Por Gabriel Ribeiro, para o TechTudo


O WhatsApp está testando um novo recurso para evitar a propagação de boatos dentro do mensageiro. Isso seria possível devido a um novo tipo de notificação encontrado dentro do app, que alertaria no momento em que o usuário estivesse compartilhando uma mensagem identificada como spam. As informações foram divulgadas pelos sites WhatsAppen e WABetaInfo, especializados na cobertura de novidades do chat.

A ferramenta deve impedir a propagação de golpes que usam o WhatsApp para atrair vítimas, como o ataque que usava o nome do Burger King ou o a falsa promoção do Walmart – apenas esta conseguiu mais de 1 milhão de acessos no Brasil. A despeito do que vazou na internet, a empresa por trás do WhatsApp até agora não se manifestou sobre o suposto recurso.

WhatsApp avisa que "uma mensagem que você está repassando foi encaminhada inúmeras vezes" — Foto: Reprodução/WABetaInfo WhatsApp avisa que "uma mensagem que você está repassando foi encaminhada inúmeras vezes" — Foto: Reprodução/WABetaInfo

WhatsApp avisa que "uma mensagem que você está repassando foi encaminhada inúmeras vezes" — Foto: Reprodução/WABetaInfo

A ideia é bem simples, porém pode ajudar a distinguir quando um conteúdo é potencialmente um spam. No momento em que o usuário for compartilhar uma texto de outro contato, o WhatsApp pode exibir uma notificação: “Uma mensagem que você está repassando foi encaminhada inúmeras vezes”. O aplicativo não impede que o conteúdo seja repassado, mas a pessoa vai saber do envio em massa daquele mesmo texto.

Ainda não está clara a tecnologia empregada pelo WhatsApp para realizar a identificação. Desde quando foi inaugurada a criptografia ponta a ponta, o aplicativo diz ser incapaz de ler o conteúdo das mensagens.

De acordo com WhatsAppen, o algoritmo vai contar o número de vezes que o texto for encaminhado. Passando de 25 envios do mesmo conteúdo, o app deve mostrar o alerta de spam, inclusive na mesma bolha que contém a mensagem.

Mais sobre o WhatsApp: cinco dicas para usar o app com segurança

Mais sobre o WhatsApp: cinco dicas para usar o app com segurança

Outros fatores podem entrar em jogo, como a localização geográfica e a quantidade de mensagens por minuto enviadas por um único usuário. Se alguém se conectar à rede da Holanda, por exemplo, e enviar a mesma mensagem várias vezes, e em seguida se conectar à rede da China para enviar o mesmo texto, o WhatsApp poderia identificar como spam. O mesmo aconteceria com um usuário que enviasse a mesma mensagem para centenas de contatos desconhecidos.

O WhatsApp ainda não se pronunciou oficialmente sobre o teste. Por isso, ainda não é possível afirmar quando o recurso vai estar disponível no aplicativo. A expectativa é que ele seja liberado em breve, primeiro para celulares com Android.

Com informações: WhatsAppen, WABetaInfo, TechCrunch e TNW

MAIS DO TechTudo