Por Raquel Freire, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Galaxy S8 foi revelado em março, junto com o Galaxy S8 Plus, e chegou ao Brasil já no mês seguinte. O celular premium da Samsung trouxe sua tela curva com bordas mínimas, corpo à prova d'água, memória RAM de 4 GB e o processador Exynos 8895, da própria fabricante.

Lançado para competir com o iPhone 7, o smartphone sul-coreano fez sua estreia quase seis meses antes do iPhone 8. Apesar disso, o modelo apresenta algumas funções a mais que o novo celular da Apple. Com preço atual de R$ 3.399, o S8 também deverá custar menos que o iPhone 8, ainda sem valor por aqui. Veja oito recursos que o Galaxy S8 tem e que o iPhone 8 não.

Review do Galaxy S8

Review do Galaxy S8

O texto de hoje faz parte de uma série que mostra os benefícios e desvantagens de cada modelo premium. Acesse também:

1. Leitor de íris

O leitor de íris foi lançado pela Samsung originalmente no Galaxy Note 7 e adicionado nos dispositivos da linha S8. O scanner permite desbloquear o celular e fazer pagamentos com o Samsung Pay de forma mais segura em relação à impressão digital, único sensor biométrico do iPhone 8 e que pode ser mais facilmente burlado.

Nos testes do TechTudo, o scanner ocular do S8 funcionou perfeitamente. O componente consegue operar, inclusive, no escuro, graças à leitura por infravermelho. Quem já tem o smartphone e ainda não sabe utilizar o recurso pode aprender a configurar e desbloquear o Galaxy com a íris neste tutorial.

Galaxy S8 possui scanner de íris  — Foto: Paulo Alves/TechTudo Galaxy S8 possui scanner de íris  — Foto: Paulo Alves/TechTudo

Galaxy S8 possui scanner de íris — Foto: Paulo Alves/TechTudo

2. Reconhecimento facial

Outro recurso que iPhone 8 fica devendo é o reconhecimento facial, empregado pela Apple apenas no iPhone X. O review do TechTudo se debruçou sobre o recurso e concluiu: ele é realmente rápido. Basta colocar o celular na frente do rosto, como se fosse tirar uma selfie, e o sistema imediatamente reconhece o usuário e desbloqueia a tela.

No entanto, é importante salientar que a tecnologia é menos segura do que o leitor de íris, padrões de desenho, códigos PIN ou senhas, segundo a própria Samsung. Isso ocorre pelo mesmo motivo do sensor de impressões digitais: com uma boa foto do dono do aparelho é possível enganar o sistema.

iPhone 8 não tem reconhecimento facial do Galaxy S8  — Foto: Luciana Maline/TechTudo iPhone 8 não tem reconhecimento facial do Galaxy S8  — Foto: Luciana Maline/TechTudo

iPhone 8 não tem reconhecimento facial do Galaxy S8 — Foto: Luciana Maline/TechTudo

3. Display curvo com bordas mínimas

O Galaxy S8 chegou com uma tela curva com bordas mínimas. O celular segue a tendência consagrada entre os smartphones premium de 2017 – inclusive no iPhone X – e tem uma aparência muito mais atual do que a do iPhone 8. O formato 18:9 da tela é pensado para quem vai assistir a séries, vídeos e usar bastante o modo multijanela.

As bordas curvas do S8 e sua moldura mínima fazem com que a telona de 5,8 polegadas pareça ainda maior. Aliado a isso tudo, a resolução de Quad HD (2960 x 1440 pixels) com densidade de 570 pixels por polegadas garante uma ótima experiência, com maior sensação de imersão do que a do concorrente.

Display curvo com bordas mínimas e formato 18:9 do Galaxy S8  — Foto: Luciana Maline/TechTudo Display curvo com bordas mínimas e formato 18:9 do Galaxy S8  — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Display curvo com bordas mínimas e formato 18:9 do Galaxy S8 — Foto: Luciana Maline/TechTudo

4. Assistente virtual com detecção de imagem

A Bixby, a assistente pessoal presente no Galaxy S8, consegue reconhecer imagens, algo que a Siri ainda não faz. Ao ativar o app, o usuário pode simplesmente apontar para um objeto para que a Bixby exiba informações sobre ele. A promessa é de que ela forneça curiosidades sobre prédios e monumentos famosos ou mostre opções de lojas que vendam um produto reconhecido, por exemplo.

O recurso se mostrou um tanto inconsistente nos testes do TechTudo; nas primeiras impressões com o S8 o reconhecimento falhou, mas no review completo ele deu conta do recado. De qualquer forma, a Siri do iPhone 8 fica atrás neste quesito.

Assistente pessoal Bixby reconhece imagens no Galaxy S8 — Foto: Luciana Maline/TechTudo Assistente pessoal Bixby reconhece imagens no Galaxy S8 — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Assistente pessoal Bixby reconhece imagens no Galaxy S8 — Foto: Luciana Maline/TechTudo

5. Saída de áudio de 3,5 mm

A Samsung manteve o tradicional conector de fone de ouvido no Galaxy S8, retirado pela Apple desde os iPhones 7 e 7 Plus. A ausência da saída de áudio de 3,5 mm impede, entre outras coisas, de ouvir música e carregar o celular ao mesmo tempo. Para fazer isso, o usuário precisa comprar um acessório separadamente – como o que a empresa começou a vender por R$ 379 .

É válido destacar que a Apple inclui um adaptador Lightning para 3,5 mm na caixa do iPhone 8, mas, como o smartphone tem apenas a entrada Lightning, as ações ficam mais limitadas. No S8, por outro lado, é possível ouvir música com fones de qualquer marca sem precisar de nenhuma peça extra.

Samsung manteve saída de 3,5 mm no Galaxy S8  — Foto: Thassius Veloso/TechTudo Samsung manteve saída de 3,5 mm no Galaxy S8  — Foto: Thassius Veloso/TechTudo

Samsung manteve saída de 3,5 mm no Galaxy S8 — Foto: Thassius Veloso/TechTudo

6. Modo multijanela

Um recurso útil do Galaxy S8 é o modo multijanela, que permite usar dois aplicativos ao mesmo tempo. A função já está presente na linha Galaxy há algum tempo, mas o display do S8 otimiza ainda mais sua utilização.

Já o iPhone 8 não permite dividir a tela entre aplicativos. O iOS até possui a funcionalidade, mas ela é exclusiva dos iPads. A tela consideravelmente menor dos celulares da Apple em relação aos da Samsung é apontada como o motivo para essa ausência nos iPhones.

Recurso multitarefa no Galaxy S8  — Foto: Luciana Maline/TechTudo Recurso multitarefa no Galaxy S8  — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Recurso multitarefa no Galaxy S8 — Foto: Luciana Maline/TechTudo

7. Carregamento rápido com carregador incluso na caixa

Os dois modelos têm carregamento rápido. No entanto, o Galaxy S8 recupera 30% da bateria com cerca de 20 minutos de carga, enquanto o iPhone 8 consegue recarregar 50% de sua capacidade com 30 minutos de tomada.

A vantagem do Galaxy é que ele atinge esse índice com o carregador que vem na caixa do aparelho. No iPhone 8, a carga rápida só funciona com acessório vendido separadamente. O adaptador incluso na embalagem, de 5W, não obtém esse resultado.

Carregamento rápido de bateria no Galaxy S8  — Foto: Luciana Maline/TechTudo Carregamento rápido de bateria no Galaxy S8  — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Carregamento rápido de bateria no Galaxy S8 — Foto: Luciana Maline/TechTudo

8. Entrada para cartão de memória

Por último, está a entrada para cartão de memória. Ao contrário da Apple, a Samsung tem o costume de colocar slot para microSD em seus aparelhos. Essa característica se repete nos Galaxy S8 e iPhone 8, respectivamente, o que não deixa de ser uma vantagem do celular sul-coreano.

O iPhone 8 conta com versões de 64 GB e 256 GB de armazenamento. Enquanto isso, o S8 tem 64 GB de espaço interno e suporte a cartão de até 256 GB. Ou seja: descontado o espaço ocupado pelo sistema, o usuário pode ter até 308 GB no Galaxy.

Galaxy S8, assim como outros modelos da Samsung, tem entrada para cartão de memória  — Foto: Luciana Maline/TechTudo Galaxy S8, assim como outros modelos da Samsung, tem entrada para cartão de memória  — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Galaxy S8, assim como outros modelos da Samsung, tem entrada para cartão de memória — Foto: Luciana Maline/TechTudo

MAIS DO TechTudo