Por João Kurtz, para o TechTudo


Uma nova versão do Chrome OS, anunciada pelo Google na terça-feira (22), pretende atrair empresas interessadas em usar o sistema operacional leve com arquivos em nuvem como alternativa destinada ao ambiente corporativo. A novidade, chamada Chrome Enterprise, é voltada para companhias que ainda não migraram totalmente para a nuvem e vai incluir alternativas de segurança e gerenciamento. O serviço vai custar US$ 50 (cerca de R$ 160) por dispositivo ao ano, e ainda sem data de lançamento.

O Chrome Enterprise inclui suporte para o Active Directory da Microsoft, um programa que gerencia conteúdo na rede interna destinado a ajudar quem não armazena dados na nuvem. Isto vai ajudar a centralizar o gerenciamento de um Chromebook e permitir a criação de um app único para cuidar de aplicativos.

ChromeOS é específico para os Chromebooks e computadores homologados pelo Google  — Foto: Paulo Alves/TechTudo ChromeOS é específico para os Chromebooks e computadores homologados pelo Google  — Foto: Paulo Alves/TechTudo

ChromeOS é específico para os Chromebooks e computadores homologados pelo Google — Foto: Paulo Alves/TechTudo

O sistema também vai controlar quais aplicativos da Google Play e quais extensões do Chrome podem ser instalados. Os administradores do sistema também poderão testar atualizações antes de serem liberadas para os usuários finais, evitando problemas de incompatibilidade com patches, por exemplo.

“Nós sabemos que profissionais de TI tem o desafio de gerenciar muitos dispositivos no ambiente corporativo de hoje e é crítico que eles tenham a capacidade de cuidar de todos eles usando uma única solução”, explica o gerente de produtos do Chrome Enterprise, David Karam, no blog oficial do Google.

Versão do Chrome vai dar mais controle a administradores — Foto: Reprodução/Google Versão do Chrome vai dar mais controle a administradores — Foto: Reprodução/Google

Versão do Chrome vai dar mais controle a administradores — Foto: Reprodução/Google

Mais do TechTudo