Por Gabriel Ribeiro, para o TechTudo


email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A Internet via rádio ainda está presente em muitas cidades e, na maioria das vezes, é a única alternativa para conexão banda larga em determinadas regiões. Por outro lado, a fibra óptica está mais restrita aos grandes centros urbanos e, por uma questão estratégica das operadoras, pode não estar disponível em todos os bairros.

Conheça, nas linhas a seguir, um pouco mais das duas tecnologias para garantir o acesso à Internet e veja quais as vantagens e desvantagens de cada uma.

Mais dicas sobre Internet: saiba como ampliar o sinal Wi-Fi da sua casa com repetidores

Mais dicas sobre Internet: saiba como ampliar o sinal Wi-Fi da sua casa com repetidores

Como funciona

A conexão via rádio, também chama de Fixed Wirelss Acces, utiliza três pontos principais. O primeiro é obviamente a Internet. O provedor via rádio contrata um link de uma operadora empresarial, que fornece a conexão.

O segundo ponto é a transmissão. Por uma torre, também chamada de POP, uma ou mais antenas são fixadas e ficam responsáveis pela emissão das ondas de rádio – em alguns casos são várias torres com antenas que conversam entre si.

Também é necessário uma antena fixada na residência do cliente para receber o sinal . Um pequeno modem conectado à antena e ao computador pelas portas RJ-45 ou USB faz a conversão do sinal de rádio em Internet.

Já na conexão por fibra óptica, um cabo é instalado até a casa do cliente. Este cabo é composto geralmente por vidro, plástico e um tipo de manta para proteção contra impacto e torções.

A transmissão do sinal é feita por feixes de luz. Os dados percorrem toda a extensão do cabo, da central da operadora até o modem, em uma velocidade muito maior do que nos cabos de cobre, utilizado em conexões DSL.

Usando luz em vez de eletricidade, fibras ópticas oferecem uma série de vantagens perante os fios de cobre tradicionais — Foto: Divulgação/StellarNet Usando luz em vez de eletricidade, fibras ópticas oferecem uma série de vantagens perante os fios de cobre tradicionais — Foto: Divulgação/StellarNet

Usando luz em vez de eletricidade, fibras ópticas oferecem uma série de vantagens perante os fios de cobre tradicionais — Foto: Divulgação/StellarNet

Estabilidade

Uma das principais diferenças entre uma conexão via rádio e uma Internet por fibra óptica é a estabilidade. A instalação adequada da Internet por rádio depende de vários fatores. O mais importante é a visualização mútua entre as antenas que emitem e recebem o sinal.

Basicamente, para uma transmissão acontecer sem problema, é preciso que as antenas estejam se "enxergando", ou seja, posicionadas em um ponto sem interferência.

A distância entre elas também é um fator importante, assim como todos os equipamentos utilizados na rede. Isso não é um problema para a fibra óptica, já que a conexão é feita por um cabo da central até o modem dentro de casa.

Antenas mal posicionais, com interferência de árvores, muros ou prédios, podem ser fatais para a qualidade da conexão na Internet via rádio. Outro fator de interferência é a chuva.

Velocidade

Atualmente, já é possível encontrar algumas operadoras que oferecem planos de Internet via rádio com mais de 10 Mb/s de velocidade. No entanto, os mais comuns são os planos que variam de 512 kb/s a 5 Mb/s.

Internet por fibra óptica pode passar dos 50 Mb/s de velocidade — Foto: Reprodução/Pond5 Internet por fibra óptica pode passar dos 50 Mb/s de velocidade — Foto: Reprodução/Pond5

Internet por fibra óptica pode passar dos 50 Mb/s de velocidade — Foto: Reprodução/Pond5

Enquanto isso, as operadoras de internet por fibra óptica podem passar dos 50 Mb/s sem problemas, em alguns casos oferecendo para o usuário doméstico mais de 200 Mb/s de velocidade. No entanto, o potencial de velocidade da Internet por fibra óptica é muito maior, podendo ultrapassar facilmente velocidades Gigabit.

Ping

Um dos maiores problemas enfrentados por usuários de Internet via rádio é o ping. Por depender muitas vezes da distância da antena da operadora, o ping em alguns casos é mais alto do que o normal. Pode não ser muito problema para quem usa internet para atividades básicas, como acessar sites de notícias ou e-mail, mas é uma dificuldade para quem joga pela Internet.

Por outro lado, além de poder oferecer uma velocidade maior, a latência baixa é uma dos trunfos da fibra óptica. O ping pode ser afetado por outros fatores, mas, de uma forma geral, a conexão que utiliza esta tecnologia tem seu tempo de resposta sensivelmente menor.

Disponibilidade

Esta talvez seja a principal desvantagem da fibra óptica. Por ter um custo elevado de implementação, ainda é difícil encontrar provedores que ofereçam este tipo de serviço em cidades do interior. Mesmo em grande centros, alguns bairros podem ficar de fora dos planos das empresas por questões comerciais. É mais vantajoso para elas investirem sua estrutura em locais onde o retorno financeiro será maior e mais rápido.

A Internet via rádio, por sua vez, é mais fácil de encontrar. Muitas vezes ela é a única opção de conexão banda larga em lugares afastados, como em áreas rurais. Além disso, mesmo nas capitais, ela tem sido usada em bairros onde a Internet por cabo de cobre, do tipo DSL, está defasada, não suportando mais novos clientes ou oferecendo planos com velocidades baixas.

No entanto, antes de contratar uma Internet via rádio, é preciso estar atento a algumas questões. É recomendável pesquisar o histórico da empresa e se ela conta com o registro da Anatel. Além disso, uma outra dica é conversar com clientes para tentar identificar se é comum algum tipo de problema – se há determinados horários de pico em que a Internet apresenta lentidão ou se o sinal é afetado pela chuva. Em empresas que utilizam equipamentos mais antigos, mudanças no clima podem causar instabilidade.

É evidente que a conexão por fibra óptica é melhor. Porém, em alguns lugares, a única solução para acessar a Internet ainda é via rádio.

MAIS DO TechTudo