Caixa de som Bluetooth: como diferenciar modelos originais de réplicas

Guia dá orientações para compras em lojas físicas e online

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Raquel Freire, para o TechTudo

Há uma grande quantidade de caixas de som Bluetooth falsificadas à venda no Brasil. Com preços bem mais baratos que as versões originais, esses modelos muitas vezes carregam no título a descrição "réplica" ou "réplica perfeita", o que denuncia a cópia. No entanto, muitas vezes o anunciante esconde a informação e, nesses casos, é preciso ficar atento aos detalhes.

O guia abaixo ensina como identificar caixas de som Bluetooth originais de réplicas, tanto em compras online quanto nas presenciais. Veja as dicas antes de comprar seu próximo dispositivo e fuja de sistemas de som wireless piratas.

Saiba como identificar caixa de som Bluetooth originais de cópias  (Foto: Luciana Maline/TechTudo) Saiba como identificar caixa de som Bluetooth originais de cópias  (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Saiba como identificar caixa de som Bluetooth originais de cópias (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Especificações originais

A primeira coisa a fazer é entrar no site da fabricante e olhar as especificações da caixa de som Bluetooth. Caso esteja em uma loja física, olhe a ficha técnica na embalagem e compare com a do produto original. Se houver alguma divergência de informações, é provável que o aparelho que você tem em mãos seja falsificado.

Nas compras pela Internet, pode ser mais difícil de identificar. Isso porque, na maior parte das vezes, quem vende produtos pirata simplesmente copia e cola as especificações do dispositivo verdadeiro. De qualquer forma, compare as características dos dois modelos e desconfie se o vendedor não disponibiliza essas informações. Algumas vezes, estranhamente os produtos falsificados podem ter até mais funções que os originais, como entrada para cartões microSD.

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Embalagens

As embalagens das réplicas quase sempre apresentam diferenças em relação às originais. Isso vai depender de cada marca e modelo, por isso é importante procurar fotos da caixa no site da fabricante. Você também pode pesquisar se há imagens das embalagens por dentro ou em outras posições nos Reviews do TechTudo, o que pode te ajudar a identificar imitações.

Em geral, embagens de produtos originais têm mais informações do que nas cópias. Nas da JBL, por exemplo, a parte inferior têm textos e códigos que barras que não aparecem nas falsificadas. O topo conta com uma pequena alça de carregamento, inexistente na versão pirata, assim como a foto oficial na parte interna da embalagem.

Em geral, embagens de produtos originais têm mais informações do que cópias (Foto: Raquel Freire/TechTudo) Em geral, embagens de produtos originais têm mais informações do que cópias (Foto: Raquel Freire/TechTudo)

Em geral, embagens de produtos originais têm mais informações do que cópias (Foto: Raquel Freire/TechTudo)

Salve as imagens da embalagem verdadeira no seu celular e confira na loja física. Se estiver comprando pela Internet, peça para que o vendedor tire e envie fotos reais do produto, já que muitas vezes os sites de vendas incluem fotografias de divulgação oficiais.

As réplicas da JBL Charge 3 são muito parecidas com a original e são vendidas na internet por preços até 70% menores  (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo) As réplicas da JBL Charge 3 são muito parecidas com a original e são vendidas na internet por preços até 70% menores  (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

As réplicas da JBL Charge 3 são muito parecidas com a original e são vendidas na internet por preços até 70% menores (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

Confira também os itens inclusos. Se estiver faltando algum cabo, case de transporte ou qualquer outro acessório listado pela fabricante, o produto trata-se de uma réplica.

Qualidade do som

Teste a qualidade do som sempre que possível. Se estiver em um ponto presencial, peça ao vendedor para ligar a caixa Bluetooth e analise se o áudio está limpo, se há ruídos, chiados etc.

Caixas de som originais podem apresentar esses defeitos, é claro, mas eles devem ser coerentes com as espeficicações da fabricante. Caso um aparelho emita sons muito baixos mesmo tendo potência de 40 W, por exemplo, provavelmente é falsificado.

Qualidade dos materiais

Também é preciso prestar atenção na integridade e acabamento dos produtos. Pintura descascando ou mal feita, tampas que não encaixam corretamente, conectores e botões tortos são alguns sinais evidentes de réplicas.

Todos esses detalhes serão muito melhor avaliados presencialmente, mas você pode solicitar fotos em alta resolução a quem está vendendo. Se possível, peça fotos que mostrem o alto-falante com cabos encaixados, o que garantirá que as entradas estão em perfeito estado.

Caixa de som deve ter conectores, botões e acabamento em perfeito estado  (Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo) Caixa de som deve ter conectores, botões e acabamento em perfeito estado  (Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo)

Caixa de som deve ter conectores, botões e acabamento em perfeito estado (Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo)

Origem do produto

Sempre pergunte pela nota fiscal da caixa de som Bluetooth que estiver pensando em adquirir. Se o produto está sendo comprado no Brasil, é preciso que ele tenha ainda a garantia de pelo menos 90 dias, de acordo com a legislação nacional.

Mesmo que o vendedor diga que esses dois itens serão fornecidos, peça para olhar o manual do usuário. As réplicas costumam trazer instruções bem resumidas, ao passo que os dispositivos originais têm catálogos maiores, grande parte das vezes em mais de um idioma.

Preço

O aspecto mais discrepante à primeira vista é, sem dúvida, o preço. Uma réplica da JBL Charge 3 sai por R$ 200, enquanto o modelo original chega a custar R$ 999 na loja da fabricante, por exemplo. Ainda que a caixinha de som seja encontrada por pouco menos em sites confiáveis do varejo nacional, o valor cai apenas em R$ 100, aproximadamente.

O mesmo se observa com Beats Pill, vendida pela Apple por R$ 999 e encontrada em alguns lugares com preço de R$ 100. Quando um aparelho custa metade do preço (ou às vezes menos que isso) em algum estabelecimento, o mais provável é que seja cópia.

Caixas de som Bluetooth com preço muito baixo geralmente são falsas  (Foto: Aline Jesus/TechTudo) Caixas de som Bluetooth com preço muito baixo geralmente são falsas  (Foto: Aline Jesus/TechTudo)

Caixas de som Bluetooth com preço muito baixo geralmente são falsas (Foto: Aline Jesus/TechTudo)

Atentando a estes pontos, você conseguirá comprar sua caixa de som Bluetooth com mais segurança; passando longe de levar gato por lebre.

Vale a pena comprar caixa de som Bluetooth? Comente no Fórum do TechTudo

MAIS DO TechTudo