Por Taysa Coelho, para o TechTudo


O Facebook anunciou, nesta quarta-feira (20), duas mudanças importantes para o combate ao compartilhamento de notícias falsas na rede social. De acordo com o blog oficial, a plataforma abandonará o uso de alertas visuais sobre informações não verídicas, que vinha sendo testado há cerca de um ano. A partir de agora, o site vai implementar o recurso de artigos relacionados. Eles ajudarão o usuário a apurar e entender melhor os fatos e evitar as fake news.

Vídeo mostra como baixar vídeos do Facebook sem precisar instalar programas

Vídeo mostra como baixar vídeos do Facebook sem precisar instalar programas

A mudança aconteceu porque o uso de imagens que destaquem o fato, como bandeiras vermelhas, por exmplo, pode surtir o efeito oposto do desejado. De acordo com pesquisas acadêmicas sobre correção de informações erradas, o método que o Facebook havia adotado fortaleceria, inclusive, convicções profundas sobre o assunto em questão.

“Artigos relacionados, ao contrário, são simplesmente criados para dar mais contexto, o que nossa pesquisa mostrou ser uma maneira mais efetiva de ajudar as pessoas a entenderem os fatos”, explica o Facebook.

Facebook exibirá notícias relacionadas a links avaliados com suspeitos — Foto: Divulgação/ Facebook Facebook exibirá notícias relacionadas a links avaliados com suspeitos — Foto: Divulgação/ Facebook

Facebook exibirá notícias relacionadas a links avaliados com suspeitos — Foto: Divulgação/ Facebook

Por que mudou?

Desde dezembro de 2016, o Facebook vem testando formas de combater informações não verídicas. A primeira delas foi dando aos usuários a possibilidade de denunciar artigos suspeitos. Além disso, antes de compartilhar uma notícia possivelmente mentirosa, a pessoa recebia uma notificação.

No entanto, o modelo mostrou ser menos eficaz do que o esperado. De acordo com o designer de produto da rede social, Jeff Smith, uma das causas é que os alertas de fake news não deixam claro o que não era real dentre todas as informações existentes em um texto. Isso levava o usuário a navegar em outros sites e dificultava que eles notassem o que verificadores diziam sobre a história contestada.

Como era o alerta de notícias falsas do Facebook — Foto: Divulgação/ Facebook Como era o alerta de notícias falsas do Facebook — Foto: Divulgação/ Facebook

Como era o alerta de notícias falsas do Facebook — Foto: Divulgação/ Facebook

Além disso, as sinalizações de notícias falsas não necessariamente são capazes de mudar a opinião de pessoas e podem, inclusive, surtir o efeito contrário. Para que uma reportagem fosse notificada como “não real” era necessário que, ao menos duas empresas de verificação de fatos a considerassem falsa, um processo que acabava sendo demorado, principalmente em países com poucos verificadores.

Por fim, os artigos denunciados poderiam ser avaliados como “falso”, “parcialmente falso”, “não comprovado” e “verdadeiro”. No entanto, apenas aqueles considerados falsos recebiam o alerta visual de contestação, deixando “vazar” dados parcialmente inverídicos.

Como será agora?

Artigos relacionados aparecem abaixo do link publicado no Facebook — Foto: Divulgação/ Facebook

Artigos relacionados aparecem abaixo do link publicado no Facebook — Foto: Divulgação/ Facebook

Com a mudança, as notícias contestadas passarão a aparecer acompanhadas de artigos relacionados, que ajudam o usuário contextualizar e entender melhor o assunto em questão. O modelo acelera o processo, uma vez que também pode ser aplicado caso a matéria seja verdadeira ou apenas um verificador tenha realizado a análise.

Além disso, caso um usuário compartilhe um artigo que, posteriormente, seja considerado falso, receberá um alerta informando sobre a procedência inverídica da informação. Já se alguém quiser realizar o compartilhamento após a verificação, será notificado e receberá links que provam porque o dado não é verdadeiro.

Novo alerta dado quando um usuário do Facebook tentar compartilhar uma notícia falsa — Foto: Divulgação/ Facebook Novo alerta dado quando um usuário do Facebook tentar compartilhar uma notícia falsa — Foto: Divulgação/ Facebook

Novo alerta dado quando um usuário do Facebook tentar compartilhar uma notícia falsa — Foto: Divulgação/ Facebook

De acordo com o Facebook, a partir de 2018, os esforços para o combate de fake news serão ainda maiores. A rede social pede que os usuários opinem sobre a nova ferramenta, a fim de melhorar ainda mais a performance.

Facebook: tem como recuperar mensagens apagadas? Descubra no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo