Por Fernando Telles, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Embora a passagem de um ano represente um novo ciclo de lançamentos, as tecnologias mais importantes de 2018 podem já estar aqui. De serviços baseados em blockchain a até mesmo computadores com processador ARM e Windows 10, tudo aquilo que foi tendência em 2017 deve reaparecer no ano que se aproxima.

Na lista abaixo, confira as tecnologias que mais fizeram sucesso este ano e como elas podem servir de base para o que vem em 2018. A expectativa é de que eletrônicos lançados esse ano fiquem ainda mais populares e acessíveis nos próximos meses.

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Sistemas baseados em Blockchain

A blockchain pode ser o fruto mais rentável das criptomoedas. Baseada na verificação descentralizada de registros e transações, essa "cadeia de blocos" (em tradução literal do inglês) permite que bancos de dados inteiros se mantenham seguros, sem a possibilidade de que alguém os altere. Para 2018, estima-se que softwares e eletrônicos passarão a proteger suas informações com blockchain.

Hoje, a blockchain garante que criptomoedas de todo o mundo não sejam fraudadas — Foto: Divulgação/MBN Solutions Hoje, a blockchain garante que criptomoedas de todo o mundo não sejam fraudadas — Foto: Divulgação/MBN Solutions

Hoje, a blockchain garante que criptomoedas de todo o mundo não sejam fraudadas — Foto: Divulgação/MBN Solutions

Graças ao funcionamento eficiente, rápido e relativamente barato das verificações em blockchain, é possível que sistemas operacionais, serviços da web e até mesmo aplicativos utilizem conceitos similares para oferecer mais segurança aos dados dos seus usuários.

Fones Bluetooth

Fones Bluetooth não são nenhuma novidade. Contudo, devido aos crescentes esforços para torná-los tão confiáveis quanto os fones tradicionais, é possível que vejamos mais modelos do tipo em 2018. Seja com preços mais baixos, novas especificações ou funcionalidades, o acessório deve se tornar mais popular entre os usuários.

O maior impulsionador da venda de fones Bluetooth tende a ser o smartphone, que, além de estar abandonando o conector de 3.5 mm, dedicado aos fones comuns, tem ganhado tecnologias que melhoram a reprodução de áudio sem fio. Em 2017, modelos como o Jaybird X3 e a segunda geração do Gear IconX, da Samsung, foram destaques no TechTudo.

Notebooks com processador ARM

O Envy X2, da HP, tem tela de 12,3 polegadas e pesa apenas 689 gramas — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo O Envy X2, da HP, tem tela de 12,3 polegadas e pesa apenas 689 gramas — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

O Envy X2, da HP, tem tela de 12,3 polegadas e pesa apenas 689 gramas — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Após o lançamento do Asus NovaGo, o primeiro computador com Windows 10 e chip Snapdragon 835, o mesmo utilizado em diversos smartphones, a expectativa é de que 2018 traga mais notebooks com processadores ARM. Além de mais autonomia de bateria, estes modelos prometem conexão 4G e potência para executar o Windows sem engasgos.

Junto à Asus, a HP também apresentou seu primeiro laptop com o chip da Qualcomm. Assim como o modelo concorrente, o Envy X2 tem rede 4G e se destaca por seus 6,9 mm de espessura. Segundo a fabricante, a bateria do modelo dura mais de 20 horas em uso e mais de 700 horas em standby, vantagem que deve ser o seu principal fator de sucesso no ano que vem.

Realidade Aumentada

Android Oreo chegou com sua própria plataforma de Realidade Aumentada, o AR Core — Foto: Divulgação/Google Android Oreo chegou com sua própria plataforma de Realidade Aumentada, o AR Core — Foto: Divulgação/Google

Android Oreo chegou com sua própria plataforma de Realidade Aumentada, o AR Core — Foto: Divulgação/Google

Embora 2017 tenha sido o ano da Realidade Virtual, a Realidade Aumentada deve voltar a ganhar os holofotes no próximo ano. Graças ao iOS 11 e ao Android Oreo, que trazem plataformas próprias para conteúdos AR, devemos ver mais eletrônicos dedicados à imersão e ao entretenimento. Aparelhos com suporte à Realidade Aumentada também poderão ser utilizados para produtividade.

A Realidade Aumentada (AR) se diferencia da Realidade Virtual (VR) porque une ambientes reais, normalmente captados por uma câmera, a elementos virtuais, gerados por computador. Com a chegada de câmeras mais inteligentes, capazes de compreender volume e profundidade, as experiências imersivas devem se tornar mais populares e de maior qualidade.

Internet das Coisas

Com a ajuda do Google Assistente, o Google Home pode controlar outros aparelhos — Foto: Divulgação/Google Com a ajuda do Google Assistente, o Google Home pode controlar outros aparelhos — Foto: Divulgação/Google

Com a ajuda do Google Assistente, o Google Home pode controlar outros aparelhos — Foto: Divulgação/Google

Devido ao crescente surgimento de assistentes virtuais para o lar, com as diferentes versões do Amazon Echo e do Google Home, além do HomePod da Apple, esperado para 2018, é forte a expectativa de que surjam mais aparelhos. São esperados dispositivos como smart TVs, sistemas de ar-condicionado e refrigeradores, que possam ser controlados por esses sistemas.

Até o então momento, não há nenhum indício de que algum destes "assistentes domésticos" será lançado no Brasil. Contudo, agora que a Google Assistente já fala português e a Siri vai ganhar um dispositivo similar, o sonho de ver estes gadgets por aqui se torna menos distante.

MAIS DO TechTudo