Por Marcelo Ferrantini, da redação

Flamengo vence Team One e está no segundo split do CBLoL 2018 Flamengo vence Team One e está no segundo split do CBLoL 2018

O Flamengo venceu a Team One por 3 a 2 na série de acesso e garantiu vaga para o segundo split do CBLoL em 2018. Com uma atuação magistral de Felipe "brTT" Gonçalves, somando 15 eliminações no primeiro jogo, o time rubro-negro ficou com a vaga dos Golden Boys na elite do League of Legends brasileiro.

Escalações

Flamengo Team One
Park "Jisu" Jin-cheol Topo Álvaro "VVvert" Martins
Thúlio "SirT" Carlos Caçador João "Prb" Oliveira
Danniel "Evrot" Franco Meio João "Marf" Piola
Eidi "esA" Yanagimachi Suporte Ygor "RedBert" Freitas
Felipe "brTT" Gonçalves Atirador Victor "Steal" Ruiz
Caçador Alanderson "4LaN" Meireles
Meio Bruno "Brucer" Pereira

A primeira partida: brTT brilha e Flamengo atropela

O jogo começou com uma escolha surpreendente por parte de VVvert no top. O golden boy trouxe um Volibear, campeão ainda não utilizado no CBLoL, para encarar a forte Camille do coreano Jisu. No entanto, a surpresa maior veio quando o urso conseguiu o engage depois de garantir a ulti no nível 6 e, com muita facilidade, aniquilou a Camille flamenguista.

No entanto, pouco tempo depois, em uma luta no rio, próximo à bot lane, brTT conseguiu duas eliminações e começou a dar a vantagem para a equipe rubro-negra. Marf vinha fazendo um jogo ruim, sendo pego por duas vezes fora de posição ao se deslocar pelo rio para tentar auxiliar seus companheiros. Mas foi com outra eliminação de VVvert sobre Jisu que deu espaço para a T1 conseguir o first brick no top e igualar novamente o dinheiro no jogo.

SirT foi também um destaque na vitória do Flamengo no primeiro jogo contra a Team One — Foto: Divulgação/Riot Games SirT foi também um destaque na vitória do Flamengo no primeiro jogo contra a Team One — Foto: Divulgação/Riot Games

SirT foi também um destaque na vitória do Flamengo no primeiro jogo contra a Team One — Foto: Divulgação/Riot Games

O Flamengo voltou à dianteira em uma luta na jungle da equipe da Team One, quando Jisu conseguiu a segunda eliminação para a Camille, e, mesmo com a eliminação de SirT, brTT conseguiu finalizar o Volibear e tirar vantagem da team fight.

A partir da primeira pressão na rota do meio, a força coletiva do Flamengo começou a fazer a diferença. E foi em uma decisão ruim da T1 em iniciar o Barão que o time rubro-negro conseguiu reverter e deixar um Pentakill nas mãos de brTT, que chegava à sua nona eliminação na partida. Com o buff do objetivo, o urubu avançou com propriedade para a base da Team One e encerrou a partida com vitória.

Schaeppi comemorando a narração de seu primeiro Pentakill, nas mãos de brTT — Foto: Divulgação/Riot Games Schaeppi comemorando a narração de seu primeiro Pentakill, nas mãos de brTT — Foto: Divulgação/Riot Games

Schaeppi comemorando a narração de seu primeiro Pentakill, nas mãos de brTT — Foto: Divulgação/Riot Games

A segunda partida: mais uma grande partida do Flamengo

A Team One decidiu trazer dois dos seus principais jogadores de volta para o segundo jogo. A entrada de 4LaN e Brucer para a partida mudou a perspectiva para o começo do confronto. Mas o panorama mudou logo antes dos dois minutos de partida. Em uma tentativa de roubo do vermelho por 4LaN, Jisu conseguiu o primeiro abate com seu Gnar e foi encarar o Swain de VVvert com vantagem desde o começo do jogo. Mas com boa rotação, o caçador voltou ao topo para dar a eliminação de volta para VVvert, em um avanço muito longo do coreano.

O first brick ficou novamente nas mãos da Team One, e novamente no topo, com VVvert, que vinha fazendo excelente jogo, escapando dos ganks de Zac de SirT e da ofensividade de Jisu. No entanto, o Flamengo começou a pressionar o time dos Golden Boys e ganhou força e vantagem no ouro com as eliminações de brTT e Evrot.

esA foi muito importante dando suporte a brTT durante as duas partidas — Foto: Divulgação/Riot Games esA foi muito importante dando suporte a brTT durante as duas partidas — Foto: Divulgação/Riot Games

esA foi muito importante dando suporte a brTT durante as duas partidas — Foto: Divulgação/Riot Games

O time do Rio de Janeiro conseguiu começar a se investir nos objetivos. Com o domínio em eliminações, o urubu conquistou três dragões da montanha, e ficou em condições de agilizar a execução do Barão. Com as melhorias dadas pelo monstro, o time eliminou os adversários em uma luta na selva, ficou em vantagem e pressionou a base da T1 pelo meio. Com mais de 11 mil de vantagem no ouro, o Flamengo só precisou manter a pressão para conseguir a vitória.

A terceira partida: finalmente o esforço de VVvert é recompensado

A Team One optou por trazer Marf de volta ao jogo, mas o mid laner quase acabou cedendo o first blood para o Sion de Evrot. Mas a T1 não se livrou de sofrer o primeiro abate, que acabou acontecendo em cima de 4LaN. Em seguida, o meio do Flamengo conseguiu o segundo abate em um gank da Sejuani de SirT no meio, eliminando o Galio.

VVert novamente fazia bom jogo no topo, e eliminou o Gnar de Jisu com o Urgot. Mas foi pela rota inferior que a Team One conseguiu passar a frente em ouro pela primeira vez em toda a série. Em um ataque de Steal para cima de brTT, as duas equipes acabaram se juntando no bot, e o time dourado acabou saindo com quatro eliminações contra duas dos rubro-negros. VVvert deixou a luta com quatro eliminações totais, e ganhou força para tentar o domínio do jogo.

VVvert foi o grande nome da Team One contra o Flamengo em toda a partida — Foto: Divulgação/Riot Games VVvert foi o grande nome da Team One contra o Flamengo em toda a partida — Foto: Divulgação/Riot Games

VVvert foi o grande nome da Team One contra o Flamengo em toda a partida — Foto: Divulgação/Riot Games

A luta seguinte, no rio próximo à rota do topo, deixou a T1 com espaço para fazer o objetivo. O trabalho de 4LaN foi importante, tirando brTT da briga e deixando Steal e VVvert conseguirem as eliminações, para depois conquistar o primeiro buff de Barão da partida. Com eliminações rápidas e muita pressão pelo meio, a T1 teve muita força para derrubar as estruturas do Flamengo, invadir a base e derrubar o nexus rubro-negro pela primeira vez na série.

A quarta partida: mais uma vez VVvert e 4LaN

As duas equipes voltaram para o servidor bastante conservadoras. Investindo em farmar, as rotas ficaram em guerra fria até quase os oito minutos de jogo, quando 4LaN gankou o Sion de Jisu no topo e deixou a eliminação para VVvert, que trouxe novamente o Swain para o jogo.

Mas luta seguinte acabou sendo muito ruim para a T1. Mais um posicionamento errado de Marf e uma boa chegada de Jisu deu três eliminações para o Flamengo - uma para esA, uma para Evrot e uma para Jisu.

A entrada de 4LaN deu novo ritmo ao time da Team One para tentar retornar ao jogo contra o Flamengo — Foto: Divulgação/Riot Games A entrada de 4LaN deu novo ritmo ao time da Team One para tentar retornar ao jogo contra o Flamengo — Foto: Divulgação/Riot Games

A entrada de 4LaN deu novo ritmo ao time da Team One para tentar retornar ao jogo contra o Flamengo — Foto: Divulgação/Riot Games

A Team One seguiu rumo aos objetivos, e foi buscar o Arauto do Vale para derrubar a torre do meio. Na tentativa de evitar mais avanço, o Flamengo iniciou uma luta que parecia que teria bons resultados para os rubro-negros. Mas 4LaN e VVvert conseguiram reverter bem a situação e não deixaram o urubu distanciar, deixando o jogo empatado em cinco eliminações para cada lado.

Mas foi em uma luta no covil do dragão que a T1 conseguiu tomar a vantagem na partida. Quatro eliminações para a equipe, com destaque novamente para VVvert e contando com um bom trabalho de Marf, deixaram a T1 em condições de conquistar o Barão, eliminar o sobrevivente Jisu e o já renascido SirT, que tentou executar o roubo do objetivo.

brTT tentou trazer o Flamengo de volta para o jogo quatro — Foto: Divulgação/Riot Games brTT tentou trazer o Flamengo de volta para o jogo quatro — Foto: Divulgação/Riot Games

brTT tentou trazer o Flamengo de volta para o jogo quatro — Foto: Divulgação/Riot Games

O Flamengo tentou recuperar o momento da partida em uma luta na rota inferior, com duas eliminações de brTT e seu Kog Maw. No entanto, uma má comunicação permitiu que a T1 derrubasse duas torres dos rubro-negros, inclusive a tier três do meio, que deixou a base carioca exposta para os Golden Boys.

E foi em uma ousada tentativa rubro-negra de executar o segundo Barão da partida que a Team One conseguiu as eliminações e conseguiu levar o time até dentro da base, para derrubar o nexus do Flamengo e empatar a série em 2 a 2.

A quinta partida: o fim da agonia rubro-negra

O time do Flamengo precisava vencer a Team One no último jogo para ter a estreia no CBLoL em 2018 garantida. Com uma complexão de equipe totalmente diferente dos outros jogos, o time veio com Vladimir no topo, Skarner na selva, Azir no meio, Jhin e Alistar no bot. E o first blood saiu exatamente na rota inferior. Em um gank de SirT, brTT conseguiu a eliminação para cima da Caitlyn de Steal.

A equipe da Team One tentou forçar o meio aos 10 minutos de partida. Com um gank bem feito por 4LaN, com a ajuda de RedBert, os Golden Boys eliminaram esA e SirT no meio, mas estenderam demais a investida, o que deu tempo a Jisu e Evrot de se reposicionarem e conquistarem duas eliminações para empatar o jogo. Ainda assim, o first brick ficou nas mãos da T1.

A pressão ficou do lado do Flamengo de brTT para tentar a vaga no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games A pressão ficou do lado do Flamengo de brTT para tentar a vaga no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games

A pressão ficou do lado do Flamengo de brTT para tentar a vaga no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games

Depois de uma luta na rota inferior, na qual o Flamengo conseguiu uma torre e uma eliminação, mas permitiu aos Golden Boys que derrubassem também uma torre, a Team One conquistou, mais uma vez, o Arauto, e aumentou a pressão nas rotas rubro-negras. Mas uma escolha ruim da T1 em comprar uma luta próxima da rota do meio acabou com cinco eliminações nas mãos do urubu. Neste momento, brTT somava cinco eliminações na partida, e começava a ter grande domínio de dano com seu Jhin.

Com ótimo trabalho de contenção por Jisu e esA, o Flamengo conseguiu conquistar um disputado Barão, que deu o buff necessário para que a pressão conquistada pela diferença de ouro fosse ampliada. O time apertou pelo meio e conseguiu derrubar o inibidor para aumentar a força dentro da base da T1.

O Flamengo conquistou o segundo Barão da partida e ampliou a diferença de ouro para mais de 7 mil. A equipe fazia bom trabalho em conjunto, mantendo as rotas limpas e a pressão em cima da base da Team One. Com um split push pelo meio e pelo topo, o urubu varreu as defesas iniciais da T1, deixando os Golden Boys em situação crítica na defesa.

Os rubro-negros conquistaram o Dragão Ancião, adquiriram o buff necessário para entrar na base da Team One e finalizar a partida. No entanto, a Team One tinha a defesa bem amarrada para evitar o final do jogo. Três eliminações - sobre Jisu, SirT e esA, forçaram uma retirada da equipe flamenguista.

A última partida tomou tons dramáticos no final — Foto: Divulgação/Riot Games A última partida tomou tons dramáticos no final — Foto: Divulgação/Riot Games

A última partida tomou tons dramáticos no final — Foto: Divulgação/Riot Games

A Team One uso a vantagem para conquistar o terceiro Barão da partida, e começou a tentar voltar para a partida. Com mais uma luta bem executada no meio, a torre tier três do meio da base rubro-negra foi derrubada, e a diferença de ouro caiu para apenas 2 mil.

O desespero do Flamengo terminou em uma luta na rota inferior, um bom flanqueamento de Jisu deu espaço para que o urubu eliminasse Marf e VVvert para conseguir o espaço necessário para ir até a base dourada, derrubasse os inibidores e executasse o quarto Barão da partida, terceiro para os rubro-negros. Com o time praticamente completo em seus itens, o Flamengo fechou o jogo e venceu a série por 3 a 2.

Com a vitória, o Flamengo garantiu a vaga no segundo split do CBLoL 2018 em sua primeira temporada no League of Legends.

Sobre a série de promoção

A série de promoção começou com a derrota da ProGaming (PG) para a INTZ. Os intrépidos afastaram logo de cara o medo de acompanhar a paiN Gaming rumo ao Circuitão com uma vitória maiúscula, que colocou a PG na complicada situação de encarar os campeões do segundo split de 2017 para evitar o rebaixamento.

A Team One foi a adversária do Flamengo pela vaga no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games A Team One foi a adversária do Flamengo pela vaga no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games

A Team One foi a adversária do Flamengo pela vaga no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games

Mas a Team One deu mais uma demonstração da perda de força apresentada durante todo o atual split. Com uma derrota por 2 a 0, a situação dos Golden Boys tornou-se de vida ou morte. Sem o caçador Alanderson "4LaN" Meireles, liberado para descansar pela organização no primeiro dia da série, e o atirador Han "Lactea" Gi-hyeon, que deixou a equipe ao final da temporada, o time chegou com muita descrença para o jogo contra o Flamengo.

Confira a entrevista do TechTudo com Evrot e SirT

Entrevista: Danniel

Entrevista: Danniel "Evrot" Franco e Thúlio "SirT" Carlos, craques do Flamengo

MAIS DO TechTudo