Jogos de aventura

Por Felipe Vinha, para o TechTudo


Aladdin, filme animado da Disney de 1992, é até hoje lembrado como um dos melhores do famoso estúdio, por seu elenco carismático de personagens e também pela história, que se passava em um ambiente pouco comum para a época. Além do sucesso nas telonas, o longa-metragem serviu para gerar dois jogos distintos, mas com o mesmo nome: um no Super Nintendo (SNES) e outro no Mega Drive (Sega Genesis). Apesar de similares, os títulos guardavam diferenças e curiosidades. Confira as principais, a seguir:

Designer do horror

Para quem não sabe, a versão de Super Nintendo de Aladdin, lançada pela Capcom, foi criada por um jovem programador japonês, chamado de Shinji Mikami. Se o nome lhe é familiar, é com razão. Mikami foi um dos produtores da série Resident Evil, atuando como diretor do primeiro jogo da série, e também de Dino Crisis. Ele é ainda o criador do game de horror The Evil Within. Como um game designer especializado em títulos de terror e suspense criou um jogo tão “família” como Aladdin? Mistérios da indústria e versatilidade do profissional!

Aladdin do SNES — Foto: Reprodução/Moby Games Aladdin do SNES — Foto: Reprodução/Moby Games

Aladdin do SNES — Foto: Reprodução/Moby Games

Versões diferentes?

Como explicamos, as duas versões de Aladdin são bem distintas. Isso, aliás, era muito comum nos anos 90. Um mesmo game poderia receber edições diferentes no SNES e no Mega Drive, com o intuito de aumentar as vendas ou dar a chance para estúdios diferentes trabalharem na marca. A edição para Mega, por exemplo, deixava uma espada na mão de Aladdin, permitindo jogabilidade direta de combates – enquanto no Super Nintendo ele não usava armas. No console da SEGA, o título foi produzido pela Virgin.

Aladdin do Mega Drive — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Aladdin do Mega Drive — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Aladdin do Mega Drive — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Um dos melhores até hoje

Jogos inspirados em filmes geralmente não se dão bem nas críticas e no mercado. Porém, nessa época, era comum ter títulos com boa aceitação e bem produzidos. Aladdin foi um deles. Até hoje ele é conhecido como um dos melhores “jogos de filme” já lançados – nas duas versões. Os títulos são divertidos, com jogabilidade viciante e com belos gráficos.

Aladdin — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Aladdin — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Aladdin — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Já foi relançado

A versão de Super Nintendo já foi relançada algumas vezes ao longo dos anos. Ela saiu para Game Boy Advance em 2003 no Japão e em 2004 na Europa e Estados Unidos, sem gráficos refeitos, nem nada. Apenas como um relançamento especial. Recentemente, o game também chegou nos computadores, via plataformas que vendem títulos online e digitais, como GOG e Steam, a preços mais em conta.

Aladdin do SNES — Foto: Reprodução/Moby Games Aladdin do SNES — Foto: Reprodução/Moby Games

Aladdin do SNES — Foto: Reprodução/Moby Games

Recorde de vendas

Aladdin foi o segundo game mais vendido da Capcom no Super Nintendo, perdendo apenas para Street Fighter 2 e suas diversas versões que saíram na época. Além disso, a versão Mega Drive é considerada o terceiro jogo mais vendido no console da SEGA, com 4 milhões de unidades comercializadas – um número impressionante até mesmo para os dias de hoje.

Aladdin — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Aladdin — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Aladdin — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Compositor famoso

A edição Mega Drive de Aladdin tem composições musicais feitas por Tommy Tallarico. Para quem não se lembra, ou não conhece, Tallarico é o criador do show Video Games Live, que roda ao mundo com orquestras, apresentando trilhas sonoras de videogame ao vivo. A VGL já passou pelo Brasil diversas vezes e Tallarico também é conhecido por ter composto trilhas para outros jogos populares, como a série Earthworm Jim.

Tommy Tallarico na VGL — Foto: Reprodução/Sonic Stadium Tommy Tallarico na VGL — Foto: Reprodução/Sonic Stadium

Tommy Tallarico na VGL — Foto: Reprodução/Sonic Stadium

Sequência proibida

O sucesso de Aladdin no Mega Drive foi tão grande que a Virgin recebeu o pedido de encomenda de uma sequência, mesmo antes do desenho ganhar uma continuação. Ela seria feita em 3D, para plataformas mais modernas, com novos detalhes de jogabilidade e um enredo 100% inédito. Contudo, pouco tempo depois, a Disney cancelou os planos e resolveu vetar a sequência, que nunca saiu.

Sequência do jogo seria 3D - na imagem, Disney Infinity — Foto: Divulgação/Disney Sequência do jogo seria 3D - na imagem, Disney Infinity — Foto: Divulgação/Disney

Sequência do jogo seria 3D - na imagem, Disney Infinity — Foto: Divulgação/Disney

Mais do TechTudo