Por Caroline Parreiras , para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Em 2008, o mercado de telefonia móvel já era marcado por importantes lançamentos. Há dez anos, o segundo modelo de iPhone era lançado, enquanto o primeiro smartphone com Android era anunciado pela Google. Desde celulares de flip até os que se arriscavam nas telas touchscreen, as fabricantes já buscavam facilitar a vida dos usuários, mirando no potencial crescimento nas vendas de smartphone. Os aparelhos se consolidaram ao longo dos últimos anos e hoje dominam o mercado.

Para relembrar em detalhes os celulares que faziam sucesso há dez anos, o TechTudo reuniu cinco modelos que se destacaram nesse período. Confira nas linhas abaixo.

Ano de 2008 foi marcado pela chegada do sistema Android, que já está na sua oitava geração (Oreo) — Foto: Reprodução/Google Ano de 2008 foi marcado pela chegada do sistema Android, que já está na sua oitava geração (Oreo) — Foto: Reprodução/Google

Ano de 2008 foi marcado pela chegada do sistema Android, que já está na sua oitava geração (Oreo) — Foto: Reprodução/Google

iPhone 3G

Um dos maiores sucessos da Apple, o iPhone 3G foi o segundo lançamento da marca. Ele foi, também, o primeiro iPhone a chegar no Brasil, em novembro de 2008, custando entre R$ 1.239 e R$ 2.599. O modelo tinha a clássica tela touchscreen em um tamanho bem diferente das 5,8 polegadas do iPhone X, celular mais recente da marca. Eram apenas 3,5 polegadas com resolução de 320 x 480 pixels.

A câmera, que sempre foi um dos pontos fortes dos iPhones, tinha apenas 2 megapixels. Já o processador ARM 11 trabalhava em conjunto com 128 MB de memória RAM para rodar o iOS 4.2.1 com fluidez. Segundo a fabricante, o iPhone 3G era duas vezes mais rápido que o modelo anterior. O smartphone era vendido nas cores preto e branco, com opções de 8 GB ou 16 GB de armazenamento, e tinha acesso à internet 3G.

iPhone 3G tinha tela touchscreen de 3,5 polegadas e acesso à internet 3G — Foto: Divulgação/Apple iPhone 3G tinha tela touchscreen de 3,5 polegadas e acesso à internet 3G — Foto: Divulgação/Apple

iPhone 3G tinha tela touchscreen de 3,5 polegadas e acesso à internet 3G — Foto: Divulgação/Apple

HTC T-Mobile G1

O ano de 2008 foi muito importante para o mercado de smartphones e o HTC T-Mobile G1 representa muito bem esse novo ciclo. O telefone foi o primeiro do mundo a ser vendido com Android (na versão 1.6), que hoje é um dos mais populares. Já naquela época, seu principal concorrente era o recém-lançado smartphone da Apple.

Sua tela touchscreen de 3,2 polegadas deslizava para o lado, revelando um teclado completo. A resolução do display era a mesma do seu concorrente, 320 x 480 pixels. Com suporte à internet 3G, o T-Mobile G1 rodava as aplicações e o sistema graças ao processador da Qualcomm de 528 MHz.

A câmera fazia imagens com 3,2 megapixels, a bateria tinha capacidade de 1.150 mAh, e o armazenamento também era modesto, de 256 MB. No entanto, o celular tinha entrada para cartão de memória microSD de até 16 GB, ao contrário do rival iPhone 3G. O telefone chegou aos Estados Unidos em outubro de 2008 por U$ 179 (cerca de R$ 583 em conversão direta com valores atuais).

Primeiro celular com sistema Android, HTC T-Mobile G1 tinha tela deslizante — Foto: Divulgação/T-Mobile Primeiro celular com sistema Android, HTC T-Mobile G1 tinha tela deslizante — Foto: Divulgação/T-Mobile

Primeiro celular com sistema Android, HTC T-Mobile G1 tinha tela deslizante — Foto: Divulgação/T-Mobile

BlackBerry Bold 9000

Em 2008, a BlackBerry renovava sua linha de celulares com o Bold 9000. O smartphone também foi o primeiro da marca a contar com conexão 3G. Na época em que telas pequenas faziam sucesso, as 2,6 polegadas (320 x 480 pixels) do telefone eram suficientes para ler e-mails e enviar mensagens de texto usando o clássico teclado QWERTY.

O sistema operacional do Bold 9000 era o BlackBerry 7 OS. Seu processador rodava a 624 MHz com a ajuda de 128 MB de RAM. Bem diferente dos 8 GB de RAM já vistos em smartphones mais recentes, como o Razer Phone. No armazenamento, era só 1 GB, mas com possibilidade de expansão via cartão de memória.

A única câmera do BlackBerry Bold 9000 registrava imagens com 2 megapixels e tinha flash. Já a bateria era de 1.500 mAh e aguentava até 5 horas de conversação. O celular chegou no Brasil custando em média R$ 400.

Famoso na época, BlackBerry Bold 9000 estreava com internet 3G — Foto: Divulgação/BlackBerry Famoso na época, BlackBerry Bold 9000 estreava com internet 3G — Foto: Divulgação/BlackBerry

Famoso na época, BlackBerry Bold 9000 estreava com internet 3G — Foto: Divulgação/BlackBerry

Samsung V820L

Há dez anos, chegava ao mercado nacional o primeiro celular com TV digital integrada, o Samsung V820L. O padrão 1-seg, no entanto, não tinha cobertura em todos os estados brasileiros, o que impossibilitava muitas pessoas de assistirem à programação dos canais abertos em funções da localidade. Além disso, para sintonizar, era preciso armar uma pequena antena, parecida com a usada em televisões mais antigas.

O celular de flip tinha 2,6 polegadas (220 x 340 pixels) e sua tela girava 180 graus, facilitando na hora de assistir à televisão. A autonomia da bateria era suficiente para até três horas de TV ligada ou cinco horas de conversação. Com o custo sugerido de R$ 1.499, o usuário tinha câmera de 2 megapixels com flash e internet 3G.

Samsung V820L foi o primeiro celular com TV digital do Brasil — Foto: Divulgação/Samsung Samsung V820L foi o primeiro celular com TV digital do Brasil — Foto: Divulgação/Samsung

Samsung V820L foi o primeiro celular com TV digital do Brasil — Foto: Divulgação/Samsung

Motorola MOTOROKR U9

Outro celular de flip lançado em 2008 foi o Motorola MOTOROKR U9. Com foco na reprodução de músicas e de vídeos, ele podia vir com conteúdo de cantoras como Fergie ou Rihanna. O telefone tinha um painel OLED touchscreen na parte da frente, visível com o celular fechado. Através dessa pequena tela era possível, por exemplo, controlar o player de música sem precisar abrir o aparelho.

Abrindo o telefone, era possível usar a outra tela, de 2 polegadas com 240 x 320 pixels. Fotos podiam ser feitas com a câmera de 2 megapixels sem flash. O celular já era vendido no Brasil com microSD de 1 GB, o que podia não ser suficiente. Nesse caso, para armazenar as músicas e usar o celular como MP3 Player, era preciso investir em um cartão de memória de até 4 GB. O MOTOROKR U9 não tinha 3G ou Wi-Fi, e chegou no Brasil nas cores preto, roxo e rosa.

Display touchscreen extra era destaque no MOTOROKR U9 — Foto: Divulgação/Motorola Display touchscreen extra era destaque no MOTOROKR U9 — Foto: Divulgação/Motorola

Display touchscreen extra era destaque no MOTOROKR U9 — Foto: Divulgação/Motorola

MAIS DO TechTudo