Por João Kurtz, para o TechTudo


O Facebook estuda uma nova forma para permitir que computadores criem avatares personalizados, de forma automática, a partir de fotos de pessoas. A proposta é fazer o mapeamento das imagens por meio de Inteligência Artificial para identificar as características de um rosto e representá-lo da melhor maneira possível em um formato similar aos emojis que conhecemos.

O projeto de Lior Wolf, Yaniv Taigman e Adam Polyak — pesquisadores da área de IA da empresa — ainda está em desenvolvimento e não tem previsão de ser implementado no Facebook, mas pode ser o primeiro passo para o lançamento de um serviço de criação de avatares próprio da rede social. Conheça mais detalhes.

Especialistas em IA do Facebook trabalham em projeto para criar avatares pesonalizados de forma automática — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo Especialistas em IA do Facebook trabalham em projeto para criar avatares pesonalizados de forma automática — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Especialistas em IA do Facebook trabalham em projeto para criar avatares pesonalizados de forma automática — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Como funciona?

Na apresentação do projeto (research.fb.com/wp-content), durante a ICCV (International Conference on Computer Vision 2017), Wolf mostrou como eles desenvolveram um sistema de aprendizado de máquina que cria a melhor representação possível de um rosto real como um avatar em desenho.

A tecnologia identifica automaticamente as características da foto analisada, como tipo do cabelo ou tom de pele. Em seguida, busca no sistema de criação de avatares a configuração mais parecida possível, gerando uma imagem que é, em seguida, comparada com a fonte, como se ambas fossem fotos da mesma pessoa.

As duas imagens — foto e desenho — são filtradas por um algoritmo de identificação, que retorna um valor numérico. O processo é repetido várias vezes, até que o sistema julgue ter encontrado a versão mais próxima possível da original.

A tecnologia identifica características da foto analisada para criar, de forma automática, a melhor representação possível de uma pessoa. — Foto: Reprodução/Facebook A tecnologia identifica características da foto analisada para criar, de forma automática, a melhor representação possível de uma pessoa. — Foto: Reprodução/Facebook

A tecnologia identifica características da foto analisada para criar, de forma automática, a melhor representação possível de uma pessoa. — Foto: Reprodução/Facebook

Segundo os pesquisadores do Facebook, a tecnologia é precisa o suficiente para poder criar variações de uma mesma face em ângulos diferentes (talvez para movimento do avatar) e com expressões faciais distintas. Todo o processo é automatizado, a tarefa consome muito tempo mesmo de pessoas treinadas.

Além disso, de acordo com os especialistas, os parâmetros escolhidos pelas pessoas em questionários nem sempre reúnem as características que, de fato, as representam de maneira fiel. Portanto, um método automático é mais prático e tem maior chance de gerar resultados mais aproximados de sua aparência real.

Avatares com expressões faciais diferentes baseados em uma foto — Foto: Reprodução/Facebook Avatares com expressões faciais diferentes baseados em uma foto — Foto: Reprodução/Facebook

Avatares com expressões faciais diferentes baseados em uma foto — Foto: Reprodução/Facebook

A ideia não é nova. O Snapchat, por exemplo, tem uma parceria com o app Bitmoji. Ao baixar o aplicativo você pode montar seu próprio personagem. Ao contrário da proposta do Facebook, esse processo é manual. Ou seja, o usuário escolhe o tipo de cabelo, nariz, olhos, boca e roupas. Depois de criá-lo, além de usar o personagem para deixar seus snaps mais divertidos, você também pode ativar o teclado bitmoji no seu celular para usá-lo em plataformas compatíveis.

Além disso, em maio, o Google lançou um sistema semelhante ao da rede social que transforma selfies do usuário em imagens, está disponível no Google Allo.

Qual sua rede social favorita? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo