Por Isabela Giantomaso, para o TechTudo


email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O LSEV é um carro elétrico feito com impressão 3D que pode chegar ao mercado e às ruas da Ásia e da Europa no próximo ano. Previsto para o segundo trimestre de 2019, o modelo leva apenas três dias para ser fabricado, é até cinco vezes mais forte que um modelo convencional e todos os componentes visíveis, como portas, painel, carcaças e para-choques, são impressos. Seu nome é uma abreviação para "Low-Speed Eletric Vehicle", que significa "veículo elétrico de baixa velocidade", em português.

De acordo com o CEO da Polymaker, empresa responsável pela máquina 3D que fabrica o LSEV, a novidade deve abrir as portas para o futuro dos automóveis. "É uma inevitável tendência da indústria", afirma Xiaofan Luo.

LSEV é impresso em 3D e deve chegar ao mercado da Europa e da Ásia em 2019 — Foto: Divulgação/Polymaker LSEV é impresso em 3D e deve chegar ao mercado da Europa e da Ásia em 2019 — Foto: Divulgação/Polymaker

LSEV é impresso em 3D e deve chegar ao mercado da Europa e da Ásia em 2019 — Foto: Divulgação/Polymaker

O modelo, produzido em parceria com a empresa italiana X Electrical Vehicle (XEV), promete chegar até 69 km/h e tem autonomia de bateria de 150 km. Para garantir o bem-estar do motorista e do passageiro, o carro é equipado com materiais seguros para dirigir na estrada ou em locais com variações drásticas de temperatura.

As peças são produzidas por camadas e apenas as janelas – de vidro –, os pneus, motor, chassi e assentos não são feitos na impressora 3D. Além disso, para ajudar ainda mais no impacto ambiental que um carro pode causar, o número de componentes de plástico instalados no veículo foram reduzidos de 2 mil para 57.

Peças do LSEV são impressas camadas por camadas e colaboram para impacto ambiental — Foto: Divulgação/Polymaker Peças do LSEV são impressas camadas por camadas e colaboram para impacto ambiental — Foto: Divulgação/Polymaker

Peças do LSEV são impressas camadas por camadas e colaboram para impacto ambiental — Foto: Divulgação/Polymaker

O peso do LSEV também é um diferencial. Com 450 kg, se comparado aos carros elétricos semelhantes que estão atualmente no mercado, o automóvel da XEV chega perto apenas dos modelos importados da Smart, que pesam entre 700 e 800 kg, ou o Kandi Coco de 720 kg. Nas dimensões, com lugar para o motorista e um passageiro, o carro tem 1,5 m de altura, 2,5 m de comprimento e 1,3 m de largura.

De acordo com a XEV, a previsão é de que até o final de 2019 pelo menos vinte mil carros sejam impressos. Cada unidade do LSEV deverá custar cerca de US$ 10 mil, o equivalente a R$ 32.800, em conversão direta.

Carro elétrico pesa menos que modelos à venda e deve custar cerca de R$ 32 mil — Foto: Divulgação/Polymaker Carro elétrico pesa menos que modelos à venda e deve custar cerca de R$ 32 mil — Foto: Divulgação/Polymaker

Carro elétrico pesa menos que modelos à venda e deve custar cerca de R$ 32 mil — Foto: Divulgação/Polymaker

Para o CEO da XEV, Stanley Lu, a entrada no mercado de automóveis feitos em impressora 3D deve permitir a chegada também de modelos personalizados, inclusive fabricados sob medida de acordo com a demanda de cada cliente. "O carro será mais bonito porque você pode ir além do limite da manufatura tradicional. Isso dá liberdade ao estilo e criatividade, então poderão ter muitas variações", afirma.

Por enquanto, os usuários que quiserem conhecer o carro elétrico podem encontrá-lo apenas no Museu de Cultura de Xangai, na China. Sem sair do país asiático, o modelo também estará em exposição em abril de 2018 no salão do automóvel de Pequim.

Via DailyMail

MAIS DO TechTudo