Por Gabriel Ribeiro, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A Intel divulgou, nesta quinta-feira (11), o resultado dos primeiros testes em seus processadores após a atualização que corrige as vulnerabilidades Spectre e Meltdown. As suspeitas se confirmaram: de acordo com a fabricante, algumas linhas de CPUs podem ter uma queda de desempenho de até 10%.

Os chips que podem apresentar diminuição de performance incluem modelos de sexta, sétima e até oitava geração, lançados no último trimestre de 2017. A Intel usou como base resultados de benchmark como o 3D Mark e o SYSMark.

Processadores Intel Core são ideais para boa parte dos usuários — Foto: Divulgação/Intel Processadores Intel Core são ideais para boa parte dos usuários — Foto: Divulgação/Intel

Processadores Intel Core são ideais para boa parte dos usuários — Foto: Divulgação/Intel

O maior problema é enfrentado pelos processadores Kaby Lake e Coffe Lake de 8ª geração. Nos testes realizados pela empresa, esses modelos tiveram até 10% de queda em performance. De acordo com a Intel, o impacto é mais sentido quando a máquina precisa trabalhar com aplicações Web mais complexas que usam JavaScript. Para usos mais comuns, como apps de edição de texto, por exemplo, a queda é inferior a 6%. Já em aplicações gráficas, como em jogos, a redução não ultrapassa 2%.

O resultado é semelhante em processadores de 7ª Geração Kaby Lake-H, usado em dispositivos móveis. No SYSMark2014SE, um dos aplicativos de benchmark usados pela Intel, os modelos dessa família tiveram uma diminuição de performance em torno de 7%, se comparado ao teste de referência antes do update de correção para Spectre e Meltdown.

Dados dos testes de benchmark executados pela Intel — Foto: Divulgação/Intel Dados dos testes de benchmark executados pela Intel — Foto: Divulgação/Intel

Dados dos testes de benchmark executados pela Intel — Foto: Divulgação/Intel

Em processadores da 6ª geração Skylake-S, a redução no desempenho também segue a mesma tendência. De acordo com os testes, a menor perfomance gira em torno de 8%. A nível de comparação, a Intel fez o mesmo teste no Windows 7, em que a queda sentida foi de 6%.

Os processadores testados pela Intel foram o i7 8700K (8ª Gen Coffe Lake), o i7 8650U (8ª Gen Kaby Lake), o i7 7920HQ (7ª Gen Kaby Lake) e o i7 6700K (6ª Gen Skylake). A empresa também divulgou uma lista com todos os chips afetados pelo Spectre e Meltdown.

Os testes da Intel vão contra os primeiros rumores, que defendiam que a queda de desempenho afetaria apenas os processadores mais antigos ou aos voltados para servidores. Os números podem não chamar atenção à primeira vista, mas, geralmente, esse salto de desempenho é o que vemos de uma geração para outra. Um exemplo é o chip i7 8700K, top de linha lançado em outubro de 2017, que tem uma performance de cerca de 10% superior em relação ao i7 7700K, da geração passada.

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Spectre e Meltdown

O Spectre e o Meltdown são duas vulnerabilidades que podem liberar o acesso a dados protegidos da memória. O primeiro afeta apenas processadores da Intel, já o segundo impacta também os chips da AMD e ARM (utilizado em dispositivos mobile).

Os erros foram descobertos em junho de 2017, mas divulgados apenas na primeira semana de janeiro. Neste período, as fabricantes tiveram tempo de desenvolverem atualizações para corrigir o problema. O curioso é que, mesmo sabendo da falha crítica que afeta os seus processadores, a Intel, ainda sim, lançou novos chips sem uma solução definitiva.

MAIS DO TechTudo