Oito dicas para escolher o headphone mais confortável para você

Além da qualidade do som, antes de comprar um novo fone de ouvido é importante analisar ajustes e peças

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Isabela Giantomaso, para o TechTudo

Fones de ouvido com áudios potentes e designs personalizados são os modelos preferidos de muitos amantes de música. No entanto, além do som de qualidade, é importante que o headphone seja confortável e permita que você ouça seus álbuns preferidos sem sentir dor de cabeça ou ficar com as orelhas "amassadas".

Pensando nisso, o TechTudo reuniu oito dicas para escolher um modelo que se encaixe de forma natural na cabeça, sem pesar, escorregar ou machucar. Vale ressaltar que não existe uma regra para o headphone ideal. O melhor é sempre o que se adapta ao usuário.

Veja dicas para comprar um headphone confortável para ouvir músicas por longas horas sem incômodos (Foto: Divulgação/JBL) Veja dicas para comprar um headphone confortável para ouvir músicas por longas horas sem incômodos (Foto: Divulgação/JBL)

Veja dicas para comprar um headphone confortável para ouvir músicas por longas horas sem incômodos (Foto: Divulgação/JBL)

1. Defina o perfil do headphone

Antes de começar a busca pelo headphone mais confortável para você, pense qual é seu objetivo com o acessório e em que situações pretende utilizá-lo: se é para trabalhar em escritório, gravar e editar músicas, correr, entre outras possibilidades. Com essa questão resolvida fica mais fácil eliminar alguns modelos e ir direto para fones de ouvido que se encaixem melhor no perfil desejado.

2. Ajuste na cabeça

Antes de observar as conchas, almofadas e fios é importante testar o ajuste na cabeça. Coloque o headphone e observe como ele se encaixa contra o seu rosto. Busque por um modelo que permita ajustar o tamanho da parte de cima livremente para não ficar caindo ou apertando. Um fone de ouvido com muita pressão pode causar dores de cabeça ou, com pouca, escorregar enquanto você usa, gerando o incômodo de ter que ajustar sempre.

Observe se é possível fazer o ajuste do tamanho na cabeça para que encaixe de forma natural no seu rosto (Foto: Aline Batista/TechTudo) Observe se é possível fazer o ajuste do tamanho na cabeça para que encaixe de forma natural no seu rosto (Foto: Aline Batista/TechTudo)

Observe se é possível fazer o ajuste do tamanho na cabeça para que encaixe de forma natural no seu rosto (Foto: Aline Batista/TechTudo)

3. Rotação das conchas

Assim como a peça na cabeça, as conchas nas orelhas também devem permitir ajustes para dar liberdade de movimento ao usuário. Muitos modelos oferecem peças laterais com rotação horizontal e/ou vertical, o que ajuda caso o usuário tenha o formato da cabeça mais oval, por exemplo.

Os fones com conchas fixas oferecem menos espaço para o movimento e podem incomodar após certo tempo de uso, gerando até mesmo desconfortos nas orelhas - deixando-as vermelhas e com aquela sensação de que foram esmagadas.

4. Tamanho e profundidade das almofadas

Acopladas nas conchas, as almofadas são os componentes que terão contato direto com as orelhas e a cabeça. Há modelos com formatos de círculo, oval, quadrado ou em "D". Veja qual se encaixa melhor e também observe a profundidade em relação aos seus ouvidos. Elas não devem ficar nem muito distantes, "dançando" ao redor das orelhas, nem muito coladas para não causar desconforto.

A rotação das conchas de forma lateral e vertical e o tamanho das almofadas também são importantes (Foto: Luana Marfim/Techtudo) A rotação das conchas de forma lateral e vertical e o tamanho das almofadas também são importantes (Foto: Luana Marfim/Techtudo)

A rotação das conchas de forma lateral e vertical e o tamanho das almofadas também são importantes (Foto: Luana Marfim/Techtudo)

5. Almofadas e faixas

Após encontrar um headphone com um bom ajuste de cabeça e conchas de tamanho confortável, é o momento de conferir as almofadas e a faixa do aparelho. As almofadas com espuma mais fina podem incomodar após alguns meses de uso ao ficarem mais macias, permitindo que as orelhas sintam os componentes internos do fone. Já as mais espessas, revestidas muitas vezes até com couro, podem apertar e esquentar.

No caso das faixas que ficam no ajuste, confira se são fixas e se geram algum desconforto no topo da cabeça. Enquanto algumas são feitas de um plástico duro, outras trazem tecidos leves para não criar a sensação de peso.

6. Sem fio ou com fio?

Muitos headphones à venda no Brasil podem ser encontrados em versões com e sem fio. Nesse caso, ao pensar em usar o modelo wireless, o peso e o encaixe correto na cabeça são os detalhes mais importantes, enquanto nos dispositivos com fio é interessante também observar o comprimento do cabo, sempre pensando onde vai ficar o dispositivo que será conectado. Se for um fio muito curto, o desconforto pode ser grande ao ficar sendo "puxado" pelo fone de ouvido para não desplugar.

O conforto também deve vir do comprimento do fio do heaphone e do controle de botões (Foto: Camila Peres/TechTudo) O conforto também deve vir do comprimento do fio do heaphone e do controle de botões (Foto: Camila Peres/TechTudo)

O conforto também deve vir do comprimento do fio do heaphone e do controle de botões (Foto: Camila Peres/TechTudo)

7. Botões de controle

Grande parte dos headphones também trazem botões embutidos nas laterais ou nos fios. É importante testar a altura desses controles e ver a posição em que ficam; se demandam algum tipo de esforço caso queira trocar de música ou pausar sem precisar ir até o celular ou computador conectado, por exemplo.

8. Teste, teste e teste

Primeiro, vale ressaltar a importância de experimentar um headphone antes de realizar a compra. Dessa forma, escolher um fone de ouvido por lojas virtuais pode ser arriscado e causar surpresas negativas ao receber o produto. Caso tenha encontrado um bom desconto em um site, procure algum ponto físico ou até mesmo um amigo que tenha o mesmo modelo e peça para fazer um pequeno teste.

Assim que chegar a um headphone aparentemente confortável para você, tente usá-lo por pelo menos dez minutos. Principalmente para quem usa brincos, piercings e óculos é importante observar se, com o fone na cabeça, há algum incômodo. Na dúvida, simule ações semelhantes ao seu dia a dia, como abaixar e correr.

MAIS DO TechTudo