Jogos de aventura

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


Yume Nikki é um game de terror para PC criado por um desenvolvedor japonês chamado Kikiyama. Lançado originalmente em 2004, o jogo agora foi relançado gratuitamente em inglês na loja digital Steam, mais de uma década após a chegada do original. Yume Nikki foi criado em uma ferramenta chamada RPG Maker 2003 que facilita a criação de games para usuários e conta com uma experiência incrivelmente surreal e abstrata, sem diálogos, batalhas ou outros elementos tradicionais de jogos, apenas exploração e muita interpretação visual.

A história

Assim que o game começa, jogadores são colocados no papel da protagonista Madotsuki, uma menina que se isolou em seu apartamento e se recusa a sair de casa, uma condição que os japoneses chamam de "hikikomori". Apesar de se recusar a sair, toda vez que ela dorme ganha acesso a doze mundos bizarros cuja origem não é explicada. Dentro desses mundos há regras estranhas a serem seguidas, objetos e criaturas a serem encontradas, mistérios a serem desvendados e ainda entradas para outros mundos ainda mais escondidos.

Yume Nikki é um bizarro game de terror que causa desconforto e estranheza — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Yume Nikki é um bizarro game de terror que causa desconforto e estranheza — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Yume Nikki é um bizarro game de terror que causa desconforto e estranheza — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Pode-se dizer que jogadores mergulham nos sentimentos negativos de Madotsuki, já que suas ações durante o game poderão levar a diferentes tipos de finais, que deixam bem claro quais as intenções da personagem e o que ela sentia. No entanto, segundo o criador do game, terminar a história não é exatamente o objetivo e ele pode ser interpretado também apenas como um punhado de sonhos.

Como é o jogo

Inicialmente Yume Nikki afirma não ter objetivos e ser apenas um game sobre explorar mundos de sonhos, bizarros locais surreais que desafiam a capacidade do jogador de interpretar o que vê. No entanto, basta jogar um pouco para começar a encontrar lógica nesses estranhos ambientes e descobrir que há alguns objetos e criaturas para interagir, mesmo que inicialmente não se saiba como.

Ocasionalmente algum elemento se destaca do resto do cenário, e ao interagir com ele o jogador poderá receber um "Efeito" (Effect), uma espécie de item ou habilidade especial que altera seu personagem e o mundo a sua volta. Ao utilizar certos efeitos em locai ou personagens é possível obter reações inesperadas e assim progredir nesses mundos como se resolvesse quebra-cabeças.

Achar o seu caminho em meio aos labirintos de Yume Nikki pode ser bem confuso — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Achar o seu caminho em meio aos labirintos de Yume Nikki pode ser bem confuso — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Achar o seu caminho em meio aos labirintos de Yume Nikki pode ser bem confuso — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

As fases são como labirintos em looping e normalmente não há inimigos, com exceção de algo que os fãs chamam de Toriningen (pessoas pássaro). Estas criaturas têm a forma de meninas altas com bico de pássaro no lugar da boca e que teletransportam Madotsuki para uma sala fechada e forçam o jogador a sair do sonho naquele momento.

A parte mais difícil do jogo é ter paciência, algo que nem todos os usuários terão. Simplesmente não há diálogos com pistas, indicações sobre onde ir, ideias do que fazer, há apenas incontáveis cenários de tentativa e erro. Cada obstáculo exige um "Efeito" para ser transposto e a relação entre eles normalmente não é lógica.

Terror?

Apesar de ser considerado um jogo de terror, Yume Nikki não parece ter à primeira vista sustos propositais. Ao invés disso, ele conta com uma sensação permanente de desconforto. A música é responsável por boa parte dessa atmosfera, sempre com tons desconfortáveis e sombrios. A estranheza visual também ajuda para que o jogador nunca se sinta muito confortável com o que está vendo.

Tudo é extremamente bizarro e surreal em Yume Nikki e muitas vezes causa um desconforto visual — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Tudo é extremamente bizarro e surreal em Yume Nikki e muitas vezes causa um desconforto visual — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Tudo é extremamente bizarro e surreal em Yume Nikki e muitas vezes causa um desconforto visual — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Essa sensação de desconforto ajuda para que qualquer coisa que saia do comum seja ainda mais desconcertante, como uma imagem ou som ligeiramente inesperados, mesmo que isoladamente eles não sejam assustadores por si só. Por um tempo todo objeto novo tem a promessa de ser aquele que finalmente vai dar um susto no jogador, mas essa premissa parece nunca se cumprir, até que algo realmente acaba por pegá-lo desprevenido.

Teorias de fãs

Além dos temas mais óbvios como isolamento e depressão, fãs desenvolveram várias outras teorias a respeito de Yume Nikki para tentar entender sua falta de história ou oferecer novos pontos de vista sobre o pouco que está presente no game. Não há particularmente nenhuma versão correta, já que seu criador Kikiyama nunca falou nada a respeito.

Algumas teorias sugerem que Madotsuki dorme durante todo o jogo, até mesmo quando acredita-se que ela está acordada e interage com objetos no seu quarto. Essa teoria vem do fato que alguns elementos de seus pesadelos surgem no "mundo real" durante o final, e é possível encontrar uma versão da personagem em um cochilo dentro de um armário em um dos mundos.

As crituras chamadas por fãs de Toriningen são as coisas mais próximas de inimigos em Yume Nikki — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro As crituras chamadas por fãs de Toriningen são as coisas mais próximas de inimigos em Yume Nikki — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

As crituras chamadas por fãs de Toriningen são as coisas mais próximas de inimigos em Yume Nikki — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Há também teorias de que o game pode representar eventos traumáticos que tenham acontecido com Madotsuki, como alguma violência sofrida em sua infância. Um dos "Efeitos", chamado de "Faca" (Knife) permite que a menina mate outros personagens do jogo, o que também gerou várias teorias sobre suas tendências violentas.

O game tem claras inspirações no clássico Earthbound de Super Nintendo, o qual também causava desconforto em certos momentos devido a seus temas subliminares. Apenas mais tarde, o designer Shigesato Itoi confirmou que o jogo contava de forma indireta sobre um episódio violento que ele havia presenciado e isso se refletia sutilmente nos gráficos e música.

Novo Yume Nikki?

O relançamento de Yume Nikki na loja Steam não foi deliberado, ele acompanhou um site com uma contagem regressiva para um novo projeto da série. O contador chegará a zero na meia-noite do dia 25 de janeiro, quando espera-se que algo seja anunciado. Não há qualquer indicador sobre o que seria tal projeto, mas poderia tratar-se de uma sequência ou mesmo um remake que deixe a história mais clara.

Qual o melhor game de terror? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo