Câmeras

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A PITTA é um dispositivo modular que pode se transformar em action cam, em drone e até em câmera de segurança. Indicada para quem precisa dos recursos de uma GoPro e também de uma câmera aérea, ela é capaz de fotografar e gravar em 4K a partir de um controlador – tudo em um único aparelho. Segundo a fabricante, seu design é simples e permite alternar entre os modos de uso com facilidade.

Disponível no site de financiamento coletivo Kickstarter, o projeto chama a atenção na Internet e já superou quatro vezes a meta original de arrecadação. O preço é de US$ 289 (R$ 958, em conversão direta e sem impostos), mais frete de US$ 25 (aproximadamente R$ 83) para o Brasil. De acordo com os desenvolvedores, as entregas devem começar em abril de 2018.

Câmera é um pouco maior do que uma GoPro, mas pode compensa o tamanho maior com funções extras — Foto: Divulgação/Eyedea Câmera é um pouco maior do que uma GoPro, mas pode compensa o tamanho maior com funções extras — Foto: Divulgação/Eyedea

Câmera é um pouco maior do que uma GoPro, mas pode compensa o tamanho maior com funções extras — Foto: Divulgação/Eyedea

É possível usar a PITTA como uma câmera de ação comum ou até mesmo como câmera de vigilância, com direito a monitoramento ao vivo via Internet. O dispositivo tem capacidade de gravar em 4K a 30 quadros por segundo e produz fotografias em resolução máxima de 13 megapixels. Outros recursos incluem conectividade Wi-Fi e um suporte que permite instalação em diversos locais diferentes, que vão do guidão da bicicleta a uma parede.

Conheça PITTA, uma câmera de ação que vira drone em poucos segundos — Foto: Divulgação/PITTA

Conheça PITTA, uma câmera de ação que vira drone em poucos segundos — Foto: Divulgação/PITTA

O modo drone também promete agradar aos usuários, já que oferece uma série de recursos presentes em equipamentos maiores e mais caros. O aparelho possui a função "voltar para a casa", com a proposta de pousar por conta própria. Além disso, ele também pode orbitar o controlador, seguir o usuário e gravar imagens em 360 graus. Outros destaques são os sensores que detectam o terreno para evitar acidentes. Para transformar a câmera em drone, basta trocar a base pelo módulo equipado com os motores.

Para transformar a câmera em drone, basta trocar a base pelo módulo equipado com os motores — Foto: Divulgação/Eyedea Para transformar a câmera em drone, basta trocar a base pelo módulo equipado com os motores — Foto: Divulgação/Eyedea

Para transformar a câmera em drone, basta trocar a base pelo módulo equipado com os motores — Foto: Divulgação/Eyedea

Bastante compacta, a PITTA também chama a atenção pela promessa de autonomia de 15 minutos de voo – número compatível com drones maiores. No modo drone, o modelo pode ser controlado por meio de um aplicativo para celulares ou por outras instruções, como, por exemplo, o modo de seguir o usuário. O vídeo abaixo mostra a PITTA em ação:

Mais do TechTudo