Comprar o drone DJI Phantom 3 usado vale a pena? Veja se preço compensa

Drone usado da DJI pode ser comprado por cerca de R$ 2.000; descubra se vale a pena.

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

O Phantom 3 da DJI é um dos drones com pegada profissional mais conhecidos atualmente. O modelo, lançado em 2015 com câmera integrada e uma série de recursos avançados, está disponível nas versões Standard, Advanced e Professional. Mesmo diante de um mercado que já tem opções avançadas, como Phantom 4, Mavic e Karma, da GoPro, o dispositivo segue competitvo.

Como não é um produto recente, já é possível encontrar o Phantom 3 de segunda mão à venda na Internet com preços mais baratos. Abaixo, veja quais são as vantagens de comprar um drone usado e quais são os fatores de atenção ao adquirir o dispositivo com algumas horas de voo no currículo.

Phantom 3 tem preço médio de R$ 2 mil para unidades usadas (Foto: Divulgação/DJI) Phantom 3 tem preço médio de R$ 2 mil para unidades usadas (Foto: Divulgação/DJI)

Phantom 3 tem preço médio de R$ 2 mil para unidades usadas (Foto: Divulgação/DJI)

Pontos positivos

1. Preço

Não existem muitos drones desse tipo à venda no Brasil, mas uma consulta na Internet revela preços na faixa dos R$ 2.000 para o Phantom 3 Standard usado. As versões Professional e Advanced custam mais caro, perto dos R$ 3.000. Entretanto, os valores podem variar em virtude do tempo de uso e dos acessórios que os acompanham.

Apesar de ser relativamente caro, o custo de R$ 2.000 para o mais simples ainda é inferior ao preço praticado na venda de um drone novo do mesmo modelo, que é encontrado com valores entre R$ 2.700 e R$ 4.500, dependendo da loja. Já as versões novas do Advanced e do Professional podem custar a partir de R$ 6.000, algo que torna a compra de um produto usado pela metade do preço uma ideia atraente.

2. Boas especificações

O Phantom 3 pode não ser o modelo mais recente da indústria de drones, mas, mesmo assim, traz um conjunto interessante de especificações técnicas, que o equiparam a produtos mais recentes. Outro fator positivo é que as características do drone são universais: as versões Standard, Professional e Advanced apresentam as mesmas especificações de voo e funcionalidades, como modos de controle para planar, seguir uma pessoa e retornar ao local de origem.

Em termos de autonomia, o drone pode voar durante 25 minutos com uma única carga, tempo considerado longo para um quadricóptero. Em relação à velocidade, o Phantom 3 também não faz feio, sendo capaz de voar a 40 km/h. As variantes Advanced e Professional levam vantagem, no entanto, no quesito área de cobertura, que pode chegar a cinco quilômetros.

Phantom 3 tem autonomia para voar durante 2 minutos (Foto: Divulgação/DJI) Phantom 3 tem autonomia para voar durante 2 minutos (Foto: Divulgação/DJI)

Phantom 3 tem autonomia para voar durante 2 minutos (Foto: Divulgação/DJI)

3. Recheado de recursos

O Phantom 3 não tem o arsenal de funcionalidades de alguns modelos mais recentes da própria DJI, mas ainda conta com recursos interessantes, que tornam o controle do drone mais confortável. As versões Professional e Advanced apresentam vantagens interessantes na câmera. Além de usar sensores melhores nesses produtos, a DJI oferece gravação em 4K, algo impossível na câmera do Phantom 3 Standard.

Já o raio de operação do controle remoto sem fio é de 2 km, capacidade bastante superior à de drones anteriores da DJI. Além disso, o modelos do Phantom 3 têm um conjunto de sensores que permitem equilibrar o equipamento durante voos em ambientes fechados, onde o GPS é fraco ou inexistente, para impedir colisões.

Pontos negativos

1. Desgaste

Possível desgaste do Phantom 3 deve ser verificado antes da compra de um modelo usado (Foto: Divulgação/DJI) Possível desgaste do Phantom 3 deve ser verificado antes da compra de um modelo usado (Foto: Divulgação/DJI)

Possível desgaste do Phantom 3 deve ser verificado antes da compra de um modelo usado (Foto: Divulgação/DJI)

Dois fatores de desgaste podem ser negativos na compra de qualquer drone usado. O primeiro tem a ver com problemas causados por acidentes, já que quedas e batidas podem ser comuns, dependendo do período de uso e da habilidade do condutor. Os efeitos dos acidentes podem comprometer o desempenho do drone em voo e devem ser fator de discussão na hora da compra.

Outro fator que pode comprometer um drone usado é a bateria. Embora o componente seja removível e de fácil substituição, em caso de desgaste pronunciado, é importante verificar sua saúde antes de comprar o equipamento para evitar prejuízos inesperados no curto prazo.

2. Atenção ao modelo de câmera

No geral, os Phantom 3 Standard, Advanced e Professional são bem parecidos em especificações, recursos e comportamento. Entretanto, você deve prestar atenção na escolha do produto a partir da qualidade de câmera. Na versão Standard, o componente está limitado à resolução 2.7K e o sensor usado é de qualidade inferior ao Sony aplicado nos modelos mais avançados.

Nas edições Advanced e Professional, as câmeras usam um sensor Sony igual ao da GoPro Hero4. Além disso, esses dois drones podem gravar vídeos em 4K. Em termos de quanitdade de quadros gravados, todos os modelos estão limitados a capturas em até 30 frames por segundo. Já as fotos são produzidas com qualidade de até 12 megapixels.

3. Drone caro para iniciantes

Phantom 3 tem muitos recursos e é considerado pela fabricante um modelo ideal para iniciantes (Foto: Divulgação/DJI) Phantom 3 tem muitos recursos e é considerado pela fabricante um modelo ideal para iniciantes (Foto: Divulgação/DJI)

Phantom 3 tem muitos recursos e é considerado pela fabricante um modelo ideal para iniciantes (Foto: Divulgação/DJI)

O Phantom 3 tem uma série de recursos avançados e é posicionado pela DJI como um equipamento de fácil controle, ideal para quem está começando. Esse aspecto pode desagradar quem está de olho em drones mais avançados tecnologicamente e com melhores recursos, ainda que esses aparelhos custem mais caro.

Apesar de a fabricante considerá-lo um aparelho amigável, o Phantom 3, mesmo na versão Standard, é um equipamento caro: R$ 2.000 é uma quantia grande para investir num aparelho apenas por curiosidade. A situação piora com os preços ainda mais salgados para os modelos Advanced e Professional. Se a ideia é começar a usar drones em caráter de testes, faz mais sentido comprar equipamentos mais baratos e simples disponíveis no mercado.

Qual é o melhor drone para comprar no Brasil? Opine no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo