Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Google Assistente, software inteligência artificial pessoal do Google, agora é compatível com celulares mais antigos rodando Android 5.0 Lollipop, a segunda versão mais popular do sistema no mundo. Antes, a assistente virtual exigia um smartphone com pelo menos o Android 6.0 Marshmallow instalado para funcionar. A novidade permite que mais usuários experimentem as funções da rival da Siri, com perguntas respondidas de forma mais ágil no formato de cartões.

O Assistente chega em forma de atualização para o app do Google em 11 países, incluindo o Brasil. Além disso, o recurso faz a sua estreia em tablets com Android, porém com liberação limitada aos Estados Unidos.

Google Assistente: quatro curiosidades sobre o software

Google Assistente: quatro curiosidades sobre o software

No Android 5, ao contrário do que ocorre em celulares mais novos, a Google Assistente não é ativada ao manter o botão de início pressionado. O recurso não é integrado totalmente ao sistema lançado em 2014, por isso só pode ser acessado pelo ícone tradicional do aplicativo do Google. Por outro lado, a assistente pessoal pode ser chamada com o clássico comando “Ok, Google”.

Em relação ao Google Now, o software é mais rápido para entender pedidos do usuário e evita o máximo possível entregar links da web como resposta. Além disso, o Google passa a considerar o contexto da conversa para compreender perguntas sequenciais. A ferramenta inteligente também permite criar alarmes, lembretes, compromissos na agenda e checar informações de voos, entre outras funções.

MAIS DO TechTudo