MacBook Air: veja se ainda vale investir no computador em 2017

Notebook tem boas configurações e corpo em alumínio, mas será que ele ainda é uma boa opção?

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Thiago Rocha, para o TechTudo

É fato que os produtos da Apple são de ótima qualidade, mas possuem preços elevados em relação aos seus concorrentes. Um exemplo disso é o MacBook Air, que recebeu a última atualização de hardware em 2015 e, atualmente, chega a custar quase R$ 8 mil em sua versão mais básica.

Pensando nisso, resolvemos fazer uma breve análise do MacBook Air de 13 polegadas para descobrir se realmente vale investir todo esse dinheiro ou se é melhor escolher outro modelo equivalente.

MacBook Air 13 custa quase R$ 8 mil (Foto: Divulgação/Apple) MacBook Air 13 custa quase R$ 8 mil (Foto: Divulgação/Apple)

MacBook Air 13 custa quase R$ 8 mil (Foto: Divulgação/Apple)

Design

O design do MacBook Air continua praticamente o mesmo desde o seu lançamento em 2008, com poucas alterações. Construído na maior parte em alumínio, ele possui 1,7 cm de espessura, 32,5 cm de largura e pesa apenas 1,35 kg.

MacBook Air 13 é fino e leve (Foto: Divulgação/Apple) MacBook Air 13 é fino e leve (Foto: Divulgação/Apple)

MacBook Air 13 é fino e leve (Foto: Divulgação/Apple)

Além disso, o touchpad possui cor, acabamento e o mesmo material presente no resto do corpo do aparelho. O teclado é retroiluminado, construído em plástico resistente e suas teclaa são do tipo "chiclete".

Tela

MacBook Air 13 tem corpo em alumínio (Foto: Divulgação/Apple) MacBook Air 13 tem corpo em alumínio (Foto: Divulgação/Apple)

MacBook Air 13 tem corpo em alumínio (Foto: Divulgação/Apple)

Se comparado aos modelos concorrentes, a tela decepciona quando o assunto é resolução de imagem, isso porque ela é inferior ao Full HD. São apenas 1440x900 pixels, proporção de 16:10, 13,3 polegadas, que apesar dos ter números modestos, promete cores aceitáveis e não será um problema caso você seja um usuário básico.

Hardware e armazenamento

Para o cérebro do MacBook Air, a Apple disponibiliza dois processadores de quinta geração: um Intel Core i5 dual-core rodando a 1,8 GHz e 2,9 GHz em Turbo Boost e um Core i7, também dual-core, trabalhando com frequências a partir de 2,2 GHz e 3,2 GHz, além de 8 GB de memória RAM LPDDR3 de 1600 MHz e o fraco processador gráfico Intel HD 6000.

Hardware do MacBook Air 13 (Foto: Divulgação/Apple) Hardware do MacBook Air 13 (Foto: Divulgação/Apple)

Hardware do MacBook Air 13 (Foto: Divulgação/Apple)

Para armazenar os dados, o notebook tem a tecnologia SSD M.2, com taxa de leitura de 1352 MB/s e gravação de 1100 MB/s; velocidade mais que suficiente para carregar o sistema, aplicações e arquivos rapidamente. Hoje você pode optar entre três versões de SSD: 128 GB, 256 GB e 512 GB.

Conexões e bateria

A bateria interna, feita em polímero de lítio, tem capacidade de 54 watts/hora e é um ponto muito forte nesse notebook. A fabricante promete até 12 horas de navegação em rede sem fio e 30 dias em modo de espera. Isso só é possível porque o sistema operacional, macOS Sierra, é capaz de gerenciar de forma eficiente todos os processos e softwares presentes no equipamento.

MacBook Air 13 tem várias conexões (Foto: Divulgação/Apple) MacBook Air 13 tem várias conexões (Foto: Divulgação/Apple)

MacBook Air 13 tem várias conexões (Foto: Divulgação/Apple)

Esse aparelho é um dos poucos MacBooks que ainda contam as principais conexões: duas portas USB 3 (de até 5 Gbps), Thunderbolt 2 de 20 Gbps, porta de alimentação MagSafe2, slot para cartão SDXC e entrada para fone de ouvido de 3,5 mm.

Vale a pena?

Sem dúvidas, o MacBook Air possui ótima construção, bateria potente e bom sistema operacional, mas fica difícil aceitar os preços cobrados pela Apple, que iniciam em R$ 7.499 e chegam até assustadores R$ 11.349.

Agora, se você procura por uma assistência técnica diferenciada, garantia de qualidade e tem um dinheiro sobrando, o dispositivo é uma boa opção. Mas fique ciente que, com o preço cobrado por ele, você pode adquirir máquinas muito mais potentes.

O que é melhor: notebook, ultrabook, MacBook? Comente no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo