Comprar a Canon T6i vale a pena? Conheça preço e recursos da câmera

Câmera tem alta resolução, porém algumas funções interessantes estão ausentes

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

A Rebel T6i, da Canon, é uma das opções de câmera semiprofissional à venda atualmente no Brasil. Apesar de já ter sido substituída no exterior pela série T7, a DSLR ainda desperta o interesse do consumidor. O modelo pode ser uma alternativa de custo-benefício interessante para o usuário que deseja mais qualidade, mesmo sem muita experiência no quesito fotografia.

Em relação ao preço, a máquina está disponível por R$ 3.899 na loja oficial da fabricante, mas é possível encontrá-la por aproximadamente R$ 2.400 em sites de confiança. A seguir, você vai conhecer a ficha técnica da Canon Rebel T6i em detalhes. Entenda o que cada especificação representa na hora de tirar fotos.

Canon Rebel T6i é DSLR com perfil amigável para fotógrafos casuais e iniciantes (Foto: Divulgação/Canon) Canon Rebel T6i é DSLR com perfil amigável para fotógrafos casuais e iniciantes (Foto: Divulgação/Canon)

Canon Rebel T6i é DSLR com perfil amigável para fotógrafos casuais e iniciantes (Foto: Divulgação/Canon)

Ficha técnica

  • Preço: a partir de R$ 2.400
  • Resolução máxima: 24,2 megapixels
  • Vídeo: Full HD a 30 FPS
  • ISO: 100 – 12.800
  • Processador: DIGIC 6
  • Lentes: compatível com lentes Canon de montagem EF e EF-S
  • Bateria: até 440 fotos
  • Conectividade: Wi-Fi e NFC
  • Dimensões e peso: 131,9 x 100,9 x 77,8 mm; 555 gramas

Design e usabilidade

Desenvolvida para atender usuários de perfil menos exigentes que fotógrafos profissionais, a Rebel T6i apresenta design ergonômico. A promessa é de boa pegada, além de conforto e segurança na hora de fotografar. Pesando 555 gramas, a T6i é mais pesada do que algumas de suas rivais diretas, como a Nikon D3300. Apesar disso, o peso maior pode contribuir para a sensação de segurança e firmeza na hora de segurar a câmera.

Sem proteções contra respingos, não é recomendado usar a câmera em situações em que o contato com a água possa ocorrer.

Visor

Visor pode ser movido para facilitar a vida na hora da selfie (Foto: Divulgação/Canon) Visor pode ser movido para facilitar a vida na hora da selfie (Foto: Divulgação/Canon)

Visor pode ser movido para facilitar a vida na hora da selfie (Foto: Divulgação/Canon)

A T6i conta com um visor de 3 polegadas sensível ao toque, característica que facilita o controle e configuração da máquina, além de possuir uma resolução de 1,04 milhão de pixels. O valor é o mesmo encontrado nos modelos que acompanham as câmeras mais caras da Canon.

O visor é articulável, o que permite usar a Rebel T6i em modo selfie. Assim, o usuário pode girar a tela para enquadrar outras pessoas e a paisagem corretamente antes de disparar o obturador.

Qualidade de imagem e desempenho

Com sensor de 24,2 megapixels, processador DIGIC 6 e ISO de 100 a 12.800, a Rebel T6i é uma câmera habilitada a gerar imagens de boa qualidade. Ela é recomendada, principalmente, para um perfil semiprofissional de uso.

A Rebel T6i também dispõe de autofoco com 19 pontos de detecção e pode capturar fotos em formato RAW. No entanto, a velocidade nesse modo, sobretudo para disparo contínuo, pode decepcionar usuários mais exigentes. Outro aspecto que deve incomodar fotógrafos experientes é o tipo de sensor APS-C que, ao contrário do Full Frame de uma câmera profissional, pode resultar em imagens com distorções de profundidade.

Apesar da alta resolução, T6i peca na falta de estabilização (Foto: Divulgação/Canon) Apesar da alta resolução, T6i peca na falta de estabilização (Foto: Divulgação/Canon)

Apesar da alta resolução, T6i peca na falta de estabilização (Foto: Divulgação/Canon)

Em relação à gravação de vídeo, a câmera não chega ao 4K: a resolução máxima estaciona no 1920 x 1080 pixels (Full HD), a 30 quadros por segundo. Para gravações mais caprichadas entre as Rebel T6, a melhor opção é a T6s que – embora também não grave em 4K –, ao menos, oferece reforço dos filtros HDR.

A câmera também não tem mecanismos de estabilização ótica de imagens, tecnologia que atualmente pode ser encontrada até mesmo nas câmeras de celulares intermediários. A ausência do recurso significa que a produção de vídeos sem tremidas será mais desafiadora ao usuário. Uma opção para contornar essa limitação é investir em uma lente que ofereça o recurso.

Bateria

A autonomia de bateria da Rebel T6i é um dos aspectos técnicos mais delicados da câmera. A câmera promete apenas 440 fotos por ciclo de bateria. Uma solução seria ter uma bateria extra em mãos, evitando, assim, que interrompa um longo ensaio fotográfico, por exemplo. Há, no mercado, opções melhores em relação à autonomia, como a Nikon D3330, que registra 700 fotos por carga.

Embora seja bem superior a um celular, a comparação acaba sendo inevitável. Se o objetivo é tirar fotos no dia a dia, um smartphone com boas especificações – pelo menos relacionadas à câmera traseira – pode ter autonomia maior e resultados semelhantes ao da DSLR.

Recursos extras

Apesar de não estar no mesmo patamar das EOS mais caras, a Rebel T6i tem um bom conjunto de recursos. Compatível com Wi-Fi, a câmera conta também com funcionalidade que permite controle pelo celular via NFC. Outra vantagem é o visor retrátil e sensível ao toque, que promete ser amigável para quem deseja arriscar em selfies.

Acessórios

Usuário tem 299 lentes diferentes para usar na Rebel T6i (Foto: Divulgação/Canon) Usuário tem 299 lentes diferentes para usar na Rebel T6i (Foto: Divulgação/Canon)

Usuário tem 299 lentes diferentes para usar na Rebel T6i (Foto: Divulgação/Canon)

A T6i pode receber lentes EF/EF-S da Canon, o que dá ao usuário uma gama de opções, já que isso significa uma variedade de 299 lentes diferentes com encaixe na montagem da T6i.

Assim como existe uma grande quantidade de lentes para a câmera, há também outros tipos de acessórios. Alguns são mais relevantes e comuns que outros, como baterias extras e de maior capacidade, carregadores e cartões de memória de alta capacidade (além da performance, caso suportem UHS), são exemplos de acessórios que podem dar mais qualidade à experiência de uso.

Preço e custo-benefício

Embora não seja propriamente uma câmera nova – sua substituta, a Rebel T7, já está no mercado – a T6i ainda tem forte apelo entre os consumidores. No Brasil, a semiprofissional da Canon pode ser encontrada a preços a partir dos R$ 2.400. Na loja oficial da fabricante, o valor sobe para R$ 3.899.

Considerando lojas online e importadores independentes, a T7i está disponível por aproximadamente R$ 4 mil no mercado brasileiro. O modelo anterior, nesse caso, fica em desvantagem. Mais recente, a T7i tem sensor, processador e conjunto de funcionalidades de foto e vídeo superiores. Outra opção, abrindo mão de alguns recursos e de alguma qualidade de imagem, é a Nikon D3300 que custa R$ 2 mil no país.

MAIS DO TechTudo