IdeaPad Miix 520 é a arma secreta da Lenovo para bater o Microsoft Surface

Computador 2-em-1 conta com processador Intel Core i7 de oitava geração.

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Thássius Veloso, da IFA 2017, em Berlim

A Lenovo continua sua investida contra o Microsoft Surface, o dispositivo 2-em-1 tão elogiado pelos consumidores. A fabricante chinesa anunciou durante a feira de eletrônicos de Berlim (IFA 2017) o Lenovo IdeadPad Miix 520, desta vez com processador quad-core Intel Core i7 de oitava geração. O computador mais parece um tablet, porém acompanhado de um teclado muito eficiente.

O visual mudou pouco na nova geração. Permanece a tela de 12,2 polegadas com resolução de 1920 x 1080 pixels. Ela é sensível ao toque, especificação fundamental para quem quiser operar o dispositivo com a caneta eletrônica da Lenovo. O equipamento é funcional e detecta diversos níveis de pressão. No entanto, nem sempre reconhece traços mais leves, o que força o usuário a voltar e refazer o desenho.

Foi assim durante a visita do TechTudo ao espaço da Lenovo (e Motorola, com o Moto X4) durante o evento. Fizemos desenhos no Paint 3D sem dificuldades. Ao adicionar rabiscos e anotações ao Microsoft Excel, porém, o Miix 520 apresentou falhas.

O teclado do 2-em-1 merece atenção especial. As teclas são grandes e bastante responsivas. Elas não fazem muito barulho e também não ocorrem esbarrões por engano. Ao menos no primeiro contato, o dispositivo parece uma boa pedida para quem trabalha essencialmente com texto e digitação. Estudantes, escritores, jornalistas e toda uma gama de profissionais da palavra poderiam tirar proveito da tecnologia.

A ficha técnica do Lenovo IdeadPad Miix 520 inclui memória RAM de 8 GB e armazenamento via SSD de 256 GB – quem quiser mais desempenho pode optar por RAM de 16 GB e SSD de 1 TB. A Lenovo pretende vender modelos com opções de câmera 3D e com suporte à rede de celular 4G LTE. São duas opções de cores: prata ou chumbo.

O produto chega ao mercado norte-americano em outubro pelo preço sugerido de US$ 999,99, algo em torno de R$ 3,2 mil, sem considerar taxas e impostos. O comprador leva no kit a caneta eletrônica e o teclado removível. Ainda não se sabe se o 2-em-1 desembarca no Brasil.

O jornalista viajou para a Alemanha a convite da Philips.

Notebook Lenovo, vale a pena comprar? Opine no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo