Por Taysa Coelho, Para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Um relatório revelou que o Brasil é o terceiro no ranking de quem passa mais tempo na Internet. Os brasileiros gastam, em média, 9 horas navegando na web. O país também aparece entre os primeiros quando o assunto o tempo gasto nas redes sociais: são mais de 3 horas diárias. Há ainda outros dados interessantes sobre o comportamento das pessoas na rede que merecem ser vistos com atenção. Como, por exemplo, o fato de o YouTube ser a rede social mais acessadas no país, superando, inclusive, o Facebook em número de usuários. Veja a seguir dez fatos curiosos sobre o tema.

O estudo sobre o uso de Internet e redes sociais no mundo em 2017 foi promovido pela agência We Are Social e a plataforma Hootsuite e levou em conta dados fornecidos por diferentes fontes.

Pesquisa mostra que redes sociais cresceram 7% no Brasil, por mais que os números de usuários da internet tenham permanecido o mesmo — Foto: Divulgação/Facebook Pesquisa mostra que redes sociais cresceram 7% no Brasil, por mais que os números de usuários da internet tenham permanecido o mesmo — Foto: Divulgação/Facebook

Pesquisa mostra que redes sociais cresceram 7% no Brasil, por mais que os números de usuários da internet tenham permanecido o mesmo — Foto: Divulgação/Facebook

Vale destacar que, no Brasil, o número pessoas com acesso à Internet é de 139.1 milhões (66% da população), índice que não apresentou mudanças entre 2016 e 2017. No entanto, ainda assim, no mesmo período, houve um aumento de 7% dos usuários em redes sociais.

1 - Mais de 9 horas diárias usando a Internet

O brasileiro gasta, diariamente, 9 horas e 14 minutos navegando na Internet, através de qualquer dispositivo. Somos o terceiro povo no mundo que mais passa tempo na rede. Em primeiro lugar, estão os tailandeses, com 9h38m, seguidos pelos filipinos, com uma média de 9h29m.

O brasileiro é terceiro povo que mais fica na internet no mundo — Foto: Divulgação/ We Are Social O brasileiro é terceiro povo que mais fica na internet no mundo — Foto: Divulgação/ We Are Social

O brasileiro é terceiro povo que mais fica na internet no mundo — Foto: Divulgação/ We Are Social

2 - Mais de 3 horas passadas na Internet são para acessar as redes sociais

Sim, nós passamos, em média, 3 horas e 39 minutos, todos os dias nas redes sociais. Ocupamos, assim, a segunda colocação entre os países que usam por mais tempo essas plataformas, atrás dos filipinos, que gastam 3h57m diários e à frente dos tailandeses, que detêm a marca de 3h23m.

3 - 62% da nossa população está conectada através das redes sociais

Isso mesmo: 130 milhões de brasileiros utilizam as redes sociais. Desses, 120 milhões realizam o acesso através de seus celulares. Esse número representa 57% do total da população brasileira.

Os brasileiros estão muito presentes nas redes sociais: 62% da população — Foto: Divulgação/ We Are Social Os brasileiros estão muito presentes nas redes sociais: 62% da população — Foto: Divulgação/ We Are Social

Os brasileiros estão muito presentes nas redes sociais: 62% da população — Foto: Divulgação/ We Are Social

4 - O YouTube é a página na qual o brasileiro passa mais tempo por visita

De acordo com o ranking do SimilarWeb, nós passamos cerca de 20 minutos e 33 segundos a cada vez que acessamos o YouTube e, durante esse período, acessamos uma média de 9,6 páginas do serviço. Logo depois, com 13 minutos e 55 segundos por acesso, vem o Facebook, com 11,8 páginas por visita.

O YouTube é onde nós passamos a maior média de tempo a cada vez que acessamos — Foto: Divulgação/ We Are Social O YouTube é onde nós passamos a maior média de tempo a cada vez que acessamos — Foto: Divulgação/ We Are Social

O YouTube é onde nós passamos a maior média de tempo a cada vez que acessamos — Foto: Divulgação/ We Are Social

5 - A mídia social mais usada não é o Facebook

Surpreendentemente, o YouTube supera a rede social criada por Mark Zuckerberg no que diz respeito ao percentual de usuários. Dos entrevistados pela Global Web Index, entre 16 e 64 anos , 60% declararam utilizar a plataforma de vídeos, contra 59% que falaram que usam o Facebook. Em terceiro lugar, vem o mensageiro WhatsApp, com 56%.

