Facebook não espiona celular de usuários, diz Mark Zuckerberg

“Teoria da conspiração”, disse executivo a senadores dos EUA.

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Bruno De Blasi, da redação

O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, rebateu as acusações de que o aplicativo da rede social use o microfone do celular para escutar as conversas dos usuários. Ele falava a senadores dos Estados Unidos quando foi questionado sobre o tema por Gary Peters. Zuckerberg alegou que as acusações são uma “teoria da conspiração”.

Esta não é a primeira vez que a rede social rejeita a hipótese de espionar internautas por meio do smartphone. O vice-presidente de publicidade, Rob Goldman, também havia negado a informação. Zuckerberg participa de audiências no Congresso dos EUA por causa do escândalo do Cambridge Analytica.

No passado, Zuckerberg ganhou os holofotes por cobrir a webcam do notebook com fita adesiva (Foto: Reprodução/Instagram (@zuck)) No passado, Zuckerberg ganhou os holofotes por cobrir a webcam do notebook com fita adesiva (Foto: Reprodução/Instagram (@zuck))

No passado, Zuckerberg ganhou os holofotes por cobrir a webcam do notebook com fita adesiva (Foto: Reprodução/Instagram (@zuck))

A acusação de espionagem não é recente. Rumores apontam que após instalado, o aplicativo grava o áudio pelo microfone do celular, sendo utilizado para publicidade. Dessa forma, após conversas ou reprodução de programas de TV, rádio, entre outros, próximo ao smartphone, a rede social passa a apresentar anúncios relacionados a esses conteúdos.

Segundo Mark Zuckerberg, o Facebook permite que usuários gravem vídeos nos seus celulares e compartilhem em seguida, e, por isso, tem acesso ao microfone do smartphone. “Vídeos possuem áudio”, explica, “enquanto você está gravando um vídeo, gravamos o áudio, e usamos isso para trazer um serviço melhor e ter certeza de que ele estará disponível”.

Coleta de dados no Facebook Messenger

Em março, o Facebook foi acusado de rastrear mensagens de texto pelo Messenger para Android. A descoberta foi feita por um usuário da rede social, que notou uma lista de ligações e mensagens enviadas por dois anos pelo seu celular, incluindo o horário, os dados do contato e se a chamada foi feita ou recebida, na cópia dos seus dados.

Após o escândalo, o Facebook anunciou mudanças para reduzir a coleta dessas informações. De acordo com a rede social, serão apenas salvos dados necessários para a ferramenta de sugestão de amigos. Outras alterações também foram anunciadas, como melhorias nas configurações de privacidade.

Como apagar seu histórico de pesquisas no Facebook

Como apagar seu histórico de pesquisas no Facebook

Facebook: como recuperar mensagens apagadas? Descubra no Fórum do TechTudo.

Com informações: The Verge, TechCrunch e Engadget

MAIS DO TechTudo