Facebook reúne ferramentas e informações sobre crises em único local

Links para notícias, fotos e vídeos relacionados ao incidente também serão exidos na "Resposta a Crises" da rede social.

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por João Kurtz, para o TechTudo

O Facebook anunciou, na quinta-feira (14), um novo espaço dentro de sua plataforma para facilitar que as pessoas encontrem informações sobre desastres e crises recentes, além de acessar ferramentas específicas para esses casos. A "Resposta a Crise" vai reunir recursos já existentes da rede social, como o Safety Check e o Community Help e exibir links para notícias, fotos e vídeos relacionados em um único local.

Segundo o Facebook, a opção poderá ser usada a partir da página inicial da rede social na versão desktop ou por meio de de um botão no menu do app para celulares.

Resposta a Crise do Facebook agrupa ferramentas para ajudar usuários (Foto: Divulgação/Facebook) Resposta a Crise do Facebook agrupa ferramentas para ajudar usuários (Foto: Divulgação/Facebook)

Resposta a Crise do Facebook agrupa ferramentas para ajudar usuários (Foto: Divulgação/Facebook)

A "Resposta a Crises" vai agrupar as ferramentas Safety Check, que permite informar amigos e familiares que você está a salvo quando estiver próximo a área de um desastre; e o Community Help, que permite oferecer ajuda em situações de risco.

Além disso, esse espaço também vai contar com links de posts públicos feitos no Facebook relacionados ao incidente — que servirão para ajudar outras pessoas a entenderem melhor o que está acontecendo. Este conteúdo pode vir na forma de notícias, fotos e vídeos e, assim como o Safety Check, também pode aparecer diretamente no feed de notícias.

"Nós temos desenvolvido uma série de recursos de resposta a crises, com base no feedback de nossa comunidade. Quando há uma crise, as pessoas usam o Facebook para informar aos amigos e familiares que estão bem, para se informar e compartilhar mais sobre o que está acontecendo, e ainda para ajudar nos esforços de recuperação das comunidades afetadas", explica Mike Nowak, diretor de produto da plataforma.

Via Facebook

Qual a sua rede social favorita? Comente no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo