Por Paulo Alves, para o TechTudo


O DNS é um sistema de controle de nomes e IPs de sites da Internet, com um papel fundamental de deixar a conexão mais rápida ou mais lenta, seja no computador ou no celular. Trocar o servidor DNS é uma recomendação comum para tentar acelerar o carregamento de páginas, downloads e até jogos online. No entanto, é preciso avaliar as opções disponíveis, a adaptabilidade ao computador e a privacidade.

Entenda como o DNS pode incluenciar na velocidade de carregamento de páginas da internet — Foto: Raissa Delphim/TechTudo) Entenda como o DNS pode incluenciar na velocidade de carregamento de páginas da internet — Foto: Raissa Delphim/TechTudo)

Entenda como o DNS pode incluenciar na velocidade de carregamento de páginas da internet — Foto: Raissa Delphim/TechTudo)

Servidores DNS funcionam como um registro geral da web e identificam os endereços de IP dos links digitados no navegador. Ao inserir um endereço como "www.techtudo.com.br", é tarefa do DNS encontrar o IP real correspondente ao website — atualmente, a sequência 186.192.81.152. Browsers podem abrir IPs instantaneamente, mas os DNS servem para criar endereços "amigáveis" e fáceis de memorizar.

A tradução do endereço para o número de IP é realizada automaticamente ao acessar qualquer página. O DNS, portanto, tem a responsabilidade de entregar a resposta rapidamente para iniciar o carregamento o quanto antes. Porém, esses serviços podem apresentar desempenhos diferentes entre si e assim, resta ao usuário escolher o melhor para usar.

O que define um bom DNS

Vários fatores influenciam no desempenho, desde a distância física dos servidores até a qualidade e nível de atualização da base de dados. Um bom DNS tem servidores espalhados por várias partes do mundo, o que aumenta as chances do usuário ter um por perto na hora de requisitar uma identificação. Na hora de encontrar a numeração correspondente ao site solicitado, o DNS deve ter a informação de imediato para não entregar um IP incorreto.

Quando um DNS não tem a lista de IPs atualizada, ele costuma pedir a informação para outro servidor, isso aumenta ainda mais a espera do usuário. Esse tempo de resposta é exibido no Ping em testes de conexão, medido em milissegundos (ms). Quanto mais rápido o DNS, menor será o Ping e mais ágil será a abertura de páginas.

O 1.1.1.1, serviço de DNS lançado recentemente pela Cloudflare, apresenta o menor tempo de resposta quando comparado com as principais alternativas do mercado, como o Open DNS, da Cisco, e o Google Public DNS.

Privacidade

Esses dispositivos coletam todos os sites visitados pelo usuário, entre outras informações pessoais, para executar o trabalho de conversão de endereço em IP. Entretanto, poucos deles deixam claro como pretendem usar os dados. A Cloudflare introduziu uma nova vantagem para servidores DNS ao oferecer o descarte de históricos a cada 24 horas, o bastante para alimentar a base de dados sem interferir na privacidade de quem usa. A novidade faz com que, além da velocidade, a preocupação com a privacidade seja levada em conta na hora de escolher a melhor alternativa.

Como escolher o DNS ideal

Os DNS realizam uma série de otimizações para diminuir o máximo a rota entre o computador e a saída com o número de IP. Por diversos fatores, porém, um DNS que funciona bem para um usuário pode não ser o ideal para outro.

O Namebench, do Google, é uma ferramenta capaz de analisar a rota de pacotes transferidos pelo computador do usuário para informar o melhor DNS de acordo com a sua conexão. Vale lembrar que o aplicativo não leva em conta aspectos de privacidade para recomendar um serviço de DNS.

Como trocar o DNS no computador e no celular

Por padrão, conexões Wi-Fi ou cabeadas oferecem o DNS da operadora de internet para todos os dispositivos conectados. Essas opções, em geral, apresentam desempenho inferior quando comparadas com soluções de Cloudfare, Google ou Cisco. A única maneira de contornar o problema para acelerar a Internet é por meio da alteração manual do DNS em cada aparelho.

O Windows permite alterar o DNS nas configurações do adaptador de rede. No Mac, o ajuste é realizado nas preferências de rede do sistema. No smartphone, basta desativar o DNS automático e inserir os dados manualmente se você usa iPhone (iOS). Já no Android, a informação pode ser acessada e alterada nas modificações avançadas da conexão Wi-Fi.

MAIS DO TechTudo