Por Julio César Puiati, para o TechTudo

SG carimba vaga para Minor de DotA 2 e confirma boa fase SG carimba vaga para Minor de DotA 2 e confirma boa fase

Após boa campanha na final mundial do World Electronic Sports Games 2017, a SG e-sports voltou a atuar em alto nível. A equipe brasileira venceu a seletiva sul-americana da StarLadder ImbaTV Invitational e garantiu vaga para a disputa do Minor de DotA 2. Guilherme "Costabile" Costábile, Adriano "4dr" Machado, Rodrigo "Liposa" Lelis, Thiago "Thiolicor" Cordeiro e Lucas "Bardo" Barbosa confirmaram a classificação ao derrotarem os peruanos da Gorillaz-Pride por dois a um.

Antes de alcançar a final da seletiva, a SG enfrentou ainda outros dois adversários. Nas quartas de final, não encontrou dificuldades para despachar a Thunder Predator. Já nas semifinais, o duelo foi contra os compatriotas da STARS e-Sports. Ambos os confrontos foram vencidos pelo placar de dois a zero. Também participaram da classificatória as brasileiras T Show Rising e Midas Club e as peruanas Mad Kings e Infamous Gaming.

Oito organizações disputarão a StarLadder ImbaTV Invitational entre os dias 11 e 15 de abril em Kiev, na Ucrânia. O vencedor do torneio leva pra casa uma premiação de US$ 135 mil, cerca de R$ 446 mil. A equipe campeã também acumulará 300 pontos a mais no ranking do circuito competitivo de DotA 2.

A SG vem crescendo cada vez mais no cenário! — Foto: Divulgação/WESG A SG vem crescendo cada vez mais no cenário! — Foto: Divulgação/WESG

A SG vem crescendo cada vez mais no cenário! — Foto: Divulgação/WESG

Fnatic, OpTic Gaming e LGD já conquistaram a classificação em seletivas regionais. Os chineses da VGJ.Thunder e os ucrânianos da Natus Vincere foram convidados pela organização do campeonato e, por isso, estão automaticamente garantidos. Os representantes da Europa e da Comunidade dos Estados Independentes ainda serão divulgados.

A StarLadder ImbaTV Invitational é o penúltimo Minor da temporada 2017/18 de DotA 2. As oito organizações classificadas serão divididas em grupos de quatro. Após se enfrentarem em confrontos no formato MD3, os dois melhores de cada chave avançam para as semifinais. O confronto derradeiro será disputado em uma MD5.

O bom momento da SG

A SG e-sports chegou longe na final mundial do World Electronic Sports Games 2017, competição conhecida como as "Olimpíadas" do esporte eletrônico. Bardo e seus companheiros se classificaram para as quartas de final do torneio após terminarem em primeiro lugar no grupo B. Eles venceram a seleção da Sérvia, a EHOME e empataram com a Keen Gaming.

No mata-mata, acabaram derrotados pela Seleção da Rússia. O time formado por altetas da Virtus.Pro, atual líder do ranking geral, acabaria sagrando-se campeão do torneio logo depois. Os russos bateram os brasileiros da paiN Gaming com placar final de três a zero para os europeus.

A também brasileira Pain Gaming foi vice-campeã do WESG 2017 — Foto: Divulgação/WESG A também brasileira Pain Gaming foi vice-campeã do WESG 2017 — Foto: Divulgação/WESG

A também brasileira Pain Gaming foi vice-campeã do WESG 2017 — Foto: Divulgação/WESG

A SG e-sports entrou de vez no cenário competitivo de DotA 2. Com as recentes mudanças adotadas pela Valve, as seletivas sul-americanas para as disputas de torneios Minor e Major abriraram espaço para o crescimento da organização mineira. Além da boa campanha no WESG, os brasileiros surpreenderam o mundo no The Kiev Major em 2017, avançando paras as quartas de final e eliminando a famosa Team Secret, atual terceira colocada do ranking geral.

A SG também fez bonito ao conseguir vaga para disputar outros dois Majors: StarLadder i-League Invitational Season 3 e AMD SAPPHIRE Dota PIT League.

MAIS DO TechTudo