Por Gabriel Ribeiro, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Em breve, vídeos ao vivo no YouTube vão contar com legendas automáticas. O recurso foi anunciado nesta segunda-feira (26) e vai entrar em fase de teste com alguns usuários. Por enquanto, o recurso estará disponível apenas em inglês, mas a expectativa é que novos idiomas sejam adicionados no futuro. O YouTube também ganhou novidades nos comentários e nas tags de geolocalização das lives.

Como baixar vídeos do YouTube sem precisar instalar programas

Como baixar vídeos do YouTube sem precisar instalar programas

A nova função de legendas tem previsão de ser liberada para o público dentro das próximas semanas. O objetivo é tornar o conteúdo mais acessível, ao permitir que livestreamings também sejam acompanhadas mesmo por quem tem algum problema de audição. As legendas serão geradas a partir do reconhecimento automático de voz do Google.

Desde 2009, o Google faz a legenda automáticas apenas em vídeos gravados. Nos vídeos ao vivo, o YouTube permitia ao dono do canal adicionar legendas. No entanto, como nem sempre o vídeo segue um script, muitas vezes o conteúdo pode fugir do roteiro previsto, tornando mais difícil a compreensão por quem não está escutando o áudio original.

A nova forma de gerar legendas quer evitar esse problema. A ferramenta vai usar o reconhecimento de voz automático do Google, que utiliza o aprendizado de máquina para compreender o que está sendo falado. Apesar de não ser 100% eficaz, já que pode vir com alguns erros, a legenda automática vai permitir que o usuário tenha uma noção melhor do que está sendo dito.

Legendas automáticas usa tecnologia conhecida como LASR — Foto: Divulgação/Google Legendas automáticas usa tecnologia conhecida como LASR — Foto: Divulgação/Google

Legendas automáticas usa tecnologia conhecida como LASR — Foto: Divulgação/Google

O YouTube também ganhou outras novidades. Agora, os comentários aparecerão na ordem exata em que foram feitos, após a livestreaming ser encerrada. Algo semelhante ao que acontece com os vídeos ao vivo no Facebook.

Para quem faz transmissão ao vivo a partir de um celular, será possível criar tags de geolocalização. Assim, os vídeos feitos em uma viagem, por exemplo, ficarão mais organizados e poderão ser encontrado mais facilmente pelos assinantes do canal.

Por último, o Super Chat receberá uma integração com o IFTT. Com isso, os criadores de conteúdo poderão vincular o recurso de comentário pago com o mundo real. A ideia é permitir que cada mensagem possa executar uma ação, como acender uma luz, por exemplo.

Vídeos do YouTube não carregam? Veja dicas para resolver no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo