Por Filipe Garrett, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A GoPro Hero4 Silver é uma câmera de ação lançada em 2015 e que sempre ofereceu um bom custo-benefício, inclusive com alguns diferenciais marcantes. O modelo tem tela sensível ao toque, inexistente na Hero4 Black, top de linha da geração de 2015 da GoPro. Atualmente, dois anos após sua chegada ao mercado, é comum encontrar pessoas vendendo a câmera usada por preços que partem dos R$ 1.100.

Ao longo deste texto, descubra os pontos positivos da câmera e quais podem ser os sinais de atenção, caso você decida comprar uma Hero4 Silver de segunda mão.

GoPro Hero 4 Silver: confira as cenas de aventura gravadas com a câmera

GoPro Hero 4 Silver: confira as cenas de aventura gravadas com a câmera

PONTOS POSITIVOS

1. Boas configurações

Embora tenha sido lançada em 2015, a Hero4 Silver tem configurações técnicas bastante atuais. Com modos de gravação que vão até o 2K em 30 frames por segundo, e Full HD e HD em 60 fps (1920 x 1080 e 1280 x 720 pixels, respectivamente), a câmera tem capacidade de agradar boa parte dos usuários. O 4K é possível, mas com a limitação da taxa de 15 fps apenas.

Além dessas configurações, a Hero4 Silver fotografa em até 12 megapixels e possui tela LCD sensível ao toque.

2. Case à prova d’água

Originalmente, a Hero4 Silver era vendida com um case acrílico que dava à câmera a capacidade de resistir a mergulhos de até 40 metros de profundidade. É interessante, caso você tenha em mente entrar na piscina ou ir para debaixo da cachoeira com a câmera, pesquisar vendedores que ofereçam também a proteção. Caso contrário, pode ser um bom argumento para negociar um desconto.

Uso do case permite levar a Hero4 Silver para piscina, praia e cachoeira sem medo — Foto: Victor Teixeira/TechTudo Uso do case permite levar a Hero4 Silver para piscina, praia e cachoeira sem medo — Foto: Victor Teixeira/TechTudo

Uso do case permite levar a Hero4 Silver para piscina, praia e cachoeira sem medo — Foto: Victor Teixeira/TechTudo

3. Preço

Os anúncios da Hero4 Silver na Internet variam muito em relação ao preço. Nas ofertas que envolvem apenas a câmera, os valores ficam, em média, por R$ 1.100. Entretanto, há vendedores negociando seus dispositivos por cerca de R$ 1.500, em pacotes completos que envolvem bastão, controle remoto, carregador para duas baterias e bateria extra, entre outros acessórios.

Considerando que a câmera de ação chegou ao Brasil por R$ 2.999, o preço teve uma boa queda. Entretanto, na hora de avaliar, é interessante comparar com valores dos modelos atuais da GoPro. A Hero5 Black, com especificações melhores, por exemplo, custa a partir de R$ 1.600

GoPro Hero5 Black: confira as primeiras impressões

GoPro Hero5 Black: confira as primeiras impressões

PONTOS NEGATIVOS

1. Desgaste

Como é uma câmera de ação, em geral, a GoPro costuma acompanhar o usuário em aventuras e situações ao ar livre que podem deixar o dispositivo mais exposto e vulnerável. Dependendo do perfil de uso do dono, esses efeitos podem ser acentuados no equipamento.

Vida tumultuada da GoPro pode representar sinais de desgaste — Foto: Luciana Maline/TechTudo Vida tumultuada da GoPro pode representar sinais de desgaste — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Vida tumultuada da GoPro pode representar sinais de desgaste — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Por isso, é importante ficar atento ao corpo do aparelho, verificando desde riscos e sinais de uso a danos mais sérios, que podem ser causados por infiltração de partículas de poeira e até umidade no dispositivo. Na hora de comprar uma GoPro usada, qualquer que seja o modelo, teste para conferir as funcionalidades do aparelho.

2. (Quase) sem 4K

4K da GoPro Hero4 Silver fica atrás do que muitos smartphones já podem fazer — Foto: Victor Teixeira/TechTudo 4K da GoPro Hero4 Silver fica atrás do que muitos smartphones já podem fazer — Foto: Victor Teixeira/TechTudo

4K da GoPro Hero4 Silver fica atrás do que muitos smartphones já podem fazer — Foto: Victor Teixeira/TechTudo

Tecnicamente, a Hero4 Silver grava em 4K. Entretanto, a câmera está limitada a uma taxa de 15 quadros por segundo. Isso significa que o vídeo resultante terá um aspecto irregular, com imagens “saltando” a cada segundo em virtude da falta de mais alguns quadros para atingir a taxa mínima de 24 fps, que eliminaria os saltos.

Esse tipo de 4K pode ser útil, para alguns usos, como time-lapses e geração de “stills”, (fotos capturadas a partir de um vídeo). No entanto, a qualidade fica bem longe do vídeo em 4K que celulares atuais já conseguem gravar sem muito esforço.

3. Não é para profissionais

A Hero4 Silver tem uma série de limitações que desencorajam profissionais da área do audiovisual. Para começar, ao contrário de versões mais caras e potentes da câmera, a Hero4 Silver não tem entrada para microfone externo.

Outro detalhe é que seu hardware não é tão poderoso, limitando a quantidade de informação que a câmera pode receber a cada segundo na hora de gerar um vídeo, com uma taxa 45 Mb/s. Isso se traduz em material com menor qualidade e que pode apresentar artefatos de compressão. Contudo, vale reforçar que se a sua ideia é fazer um uso casual da câmera nenhum desses fatores deve causar preocupação.

MAIS DO TechTudo