Por Bruno Soares, para o TechTudo


A câmera instantânea Instax Mini 90, da Fujifilm, é um modelo "especial" e mais elaborado do que as famosas Instax Mini 8. Apesar de utilizar o mesmo filme do que suas companheiras de marca para "revelar" as fotos na hora, ela tem recursos interessantes que podem produzir registros melhores. No entanto, ela é mais cara e, por isso, pode deixar o usuário na dúvida: será que vale a pena?

O TechTudo preparou uma análise do produto, levantando pós e contras, e explicando detalhes de suas funcionalidades. Está pensando em comprar o eletrônico, mas não tem certeza do investimento? Confira o texto abaixo e descubra se ele combina com você.

Instax Mini 90: vale a pena comprar? — Foto: Divulgação/Fujifilm Instax Mini 90: vale a pena comprar? — Foto: Divulgação/Fujifilm

Instax Mini 90: vale a pena comprar? — Foto: Divulgação/Fujifilm

Prós:

Melhorias nas fotos

Ao contrário de suas "irmãs" Instax Mini 8 e 9, que são quase totalmente automáticas, a Mini 90 traz alguns recursos manuais interessantes para melhorar as fotos. É possível, por exemplo, usar um tempo de exposição mais longo, de até 10 segundos, para captar fotos no escuro com mais qualidade. Segundo a fabricante, também é possível melhorar o desempenho em ambientes pouco iluminados através do modo "festa". O modo "crianças", por outro lado, promete bons resultados em capturas com movimento e é uma boa pedida para quem gosta de fotografar as brincadeiras dos filhos.

A exposição dupla permite, presente também na Instax Square SQ10, criar efeitos interessantes ao sobrepor duas imagens diferentes, e o modo "macro" melhora o foco ao fotografar objetos menores e específicos. Há, ainda, suporte para tripé, o que oferece mais estabilidade nos registros. Esses elementos acrescentam qualidade às configurações básicas da câmera, que não mudam muito em relação as de uma mini 8 (abertura de f/12.7; ISO 800; focalização 0,3 m a infinito).

Design diferenciado

Esse é um dos pontos mais altos da Mini 90. As câmeras da linha Instax Mini costumam se parecer com brinquedos, mas esse não é o caso. O design escolhido parece inspirado nas clássicas Leica e, por isso, é capaz de captar a nostalgia por trás da proposta das câmeras instantâneas. Disponível nas cores marrom e preto, o produto é feito de materiais que lembram metal e couro e tem acabamento elegante. Com dimensões de 11,34 x 9,19 x 5,72 cm e pesando 355 gramas, ela é leve e compacta e pode ser transportada facilmente.

Bateria recarregável

Outras Instax Mini funcionam à pilha. Isso pode acabar gerando uma despesa extra, além dos filmes que precisam ser comprados com certa frequência dependendo do uso. Além do mais, se armazenadas de maneira imprópria, as pilhas podem derreter e causar danos ao eletrônico. No caso da Instax Mini 90 essa preocupação é eliminada, já que ela funciona através de uma bateria Litio NP-45A recarregável. O carregador, como não poderia deixar de ser, acompanha a câmera na mesma embalagem.

Instax Mini 90 tem suporte para tripé — Foto: Divulgação/Fujifilm Instax Mini 90 tem suporte para tripé — Foto: Divulgação/Fujifilm

Instax Mini 90 tem suporte para tripé — Foto: Divulgação/Fujifilm

Contras:

Fotos com tamanho e resolução limitados

O filme usado na Instax Mini 90 é o mesmo usado nas Instax Mini 8 e 9. O que isso significa? Fotos bem pequenas, de 46 X 62 mm, impressas em um papel de 54 X 86 mm com bordas brancas. Por isso, apesar das melhorias nas funcionalidades da câmera em relação às suas companheiras mais famosas, não vá pensando que será possível obter resultados super impressionantes. A proposta ainda é a mesma: gerar fotografias com o tamanho de um cartão de crédito e que funcionam muito bem como recordação ou objeto de decoração.

Mais cara que outras Instax Mini

Falando na Instax Mini 8, ela custa R$ 349 na loja oficial da Fujifilm. A versão atualizada, Instax Mini 9, sai a R$ 499. Esses valores são, respectivamente, R$ 550 e R$ 400 reais mais baratos do que o cobrado pela Instax Mini 90. Custando R$ 899, a câmera tem preço salgado e talvez por isso seja uma opção menos atraente do que as outras duas. Ainda assim, ela é mais barata do que a Instax Square SQ10 (câmera digital com impressora) e do que alguns modelos de impressora para smartphone.

Sem modo ‘selfie’

Um recurso interessante presente na Instax Mini 70 é o modo selfie, que melhora o enquadramento em autorretratos. Essa câmera também tem espelho para selfie, acessório que também pode ser encontrado na Mini 9. A Instax Mini 90, entretanto, não conta com nenhum desses recursos. Uma pena, já que esse tipo de foto é cada vez mais comum e a ausência desses elementos acaba dificultando fotos em grupo. Uma boa notícia, entretanto, é que ela tem temporizador que, aliado ao tripé, pode acabar suprindo em algum nível essa necessidade.

Instax Mini 90 utiliza os mesmos filmes da Instax Mini 8 — Foto: Fotos da Instax Mini 8 têm tamanho compacto (Foto: Luana Marfim/TechTudo) Instax Mini 90 utiliza os mesmos filmes da Instax Mini 8 — Foto: Fotos da Instax Mini 8 têm tamanho compacto (Foto: Luana Marfim/TechTudo)

Instax Mini 90 utiliza os mesmos filmes da Instax Mini 8 — Foto: Fotos da Instax Mini 8 têm tamanho compacto (Foto: Luana Marfim/TechTudo)

E aí, vale a pena?

Ao comprar um produto como a Instax Mini 90 é preciso estar ciente de que ele não é capaz de produzir fotos muito profissionais. Sabendo disso, o usuário pode ter nela uma boa diversão e uma maneira diferente de guardar memórias. O problema maior é o preço de R$ 899 que pode fazer com que valha mais a pena investir na Instax Mini 8 ou na 9, que, apesar de terem menos recursos do que o modelo 90, têm proposta semelhante. Claro que as funcionalidades do modelo analisado melhoram os registros e, se o usuário puder e estiver disposto, pode pagar um pouco mais caso faça questão de resultados mais elaborados.

Saiba mais: conheça a Instax Mini 8, câmera instantânea da FujiFilm

Saiba mais: conheça a Instax Mini 8, câmera instantânea da FujiFilm

MAIS DO TechTudo