Por Paulo Alves, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A Toshiba lançou um novo HD que quebra o recorde de 14 TB de armazenamento para um modelo tradicional. Ao contrário de HDs com escrita transbordada (SMR), que alcançaram recentemente a marca dos 14 TB, o produto MG07ACA da fabricante japonesa usa o clássico método perpendicular de gravação de dados (PRM). Essa característica, aliada à interface SATA 6 Gbit/s e ao formato de 3,5 polegadas, torna o disco compatível com a maioria dos data centers empresariais aos quais o lançamento é destinado. A promessa é de redução de custos na implementação.

Além do modelo de 14 TB, a Toshiba também anunciou uma versão com 12 TB de capacidade. Os preços não foram divulgados, nem a data de chegada ao Brasil.

Novo HD da Toshiba é o primeiro a alcançar 14 TB com método de gravação convencional — Foto: Divulgação/Toshiba Novo HD da Toshiba é o primeiro a alcançar 14 TB com método de gravação convencional — Foto: Divulgação/Toshiba

Novo HD da Toshiba é o primeiro a alcançar 14 TB com método de gravação convencional — Foto: Divulgação/Toshiba

A técnica PMR (sigla para perpendicular magnetic recording, ou gravação magnética perpendicular) usada pelo novo HD grava dados em linhas paralelas, movendo a agulha perpendicularmente. O método é o mais tradicional entre os discos rígidos. Seu ponto fraco é o uso total do espaço físico, algo melhorado no processo SMR (sigla para shringled magnetic recording, ou gravação magnética transbordada), que escreve em linhas sobrepostas. A inovação do lançamento da Toshiba está justamente em igualar em um HD PMR os mesmos 14 TB oferecidos por HDs em SMR.

O modelo usa um sistema de nove discos para oferecer a maior densidade de dados já vista em um HD comum. Eles se movimentam a uma alta velocidade de 7200 rpm (rotações por minuto), a mesma de HDs de capacidade elevada com gravação em SMR. Para evitar danos aos componentes, o HD da Toshiba tem uma atmosfera interna de gás hélio, que oferece menos atrito do que o oxigênio.

A baixa fricção dos discos internos do HD com o ar também resulta em economia de energia. Segundo a Toshiba, o modelo tem um perfil energético baixo de operação. A fabricante sela a carcaça do disco rígido com laser para evitar vazamento do gás e garantir durabilidade.

O conjunto de especificações, diz a fabricante, é suficiente para transferir 550 TB de dados por ano. O tamanho compacto do HD favorece o uso em sistemas de armazenamento em nuvem, data centers avançados e outras aplicações corporativas.

MAIS DO TechTudo