Telefonia

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Operadoras brasileiras estão começando a implementar o VoLTE, tecnologia que permite ligações de celular a partir das redes 4G, e que traz como benefícios maior qualidade de comunicação para as chamadas telefônicas via voz. A tendência é que o VoLTE ganhe mais relevância em 2018, já que sua implementação depende da desobstrução da faixa de frequência ocupada pelo sinal de TV analógico em grande parte do território nacional.

A tecnologia, no entanto, pode trazer alguns pontos negativos, como a oscilação da rede. A seguir, o TechTudo explica como o VoLTE funciona, e quais são as suas vantagens e desvantagens.

VoLTE permite usar a infraestrutura do 4G para a realização de chamadas telefônicas de maior qualidade — Foto: Ana Marques/TechTudo

O que é VoLTE?

Serviços VoLTE oferecidos por operadoras de telefonia móvel consistem em comunicação por voz (Vo) via sinal de rede 4G (LTE). Na prática, isso significa usar o sinal 4G para a realização de ligações telefônicas, algo que possibilita maior qualidade de som do que os métodos e redes convencionais.

O VoLTE é de certa forma uma evolução da tecnologia 4G já que, a princípio, redes do tipo foram concebidas principalmente para navegação da internet e o envio e recebimento de dados por parte do usuário. É importante ressaltar que esta tecnologia, em específico, contempla apenas chamadas por voz. Para chamadas em vídeos, usa-se o ViLTE.

Como funciona?

Normalmente, quando você realiza uma ligação telefônica via celular, sua voz é transmitida por meio de redes GSM e WCDMA (mais conhecidas como as antigas tecnologias 2G), deixando sinais 3G e 4G desobstruídos para uso apenas para navegação na internet.

Entretanto, as redes GSM e WCDMA têm limitações técnicas, como ruído, baixa resolução de som e imagem, maior latência e restrições de cobertura. É possível que no interior de alguns edifícios, você simplesmente perca completamente o sinal, mesmo estando no centro de uma área densamente povoada e coberta por várias antenas.

A liberação de faixas de frequência associada a canais de TV analógica torna possível a transmissão de chamadas telefônicas via VoLTE — Foto: Pond5

Com o fim da TV analógica em algumas cidades, novas faixas de frequência se tornaram disponíveis para a telefonia móvel. Isso passa a permitir que o 4G seja usado não apenas para dados e a navegação comum na internet, mas também para as conversas via voz.

Outra vantagem técnica desse tipo de comunicação é que as linhas que usem a faixa de 700 MHz podem ter melhor cobertura no interior de construções, tudo isso promovendo comunicação mais clara e rápida, já que sua voz será transmitida com maior fidelidade.

Vantagens e desvantagens do VoLTE

Já mencionamos que o VoLTE garante melhor qualidade de som em chamadas telefônicas via celular. Mas, além disso, há outras vantagens: a tecnologia pode funcionar a partir de redes Wi-Fi comuns, reduzindo consumo de plano de dados; pode representar consumo menor de bateria do que serviços VoIP convencionais; permite estabelecimento de chamadas de forma mais rápida entre quem liga e quem recebe, e ainda pode agregar recursos extras, como transferências de arquivos e até tradução simultânea.

Mas há, claro, desvantagens. A principal delas é que, usando o 4G, a sua chamada está sujeita as oscilações da rede: quedas e instabilidades do sinal podem interromper sua ligação. Outro problema é que você só pode fazer uma ligação VoLTE para um usuário da sua mesma operadora. Outra questão está na forma como as operadoras comercializam o serviço, que pode acabar sendo agregado em planos extras e mais caros.

Onde há VoLTE?

Uma das necessidades para a oferta do serviço é de que a região já tenha abolido o sinal de TV analógica, tornando possível que essa faixa de frequência seja ocupada pelas operadoras de telefonia. Dessa forma, para saber se é possível que o VoLTE esteja disponível na sua cidade, basta verificar se o sinal analógico de TV já foi desligado na sua região.

Quais operadoras contam com VoLTE?

No Brasil, TIM e Vivo contam com o serviço. A TIM foi pioneira na implementação da novidade que a operadora gosta de chamar de “Voz em HD”, disponibilizando o serviço em grandes centros como Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo (ao todo, já são 1,2 mil municípios contemplados). A implementação foi feita para os clientes pós-pagos da operadora. A Vivo, que estreou o VoLTE em dezembro, oferece a tecnologia apenas na capital federal. A Claro não tem planos de oferecer serviços VoLTE, dedicando-se diretamente na implementação de redes 4.5G.

Mais do TechTudo