Novo computador quântico da IBM tem 20 qubit e é um dos mais avançados

Máquina acessada pela nuvem pode ser usada para resolver algoritmos complexos.

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Gabriel Ribeiro, para o TechTudo

A IBM anunciou, na última sexta-feira (10), que seu computador de 20 qubits já está disponível para seus clientes. Acessada por meio da nuvem, a novidade está entre as máquinas quânticas mais potentes da atualidade. A tecnologia pode ser usada para resolver problemas de algoritmos complexos e contribuir para o avanço em pesquisas de diversas áreas.

A empresa também revelou que está trabalhando em um computador quântico com 50 qubits. A máquina já passou por alguns testes práticos, porém ainda não há data efetiva para chegar ao mercado.

IBM apresenta computador quântico de 20 qubit (Foto: Divulgação/IBM) IBM apresenta computador quântico de 20 qubit (Foto: Divulgação/IBM)

IBM apresenta computador quântico de 20 qubit (Foto: Divulgação/IBM)

O que é computador quântico?

A computação quântica trabalha de uma forma diferente dos sistemas normais. Em vez de processar instruções em bits, com valores binários de 0 ou 1, ela trabalha com a unidade qubits. Assim, a máquina consegue processar os valores (0 e 1) de forma simultânea – o que aumenta a capacidade de executar cálculos. Consequentemente, a tecnologia oferece maior capacidade de trabalhar em projetos que requerem alto poder de processamento. Quanto maior a unidade qubit, mais potente é o sistema.

O uso de máquinas deste tipo requer repensar a forma como a computação é utilizada. É preciso programar softwares específicos para trabalhar adequadamente junto com processadores quânticos. Entre as aplicações, está o uso de inteligência artificial avançada e machine learning, quando um software consegue se adaptar conforme o uso. A computação quântica também pode ser utilizada para trabalhar junto com criptografias de alto desempenho e soluções de problemas avançados de química e outras ciências.

Sistema de processador quântico de 50 qubits (Foto: Divulgação/IBM) Sistema de processador quântico de 50 qubits (Foto: Divulgação/IBM)

Sistema de processador quântico de 50 qubits (Foto: Divulgação/IBM)

Nova máquina da IBM

O novo sistema da IBM surpreende pelo poder de processamento, e também pela estabilidade. Na computação quântica, quanto maior a taxa de qubits, maior será a probabilidade de erros acontecerem. Na nova máquina, a empresa conseguiu aumentar o poder de processamento com uma pequena taxa de erro, tornando o seu uso seguro. Em 18 meses, a IBM saltou de 8 e 16 qubits para 20 qubits.

Além da IBM, outras empresas estão apostando na computação quântica. Em outubro, a Intel apresentou um processador capacidade de trabalhar em 17 qubits. Google e Nasa também usam máquinas quânticas para solucionar problemas de alta complexidade.

Via TechCrunch e IBM

Qual GPU é melhor para jogos atuais? Comente no Fórum do TechTudo

MAIS DO TechTudo