Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Quem está interessado em montar um PC barato, uma central de mídia ou mesmo um computador mais simples, encontra opções diferentes de placas de vídeo: é possível apostar nas GPUs integradas da Intel, que acompanham os processadores da marca, ou gastar mais numa placa de vídeo dedicada, seja da AMD ou da Nvidia.

Para máquinas de baixo custo, as opções são bem variadas e, a seguir, você vai comparar as diferenças e pontos positivos e negativos em investir numa Intel HD Graphics 630, que acompanha uma série de processadores de sétima geração, ou numa Geforce GT 1030 da Nvidia.

Especificações

Placa da Nvidia tem mais velocidade e memória muito mais rápida — Foto: Divulgação/Gigabyte Placa da Nvidia tem mais velocidade e memória muito mais rápida — Foto: Divulgação/Gigabyte

Placa da Nvidia tem mais velocidade e memória muito mais rápida — Foto: Divulgação/Gigabyte

As comparações entre a GPU embarcada da Intel e a externa da Nvidia reservam algumas dificuldades, já que operam de formas diferentes e alguns aspectos técnicos, como quantidade de memória disponível e velocidade de acesso à RAM podem variar no caso da unidade da Intel. Mas, ainda assim, existem dados chave que podem ser comparados.

A começar pela velocidade de operação: a GPU da Intel roda entre 300 e 1.150 MHz, faixa de clock bem ampla que permite a placa transitar de estados de baixíssima demanda à performance máxima. A placa da Nvidia, por outro lado, roda em margem mais estreita, mas com muito mais desempenho: 1.227 a 1.468 MHz.

Em termos de interface com a memória, a placa da Nvidia opera em 64 bits, enquanto que a da Intel pode aparecer em 128 bits, dependendo do modelo da CPU. Independente disso, a placa da Nvidia acessa 2 GB de RAM GDDR5, que sempre será mais rápida do que as DDR3 e DDR4 associadas à Intel. No resumo: a GPU da Nvidia é mais rápida e usa memória que permite desempenho melhor.

Performance gráfica

GPU de sétima geração da Intel é competente para vídeo, mas deixa não mão na hora de jogar — Foto: Laura Martins/TechTudo GPU de sétima geração da Intel é competente para vídeo, mas deixa não mão na hora de jogar — Foto: Laura Martins/TechTudo

GPU de sétima geração da Intel é competente para vídeo, mas deixa não mão na hora de jogar — Foto: Laura Martins/TechTudo

Comparativos mostram que a GT 1030 tem enorme facilidade em superar a placa da Intel em desempenho na hora de rodar jogos. Com 384 núcleos, a placa da Nvidia tem arquitetura e margem de manobra muito mais adequadas para lidar com as demandas de processamento de um game. A placa da Intel, para comparação, tem apenas 24 núcleos de processamento.

A margem pode chegar a 70% em favor da GT 1030, em testes usando o 3DMark, dependendo da métrica analisada. Em alguns benchmarks, a placa da Intel fica ainda mais atrás.

Recursos extras e tecnologias

A placa da Nvidia não tem o “X” na nomenclatura, classificando como uma Geforce GT, e não GTX. Isso significa que a 1030 não oferece uma série de recursos avançados para gamers, disponíveis nas placas mais poderosas da marca. Entretanto, ainda assim, a GT 1030 sai na frente com a oferta das otimizações de driver garantidas pela Nvidia que podem extrair mais performance da placa no médio prazo.

Custo-benefício

GPU Intel HD Graphics 630 pode ser encontrada em diversos processadores, como o i5 7400 — Foto: Divulgação/Intel GPU Intel HD Graphics 630 pode ser encontrada em diversos processadores, como o i5 7400 — Foto: Divulgação/Intel

GPU Intel HD Graphics 630 pode ser encontrada em diversos processadores, como o i5 7400 — Foto: Divulgação/Intel

A performance da GT 1030, no que diz respeito a jogos, será sempre melhor do que aquela possível com a GPU integrada da Intel. Mas, e se você não pretende jogar?

Nesse cenário, a placa mais simples que acompanha os processadores de sétima geração da Intel pode atender suas necessidades: ela permite reproduzir conteúdo em 4K, por exemplo, dá conta de mais de um monitor e, por ser agregada à CPU, permite que você economize na hora de montar o PC. Uma das CPUs de proposta intermediária que abriga essa placa é o Core i5 7400, que pode ser encontrado a R$ 780 no Brasil.

Agora, se a sua ideia é jogar, não há como fugir do investimento em uma placa dedicada. Mas, é interessante considerar até que ponto a GT 1030 é a melhor opção de investimento: ela é muito melhor que a GPU da Intel, mas é fraquinha para encarar games atuais em altas configurações gráficas e resoluções mais altas

Em todo caso, se a 1030 ainda é a sua preferência, a boa notícia é que o preço da placa não é salgado: é possível encontrá-la no Brasil a R$ 350.

Conclusão

Intel HD Graphics e Geforce GT 1030 são placas de vídeo bem diferentes, mas que atendem um mesmo tipo de público: quem quer gastar pouco, está interessado num PC mais simples ou deseja uma máquina compacta e barata para central de mídia.

Em todos esses casos, ambas as GPUs atendem bem as necessidades do usuário, o que acaba favorecendo a Intel: no mesmo pacote, você compra processador e GPU, ficando livre do investimento extra na GPU dedicada.

Mas, se a ideia é jogar, aí não há como escapar das limitações severas de performance que recaem sobre a GPU da Intel. A GT 1030 é uma escolha muito superior.

Como montar um PC gamer? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo