebridade" preferida — Foto: Divulgação/Badoo Badoo quer aumentar as suas chances de encontrar a sua "celebridade" preferida — Foto: Divulgação/Badoo

Badoo quer aumentar as suas chances de encontrar a sua "celebridade" preferida — Foto: Divulgação/Badoo

A novidade começa a chegar aos usuários dos aplicativos móveis do Badoo para Android e iOS (iPhone) nas próximas semanas. Até lá, use seu filtro pessoal.

Segundo o TNW, é possível fazer opt-out dos resultados de reconhecimento facial.

Mais do TechTudo