YouTube desbanca o Facebook entre as plataformas mais usadas pelos brasileiros — Foto: Divulgação/ We Are Social YouTube desbanca o Facebook entre as plataformas mais usadas pelos brasileiros — Foto: Divulgação/ We Are Social

YouTube desbanca o Facebook entre as plataformas mais usadas pelos brasileiros — Foto: Divulgação/ We Are Social

6 - 92% dos usuários do Facebook acessam a rede pelo celular

Dos 130 milhões de brasileiros que utilizam o Facebook mensalmente, 92% o fazem através do smartphone. O percentual é maior que a média mundial, de 88%. Os dados fornecidos pela própria rede, no entanto, não dizem que esse acesso é realizado exclusivamente pelo dispositivo móvel.

Média de usuários que acessam o Facebook pelo celular no Brasil é maior que a mundial — Foto: Divulgação/ We Are Social Média de usuários que acessam o Facebook pelo celular no Brasil é maior que a mundial — Foto: Divulgação/ We Are Social

Média de usuários que acessam o Facebook pelo celular no Brasil é maior que a mundial — Foto: Divulgação/ We Are Social

7- A maioria dos usuários do Facebook e do Instagram, no Brasil, é de mulheres

Contra a média mundial, na qual a maioria dos usuários é homem, por aqui, 54% de quem tem perfil no Facebook se declara como mulher. No Instagram, elas dominam em todo o globo por muito pouco (50.4%), enquanto em terras brasileiras são 59% dos usuários que utilizam a rede de compartilhamento de imagens.

Por aqui, 59% dos usuários do Instagram é do sexo feminino — Foto: Divulgação/ We Are Social Por aqui, 59% dos usuários do Instagram é do sexo feminino — Foto: Divulgação/ We Are Social

Por aqui, 59% dos usuários do Instagram é do sexo feminino — Foto: Divulgação/ We Are Social

8 - Vídeo é o tipo de conteúdo com maior percentual de engajamento no Facebook

Por aqui, os vídeos postados no Facebook apresentam um percentual de engajamento de 6,83% dos seguidores das páginas, seguido pelos links compartilhados, que mobilizam 6,46% (contra a média de 5,23% e 3,90% no restante do mundo). Na terceira colocação, com 5,84%, estão as fotos.

Os posts com vídeos são os que rendem mais respostas dos seguidores de páginas no Instagram — Foto: Divulgação/ We Are Social Os posts com vídeos são os que rendem mais respostas dos seguidores de páginas no Instagram — Foto: Divulgação/ We Are Social

Os posts com vídeos são os que rendem mais respostas dos seguidores de páginas no Instagram — Foto: Divulgação/ We Are Social

9 - 27% dos brasileiros estão no Instagram

De acordo com dados divulgados pela rede social, somos 57 milhões de usuários na rede de compartilhamento de fotos e vídeos, o que representa 27% da nossa população. No que diz respeito ao percentual de usuários, o que também é chamado de grau de penetração da plataforma no país, estamos em 14º lugar. No entanto, ao analisarmos o número bruto, o Brasil aparece na segunda colocação, logo atrás dos Estados Unidos, que tem 110 milhões de pessoas utilizando o Instagram.

Em números totais, somos aqueles com o segundo maior número de usuários do Instagram em todo o mundo — Foto: Divulgação/ We Are Social Em números totais, somos aqueles com o segundo maior número de usuários do Instagram em todo o mundo — Foto: Divulgação/ We Are Social

Em números totais, somos aqueles com o segundo maior número de usuários do Instagram em todo o mundo — Foto: Divulgação/ We Are Social

10 - Dos 5 apps mais baixados no Brasil em 2017, 4 são de interação social

WhatsApp, Facebook, Facebook Messenger, Instagram e Uber foram, nessa ordem, as aplicações de smartphone com mais downloads em 2017, de acordo com os dados do site App Annie. No mundo, o top 5 é um pouco diferente: Facebook Messenger, Facebook, WhatsApp, Instagram e Snapchat.

O WhatsApp foi o app mais baixado no Brasil em 2017 — Foto: Divulgação/ We Are Social O WhatsApp foi o app mais baixado no Brasil em 2017 — Foto: Divulgação/ We Are Social

O WhatsApp foi o app mais baixado no Brasil em 2017 — Foto: Divulgação/ We Are Social

MAIS DO TechTudo