Por Thássius Veloso, da redação

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp
Apple estuda devolver dinheiro de quem pagou por troca de bateria de iPhone Apple estuda devolver dinheiro de quem pagou por troca de bateria de iPhone

A novela das baterias em iPhones antigos continua a render dor de cabeça para a Apple. A maior empresa de tecnologia do planeta estuda devolver o dinheiro de clientes que fizeram a troca do componente e pagaram, na ocasião, o preço cheio pelo serviço. Desde janeiro, a companhia oferece desconto na substituição da bateria.

De acordo com o portal americano Recode, o assunto chegou ao poder público nos Estados Unidos. O senador republicano John Thune questionou a empresa sobre o que aconteceria com os usuários nesta situação. A resposta, vinda diretamente da vice-presidente para políticas públicas, Cynthia Hogan, foi a seguinte: “Sim, nós estamos explorando isso e vamos atualizá-lo adequadamente”.

iPhone 7 foi o primeiro aparelho da Apple a vir sem conector para fone de ouvido — Foto:  Anna Kellen Bull iPhone 7 foi o primeiro aparelho da Apple a vir sem conector para fone de ouvido — Foto:  Anna Kellen Bull

iPhone 7 foi o primeiro aparelho da Apple a vir sem conector para fone de ouvido — Foto: Anna Kellen Bull

Caso a matriz da Apple nos Estados Unidos opte por devolver o dinheiro dos consumidores, é esperado que a conduta também seja adotada por aqui. O governo norte-americano iniciou, há uma semana, as investigações sobre o caso.

O pedido de desculpas da Apple foi feito após semanas de especulações sobre a suposta prática de obsolescência programada. A empresa explicou que o sistema do iPhone, o iOS, recebeu uma instrução para reduzir a velocidade de processamento de dados quando a bateria chegar a um nível considerado problemático. Ainda segundo a marca, a medida foi adotada para proteger os usuários e evitar reinicializações inesperadas do telefone.

Todas as baterias de smartphones passam pelo envelhecimento químico, o que reduz sua capacidade de prover energia para o restante do aparelho. No entanto, somente a Apple veio a público para confirmar a limitação de desempenho.

Trecho de carta de Cynthia Hogan, vice-presidente de políticas públicas da Apple — Foto: Divulgação/Apple Trecho de carta de Cynthia Hogan, vice-presidente de políticas públicas da Apple — Foto: Divulgação/Apple

Trecho de carta de Cynthia Hogan, vice-presidente de políticas públicas da Apple — Foto: Divulgação/Apple

Consumidores com celulares antigos disseram ao TechTudo que a experiência de substituição de bateria foi positiva. De acordo com eles, o procedimento fez com que o produto retornasse à performance original. No Brasil, o desconto oferecido pela Apple chegou a R$ 300. Com isso, a substituição de bateria sai a R$ 149 até o fim de 2018.

A situação da empresa ganhou traços mais dramáticos quando a Apple Brasil anunciou o ingresso do iPhone 5C na lista de telefones elegíveis para a oferta. Posteriormente, consumidores começaram a se queixar da marca, pois lojas próprias e assistências técnicas não praticaram o preço mais baixo. Procurado pelo TechTudo há duas semanas, o escritório nacional não voltou a se manifestar sobre o tema.

Review do iPhone X: apesar de elegível para desconto, é improvável que usuários do celular precisem trocar bateria nos próximos meses

Review do iPhone X: apesar de elegível para desconto, é improvável que usuários do celular precisem trocar bateria nos próximos meses

O programa global de desconto na troca de bateria vai até dezembro. As seguintes gerações de telefone são contempladas: iPhone 6, iPhone SE, iPhone 7, iPhone 8 e iPhone X, bem como edições Plus.

Com informações do Recode

MAIS DO TechTudo