Entenda como funciona a tecnologia tri-band dos roteadores

Entenda diferenças e vantagens da tecnologia tri-band disponível nos roteadores top de linha da atualidade

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

Roteadores tri-band estão entre os mais rápidos e caros do mercado atualmente. Mas o que explica o preço e a promessa de performance superior desse tipo de tecnologia, diante de equipamentos com redes dual-band, ainda bastante populares? A seguir, você vai entender o que significa o termo tri-band, quais são as vantagens e limites de roteadores desse tipo e descobrir se investir mais pesado num modelo equipado com suporte a três redes Wi-Fi simultâneas faz sentido para a sua realidade e bolso.

Antes do tri-band, o dual-band

Roteadores tri-band funcionam gerenciando três redes sem fio ao mesmo tempo (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo) Roteadores tri-band funcionam gerenciando três redes sem fio ao mesmo tempo (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

Roteadores tri-band funcionam gerenciando três redes sem fio ao mesmo tempo (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

Para entender o que são roteadores tri-band, e compreender onde está a vantagem em um aparelho desses, é preciso conhecer a tecnologia dual-band.

Em resumo, o termo dual-band se refere à habilidade do dispositivo em distribuir sinal de Internet sem fio em duas frequências diferentes: o 2.4 GHz, mais antigo, lento, mas de cobertura maior; e o sinal de 5 GHz, mais atual e rápido, ideal para aparelhos mais recentes, que suportam Wi-Fi 802.11 bgn.

Um roteador dual-band pode operar nas duas faixas de frequência ao mesmo tempo, aumentando compatibilidade, já que vai atender equipamentos mais velhos, restritos ao 2.4 GHz; mas também terá maior performance para dispositivos mais recentes, com suporte a redes de 5 GHz, que são mais rápidas.

Em resumo, um roteador dual-band funciona administrando duas redes wireless simultâneas: uma delas em 2.4 GHz e a outra em 5 GHz.

Então o tri-band significa uma nova frequência?

Pode parecer lógico que se dual-band representa roteadores que funcionam com 2.4 e 5 GHz, que um aparelho tri-band tenha uma terceira faixa de frequência de sinal. Mas na verdade não é bem assim.

Um roteador tri-band funciona apenas com as duas frequências de 2.4 e 5 GHz. O nome “tri-band” vem do fato de que esse tipo de roteador disponibiliza três redes ao mesmo tempo: uma de 2.4 e duas de 5 GHz.

Qual a vantagem do tri-band?

Os roteadores tri-band oferecem como vantagem, na comparação com as outras tecnologias, uma melhor performance por conta do gerenciamento mais eficiente das redes. Em primeiro lugar, a oferta de três redes simultâneas garante que os dispositivos conectados não encontrem tanto engarrafamento.

Ambientes com inúmeras redes Wi-Fi, como uma área densamente povoada, podem provocar ruídos nas conexões e diminuir a performance por conta do espectro tumultuado por dezenas de sinais diferentes.

Com a disponibilidade de duas redes simultâneas de 5 GHz, esses tipos de roteadores podem diminuir esse tipo de problema, alocando de forma mais eficiente seus dispositivos entre essas duas redes de alta performance.

Um roteador tri-band é mais rápido do que um dual-band?

Roteadores tri-band estão entre os mais caros da atualidade. D-Link AC3200 (foto) é um exemplo de modelo voltado para gamers (Foto: Reprodução/Filipe Garrett) Roteadores tri-band estão entre os mais caros da atualidade. D-Link AC3200 (foto) é um exemplo de modelo voltado para gamers (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Roteadores tri-band estão entre os mais caros da atualidade. D-Link AC3200 (foto) é um exemplo de modelo voltado para gamers (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Independente do padrão de distribuição de redes, se dual ou tri-band, há limites de transferência que são impostos aos roteadores. As redes 2.4 GHz podem atingir no máximo 600 Mbps (megabits por segundo), enquanto que redes 5 GHz chegam, teoricamente, a um máximo de 1.300 Mbps de velocidade.

Além disso, esses valores são picos teóricos que, em condições normais de uso, são quase irreprodutíveis. Embora seu roteador e computador possam se comunicar a 1.300 Mbps por segundo, na prática, você nunca atingirá essa velocidade.

Como esses tetos valem independente do tipo de roteador, dual ou tri-band, fica a pergunta: existe diferença de velocidade em favor dos tri-band?

A resposta é que, em geral, roteadores tri-band oferecem performance melhor porque conseguem administrar sua rede sem fio de forma mais eficiente. Além de reduzirem perda de velocidade ocasionada por um espectro muito concorrido no entorno de sua residência ou escritório, esses roteadores alocam dispositivos de forma mais inteligente dentro de cada uma das três redes simultâneas.

O resultado desse controle mais preciso é que seus dispositivos acabam operando de forma mais eficiente dentro da rede. Essa realidade é ainda mais perceptível se você costuma ter uma grande quantidade de aparelhos dentro de uma mesma rede ao mesmo tempo. Entretanto, se seu roteador está a serviço de um computador e um celular na maior parte do tempo, e de vez em quando outros dispositivos, as vantagens do tri-band acabam diminuindo.

Diferenças de preço e recursos

Archer C3200 da TP-Link é exemplo de roteador tri-band com redes 2.4 GHz de 600 Mbps e duas de 5 GHz a 1.300 Mbps (totalizando 3.200) (Foto: Luana Marfim/TechTudo) Archer C3200 da TP-Link é exemplo de roteador tri-band com redes 2.4 GHz de 600 Mbps e duas de 5 GHz a 1.300 Mbps (totalizando 3.200) (Foto: Luana Marfim/TechTudo)

Archer C3200 da TP-Link é exemplo de roteador tri-band com redes 2.4 GHz de 600 Mbps e duas de 5 GHz a 1.300 Mbps (totalizando 3.200) (Foto: Luana Marfim/TechTudo)

Os roteadores tri-band são mais caros e, atualmente, acabam destinados às linhas mais premium dos fabricantes. No Brasil, marcas como TP-Link, D-Link, Asus e Linksys comercializam produtos com essas características.

Em termos de faixa de preço, é possível encontrar modelos em torno de R$ 350, embora existam unidades com preços que passam bem acima dos R$ 1.000. Em geral, a diferença entre esses produdos está na oferta de velocidade (embora, como vimos, os limites sejam 600 e 1.300 Mbps, há modelos tri-band que chegam com velocidades menores, em 450 e 750 Mbps, por exemplo) e na performance superior em virtude da capacidade de gerenciar dispositivos conectados em três redes simultaneamente.

Outros recursos desses roteadores podem estar associados com segurança e ajustes de performance ainda mais agressivos, voltados principalmente para gamers.

Não compre pelo número

Os fabricantes costumam usar os limites teóricos de velocidade dos roteadores para nomear os produtos. Um aparelho tri-band que opere a um máximo de 600 Mbps, em 2.4 GHz, e atinja 1.300 Mbps, nas duas redes 5 GHz (totalizando um limite teórico de 3.200 Mbps), pode ser encontrado com esse valor na nomenclatura.

É importante lembrar que esse valor é um indicativo de até onde o roteador pode ir em termos de velocidade. Entretanto, o limite é teórico e, como vimos anteriormente, dificilmente será atingido em condições normais de uso.

Como colocar limite de velocidade no roteador? Veja no fórum do TechTudo

Como configurar a senha do seu roteador Wi-Fi

Como configurar a senha do seu roteador Wi-Fi

MAIS DO TechTudo