Por Filipe Garrett, para o TechTudo


ThinQ é o nome da tecnologia de inteligência artificial criada pela LG para acompanhar seus produtos conectados. A novidade é capaz de aprender com o usuário e deve ser aplicada em diversos tipos de eletrodomésticos com Internet das Coisas. Assim, a interface promete trazer mais conforto e facilitar a vida do consumidor graças à capacidade de automatizar tarefas simples, integrando aparelhos como geladeiras, televisões e ar-condicionado.

Em smart TVs da fabricante, por exemplo, a ThinQ permite controlar funções por meio da voz. Com isso, o usuário poderia pedir à TV para pesquisar a trilha sonora do filme, a lista de obras do diretor, entre outras opções.

TVs da LG lançadas em 2018 terão acesso à inteligência artificial e ao Google Assistente — Foto: Divulgação/LG TVs da LG lançadas em 2018 terão acesso à inteligência artificial e ao Google Assistente — Foto: Divulgação/LG

TVs da LG lançadas em 2018 terão acesso à inteligência artificial e ao Google Assistente — Foto: Divulgação/LG

A plataforma de inteligência artificial da LG é uma aposta interessante para o futuro de dispositivos conectados espalhados por toda a casa. A ideia é que lâmpadas, geladeiras, celulares, computadores, TVs e outros eletrodomésticos da marca possam compartilhar informações e adaptar seus modos de funcionamento, rotinas e funcionalidades aos hábitos de seus usuários.

Além disso, mais do que uma exclusividade de produtos da LG, a empresa promete tornar possível que outros fabricantes criem produtos compatíveis com o ThinQ no futuro.

Como funciona?

Produtos para cozinha lançados na CES 2018 oferecem total integração com a tecnologia. Destaque para a geladeira e sua telona de 29 de polegadas — Foto: Divulgação/LG Produtos para cozinha lançados na CES 2018 oferecem total integração com a tecnologia. Destaque para a geladeira e sua telona de 29 de polegadas — Foto: Divulgação/LG

Produtos para cozinha lançados na CES 2018 oferecem total integração com a tecnologia. Destaque para a geladeira e sua telona de 29 de polegadas — Foto: Divulgação/LG

O segredo da tecnologia está no chamado aprendizado de máquina (ou “machine learning”, em inglês). O termo se refere a uma série de mecanismos pelos quais equipamentos e softwares podem aprimorar seu comportamento, eficiência e funcionamento ao longo do tempo a partir da interação com o usuário.

Um exemplo dessa técnica em ação seria um termostato inteligente da LG, responsável por controlar a temperatura de uma casa. Com a ThinQ, após algum tempo de uso, o aparelho poderia ter um mapa preciso dos hábitos dos moradores, as temperaturas preferidas, os horários em que elas são escolhidas e em quais cômodos agir, por exemplo. A partir do momento em que dominasse todas essas rotinas, o termostato poderia agir de forma autônoma. Esse mesmo tipo de dinâmica poderia se repetir em qualquer dispositivo compatível com a tecnologia: geladeiras, TVs, máquina de lavar, aspirador de pó e lava-louças.

Outro desdobramento da tecnologia é a possibilidade de compartilhamento de informações em dispositivos compatíveis. A geladeira, capaz de monitorar os hábitos da casa, pode, por exemplo, notar que algo consumido com frequência está para acabar. Assim, ela dispara uma notificação no aplicativo ThinQ no celular do usuário, antes mesmo de ele perceber que precisa passar no mercado.

A nova geladeira InstaView ThinQ da LG tem uma tela de 29 polegadas e é compatível com a Alexa, assistente inteligente da Amazon. O dispositivo permite a criação de etiquetas virtuais para evitar que produtos vençam e pode até interagir com o forno EasyClean da LG durante o preparo de uma receita, exibindo na tela os passos que o usuário deve executar.

ThinQ em TVs

Inteligência artificial e controles por voz são apostas da LG para linha de tops de linha em 2018 — Foto: Divulgação/LG Inteligência artificial e controles por voz são apostas da LG para linha de tops de linha em 2018 — Foto: Divulgação/LG

Inteligência artificial e controles por voz são apostas da LG para linha de tops de linha em 2018 — Foto: Divulgação/LG

Ao que tudo indica, a LG está apostando pesado na tecnologia. Isso explica por que a ThinQ apareceu em grande parte dos produtos da marca exibidos durante a CES 2018. Nas TVs, por exemplo, a inteligência artificial foi grande destaque.

A LG descreve um cenário em que o televisor com tal tecnologia teria maior habilidade para se relacionar com dispositivos no seu entorno. Usando o suporte à Google Assistente, seria possível utilizar a TV para dar comandos de voz a outros aparelhos compatíveis na rede, além de ter acesso a todas as funcionalidades da assistente virtual do Google em sua TV.

Conheça os Smart Displays expostos pelo Google na CES 2018

Conheça os Smart Displays expostos pelo Google na CES 2018

Outra aplicação da inteligência artificial poderia permitir controle dos televisores por meio da voz. Dessa forma, você poderia pedir à TV para pesquisar a trilha sonora do filme, a lista de obras do diretor ou outras opções de filmes com um determinado ator, por exemplo. As televisões trazem microfones para captar esses comandos e os próprios controles remotos são capazes de entender as ordens por voz.

A compatibilidade total com a tecnologia ThinQ depende do uso dos novos processadores Alpha 9 da marca para televisores. Por conta disso, as funcionalidades de inteligência artificial deverão ficar restritas aos lançamentos da LG para 2018.

Via LG e The Verge

Mais do TechTudo