Por Filipe Garrett, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A GTX 1050 Ti é uma das candidatas a ocupar o espaço da GTX 760 como opção de placa de vídeo intermediária ou de entrada da Nvidia. Mesmo após cinco anos de lançamento, a 760 ainda é uma alternativa considerada por usuários menos exigentes. A seguir, conheça mais sobre os dois equipamentos e confira as vantagens e desvantagens de cada um.

Antes de comparar a ficha técnica, é preciso considerar os três anos de desenvolvimento que separam as duas placas. Isso significa que a 1050 Ti, mais recente, dispõe de especificações mais atuais e deve ter mais tempo de suporte por parte da Nvidia.

Mesmo mais antiga, a GTX 760 ainda tem alguns pontos técnicos superiores que a 1050 Ti — Foto: Divulgação/Nvidia Mesmo mais antiga, a GTX 760 ainda tem alguns pontos técnicos superiores que a 1050 Ti — Foto: Divulgação/Nvidia

Mesmo mais antiga, a GTX 760 ainda tem alguns pontos técnicos superiores que a 1050 Ti — Foto: Divulgação/Nvidia

Especificações

O primeiro diferencial técnico entre as duas — com favorecimento da GTX 1050 Ti — é a velocidade de trabalho do processador gráfico. Na 1050 Ti, essa velocidade gira entre 1.290 e 1.392 MHz contra a frequência mais baixa da 760, de 823 MHz, com possibilidade máxima de 1.033 MHz, de acordo com a versão.

Em termos de memória RAM, as duas placas de vídeo usam GDDR5. Enquanto a GTX 760 foi lançada em versões com 2 e 4 GB, já a 1050 Ti só é encontrada com 4 GB. Na última, a memória também deve ser mais rápida, com operação a 7 Gb/s (gigabits por segundo) frente aos 5 Gb/s da 760. No entanto, a 1050 Ti perde na largura de banda, responsável pela ligação entre memória e GPU no interior da placa. As GTX 760 podem ser encontradas em opções com 192 e 256 bits, ambas acimas dos 128 bits usados em todas as 1050 Ti.

Diferença de performance

Mais recente, 1050 Ti tem performance superior em jogos — Foto: Viviane Werneck/TechTudo Mais recente, 1050 Ti tem performance superior em jogos — Foto: Viviane Werneck/TechTudo

Mais recente, 1050 Ti tem performance superior em jogos — Foto: Viviane Werneck/TechTudo

No quesito velocidade de processamento, a GTX 1050 Ti sai em vantagem. Benchmarks em jogos mostram que, na época de lançamento da 1050 Ti, ela registrava performance perto de 20% superior. Desde então, essa margem pode até ter crescido em favor da placa mais nova por causa das atualizações de drivers.

É importante ressaltar a GTX 760 como uma placa intermediária da linha 700 da Nvidia, enquanto que a 1050 Ti é uma alternativa de entrada. Por isso, a performance entre os dois produtos não deve apresentar diferenças alarmantes — especialmente para quem já tem uma 760 e considera um upgrade.

Consumo

O destaque técnico em relação ao consumo também se mantém com a GTX 1050 Ti. Essa, com arquitetura mais recente e evoluída, consegue atingir praticamente o mesmo desempenho da GTX 760 com menos aquecimento do aparelho e economia de energia. O fato é comprovado pelos dados técnicos referentes à TDP das duas placas, um valor determinado pela fabricante que aponta a quantidade de energia elétrica que, ao ser desperdiçada, se transforma em calor no interior da placa.

A GTX 760 tem TDP de 130 watts para a versão mais fraca, de 192 bits de banda e 2 GB de RAM, e 170 watts para a versão mais poderosa, com 256 bits e 4 GB de memória. Do outro lado, a 1050 Ti libera 75 watts como calor, menos da metade apresentada pela 760. Quanto menos calor o componente gera, menos agressiva precisará ser a refrigeração. Isso tende a permitir menor emissão de ruídos por ventoinhas, pois não precisarão girar em alta velocidade.

Preço e disponibilidade

Encontrar uma GTX 760 nova no mercado é tarefa ingrata depois de cinco anos de lançamento — Foto: Divulgação/Nvidia Encontrar uma GTX 760 nova no mercado é tarefa ingrata depois de cinco anos de lançamento — Foto: Divulgação/Nvidia

Encontrar uma GTX 760 nova no mercado é tarefa ingrata depois de cinco anos de lançamento — Foto: Divulgação/Nvidia

É um desafio encontrar uma GTX 760 nova no mercado. A placa tem cinco anos no mercado e já foi descontinuada pela Nvidia. Desde então, a empresa investiu nas GTX 950, 950 Ti, 1050 e 1050 Ti como sucessoras da 760 — sem mencionar a variedade de opções de AMD e os lançamentos poderosos e caros da Nvidia.

Em todo caso, é possível encontrar a GTX 760 usada à venda em sites de Internet. No Brasil, os preços partem dos R$ 400 pela placa. No caso da 1050 Ti não há escassez. São diversas fabricantes que comercializam o dispositivo no Brasil. As ofertas mais baratas têm preços na faixa dos R$ 800.

Custo-benefício

Para quem não tem uma placa de vídeo no momento — e não precisa investir — pode ser interessante considerar a compra da GTX 760. Mesmo usada, a placa pode encaixar em um orçamento limitado e satisfazer usuários menos exigentes. Conforme o preço, a mesma lógica vale para placa 760 nova.

A situação muda caso o usuário busque um upgrade da GTX 760 para a 1050 Ti. A placa mais recente terá maior performance, vai consumir menos, mas o custo-benefício pode não ser atrativo o suficiente — especialmente se o projeto de aperfeiçoamento envolver a construção de um novo PC, com a troca de processadores e outros componentes. Nesse caso, pode fazer mais sentido estudar opções mais potentes: GTX 1060 e as Radeon RX 570 e 580 são alternativas para quem não pretende ir no top de linha.

Geforce GTX 760 vs Geforce GTX 1050 Ti

Especificações Geforce GTX 760 Geforce GTX 1050 Ti
Preço a partir de R$ 400 (usada) a partir de R$ 800
Lançamento Maio de 2013 Outubro de 2016
Velocidade 823 a 1.033 MHz 1.290 a 1.392 MHz
Núcleos 1.152 768
Memória RAM 2 ou 4 GB GDDR5 4 GB GDDR5
Interface de memória 192 ou 256 bits 128 bits
Velocidade de memória 5.8 Gb/s 7 Gb/s
Largura de banda 134 ou 192 GB/s 112 GB/s
TDP 135 ou 170 watts 75 watts

Qual placa de vídeo comprar? Descubra no Fórum do TechTudo

MAIS DO TechTudo