Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Cloudflare, especializada em serviços e infraestrutura de redes, lançou um novo servidor DNS aberto ao mundo todo com promessas de maior velocidade e privacidade. Com respostas a partir dos endereços 1.1.1.1 e 1.0.0.1, o DNS da Cloudflare entrou no ar no último domingo (1º). De acordo com testes realizados pela empresa, os tempos de resposta atingidos foram mais rápidos que de outros servidores abertos do tipo, como o do Google (8.8.8.8 e 8.8.4.4) e o OpenDNS da Cisco. De forma resumida, um servidor DNS processa as informações entre o computador e os sites acessados na Internet.

Cloudflare promete serviço rápido e preservar a privacidade dos usuários — Foto: Divulgação/Cloudflare Cloudflare promete serviço rápido e preservar a privacidade dos usuários — Foto: Divulgação/Cloudflare

Cloudflare promete serviço rápido e preservar a privacidade dos usuários — Foto: Divulgação/Cloudflare

A Cloudflare afirma que o servidor DNS atingiu 14,8 milissegundos (ms), algo bastante inferior ao OpenDNS com 20,6 e ao DNS do Google, com 34,7 ms. O objetivo, segundo a empresa, é proporcionar o servidor mais rápido existente.

Sobre privacidade, as promessas também são interessantes: a Cloudflare garante eliminar os registros de cada usuário a cada 24 horas e se compromete a não coletar nenhum tipo de dado de navegação. Essas informações poderiam ser vendidas a terceiros, como empresas de telemarketing. Em tese, a empresa poderia armazenar todos os endereços de sites, pois os servidores DNS conseguem reter o conteúdo de cada endereço buscado pela rede na web.

O DNS é usado para indicar o endereço de IP dos sites que você tenta acessar a partir do navegador. Na Internet, os sites são localizados por IP e o DNS é necessário para traduzir, por exemplo, “www.techtudo.com.br” para "186.192.81.152", endereço “real” registrado no fim das contas.

DNS faz a conversão entre o endereço que você digita (ex: www.techtudo.com.br) e o IP, que é o endereço real do site — Foto: Reprodução/ICANN DNS faz a conversão entre o endereço que você digita (ex: www.techtudo.com.br) e o IP, que é o endereço real do site — Foto: Reprodução/ICANN

DNS faz a conversão entre o endereço que você digita (ex: www.techtudo.com.br) e o IP, que é o endereço real do site — Foto: Reprodução/ICANN

Em geral, não é preciso escolher um servidor DNS para a rede. O próprio provedor de acesso se encarrega de realizar as transações que convertem o endereço dos sites visitados nos endereços de IP de cada um deles.

No entanto, as vantagens de possuir um servidor DNS configurado na sua rede podem ser perceptíveis. Maior desempenho e privacidade são exemplos comuns e facilmente compreendidos por quem precisa usar um DNS personalizado para jogar no PlayStation 4, por exemplo. O usuário também pode configurar o DNS da Cloudflare ou qualquer outro que prefira, inclusive, no Windows 10.

Erro de DNS: como resolver? Veja no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo