Redes sociais

Por Taysa Coelho, para o TechTudo


O LinkedIn é uma rede social profissional com mais de 530 milhões de usuários — a maioria à procura de vagas de emprego. Então, como se destacar e deixar de ser apenas mais um perfil em meio a tantos currículos? A plataforma conta com diversas ferramentas que facilitam as conexões entre recrutadores e interessados. Para ajudá-lo a conseguir um emprego em 2018, o TechTudo traz nove dicas de funções que podem fazer a diferença.

Ferramenta quer ajudar quem procura conselho para carreira ou negócios — Foto: Divulgação/LinkedIn

1. Adicionar e aceitar pessoas “desconhecidas”

No LinkedIn, não é estranho aceitar convite de desconhecidos — Foto: Reprodução/ Taysa Coelho

O LinkedIn tem um funcionamento diferente de outras redes sociais. Portanto, não se preocupe em adicionar apenas que você conhece. Aceite aquele desconhecido, que trabalha em uma empresa de recrutamento ou a pessoa que você nunca viu, mas atua na mesma área que você.

Não se esqueça que o objetivo do LinkedIn é ampliar a sua rede de contatos. Inclusive, quem tem 500 conexões ou mais aumenta consideravelmente a chance de ser notado por um recrutador, por haver mais chance de vocês possuírem uma ligação de primeiro, segundo ou terceiro grau.

2. Usar os grupos do LinkedIn

Torne-se ativo em grupos do LinkedIn — Foto: Reprodução/ Taysa Coelho

O LinkedIn conta com grupos de discussão, assim como o Facebook. E eles são uma excelente ferramenta para troca de ideias, descoberta de cursos de qualificação e, mesmo, oportunidades. Além disso, quanto mais ativo na rede, maiores são as chances de um usuário ser notado.

Encontrar um grupo de seu interesse é bastante simples: basta digitar a palavra na ferramenta de busca, no topo da página e, na página do resultado, clicar na aba “Grupos”. Ou acessar a página dos grupos, ao clicar “Soluções” e, em seguida, em “Grupos”.

3. Complete o seu perfil

Quanto mais completo o perfil, mas chance de aparecer bem nas buscas — Foto: Reprodução/ Taysa Coelho

Perfis com poucas informações perdem lugar no topo dos resultados de busca para os currículos completos. Além disso, os especialistas costumam descartar os incompletos por parecer desleixo e falta de interesse do usuário. Portanto, dedique um tempo para incluir sua formação acadêmica, certificados, experiência profissional, atividades extracurriculares e o que mais julgar importante.

Fique atento também ao texto que aparece no topo de seu perfil. Mesmo que esteja desempregado, nunca use o termo. Mantenha a sua última experiência profissional e o tempo em que trabalhou no local.

Como usar o celular para tirar fotos 3x4

Como usar o celular para tirar fotos 3x4

Por fim, adicione uma foto: perfis com imagem têm 21 vezes mais chances de ser visto do que aqueles sem e 9 vezes mais possibilidades de receber convites de pessoas novas. Mas não coloque qualquer imagem: é importante que tenha um ar profissional, ou seja, nada de selfies, caretas, biquinhos ou animais.

Como editar? Na parte superior da tela, clique em “Eu”, depois em “Visualizar perfil”. Na página que abrir, basta clicar sobre os ícones de lápis em cada item para editá-los.

4. Compartilhe artigos realmente interessantes

Especialistas recomendam que sejam feitos alguns posts por semana no LinkedIn — Foto: Reprodução/ Taysa Coelho

O LinkedIn permite que o usuário compartilhe páginas da web, fotos, vídeos e textos que sejam de seu interesse. E fazer isso é bastante fácil: basta colar o link, subir a imagem ou escrever o texto na barra situada no topo da página. Se quiser escrever algo mais aprofundado, é só clicar no botão “Escreva um artigo” e você será direcionado para um ambiente mais propício, similar aos oferecidos por blogs.

Mais uma vez, um usuário ativo se destaca para os recrutadores. Especialistas sugerem que sejam feitos alguns posts por semana. Fique atento para fazer publicações que realmente sejam interessantes e que tenham a ver com seu perfil profissional. Deixe os vídeos fofinhos de cachorros e bebês para o Facebook ou Instagram.

5. Confira quem viu seu perfil no LinkedIn

Confira quem visualizou seu perfil no LinkedIn — Foto: Reprodução/ Taysa Coelho

Sabia que é possível saber quando alguém visita o seu perfil? O recurso permite ver se há alguém interessado e, assim, começar uma conexão com profissionais que poderiam agregar ao seu perfil profissional. No lado esquerdo da página inicial, há uma caixinha com o resumo de seus dados, entre eles, o número de pessoas que visualizaram o seu perfil. Clique sobre o número para ter mais detalhes sobre quem foram esses “visitantes”.

6. Use o método de pesquisa booleana

A ferramenta de pesquisa do LinkedIn permite encontrar vagas, pessoas, empresas, grupos e instituições de ensino. E, dentre todos esses itens, não são poucas as opções ofertadas pela rede. Portanto, é importante procurar corretamente para ser mais assertivo nos resultados.

O blog oficial da rede indica o uso do método de pesquisa booleana, através do qual o usuário consegue incluir ou excluir palavras. Por exemplo, para excluir um termo, basta colocar a palavra NOT antes (programador NOT gerente) ou para um resultado com mais opções, vale usar OR entre as palavras (“vendas OR marketing”).

7. Mostre que você está aberto a novas oportunidades

Mantenha a chave do Interesses de carreira ativa no LinkedIn — Foto: Reprodução/ Taysa Coelho

Você pode estar trabalhando e, ainda assim, estar à procura de novas oportunidades. Mas como os recrutadores podem saber disso? Basta deixar ativada a informação de que tem interesse em vagas, acessível através do ícone “Vagas” e, em seguida, no link “Interesses de Carreira”.

A plataforma busca não exibir o perfil para recrutadores da atual empresa do candidato, mas não garante total privacidade.

8. Use a página de Alumni

A rede social reúne em uma única página ex-alunos da instituições de ensino onde você estudou. Através da ferramenta Alumni é possível visualizar os perfis de ex-colegas de turma ou mesmo conhecer outros profissionais de sua área, ampliando assim, a rede de contatos e, consequentemente, aumentando a chance de ser notado na rede.

9. Personalize a sua URL

A url personalizada da um ar mais profissional ao seu perfil do LinkedIn — Foto: Reprodução/ Taysa Coelho

Além de mais profissional, uma URL personalizada pode gerar mais familiaridade ao recrutador e tornar o acesso ao seu perfil mais simples (removendo números ou palavras aleatórias ou desnecessários). Para isso, do lado direito de sua página do perfil, clique em “Editar perfil público ou URL” e, em seguida, na página que abrir, clique no lápis da seção “Editar URL de seu perfil público” para transformá-la da maneira que achar melhor, caso ainda haja disponibilidade.

Mais do TechTudo