Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Telegram tem uma nova maneira de enviar e receber dinheiro pelo aplicativo graças à ZCore, uma criptomoeda brasileira. Desenvolvida pelo criador do aplicativo ZapZap, a moeda circula por meio do bot @ZCoreBot no mensageiro para Android e iPhone (iOS). Com ele, é possível criar uma carteira virtual, consultar o saldo, além de enviar e receber valores rapidamente.

A moeda digital usada para fazer transações no Telegram pode, a qualquer momento, ser convertida para dinheiro comum, assim como o Bitcoin. O recurso abre vantagem sobre o concorrente WhatsApp, que ainda está testando a transferência de dinheiro entre usuários.

Criptomoeda ZCore funciona em um bot para Telegram no celular — Foto: Divulgação/ZCore Criptomoeda ZCore funciona em um bot para Telegram no celular — Foto: Divulgação/ZCore

Criptomoeda ZCore funciona em um bot para Telegram no celular — Foto: Divulgação/ZCore

A opção brasileira oferece algumas vantagens em relação à tecnologia da criptomoeda mais famosa. A ZCore opera com InstaSend, um recurso que confirma transações quase imediatamente. A operação é realizada por servidores especiais chamados Masternodes. Eles são responsáveis por agilizar uma verificação que, normalmente, levaria horas para ser processada pela rede.

A ideia por trás do recurso é oferecer um meio simplificado de transferir valores sem depender de bancos. O usuário pode comprar ZCores em corretoras que negociam criptomoedas e, em seguida, abrir o Telegram para enviar dinheiro de forma ágil para outro país.

“O propósito da ZCore é levar as vantagens da blockchain para usuários que não entendem como funciona esse mundo e, até agora, ficaram de fora da revolução das moedas digitais”, conta Erick Costa, desenvolvedor-líder da criptomoeda.

Como obter a moeda ZCore

A moeda ZCore (sigla ZCR) pode ser adquirida online, assim como outras similares ao Bitcoin. Para isso é preciso utilizar os serviços de corretoras (exchanges). A internacional Graviex, uma das principais do mercado de moedas digitais, já aceita compra e venda da moeda brasileira. Com unidades da moeda em mãos, o usuário pode movê-las para a carteira do bot e usar os valores no Telegram para transferências fáceis.

Bot do Telegram permite enviar, receber e ver saldo da criptmoeda — Foto: Divulgação/ZCore

Bot do Telegram permite enviar, receber e ver saldo da criptmoeda — Foto: Divulgação/ZCore

“Imagine que o Telegram faz o papel da sua carteira ou bolsa, que você leva consigo todos os dias”, explica Costa. “Basta ter uma quantidade pequena de dinheiro ali para as despesas mais corriqueiras, como dividir o valor da pizza com os amigos ou fazer pequenas compras. O restante você deixa em uma carteira convencional no PC, que funciona como sua conta bancária”.

A carteira móvel do usuário fica atrelada à conta do Telegram. Ela pode ser acessada em qualquer dispositivo logado, incluindo o computador. O mensageiro rival do WhatsApp, vale lembrar, conta com bloqueio nativo via senha para proteger dados pessoais.

Em breve, o desenvolvedor planeja lançar API de pagamentos própria para permitir o uso da criptomoeda em lojas online.

ZapZap

Além de comprar e vender ZCore em corretoras, é possível ganhar frações da moeda ao usar o aplicativo ZapZap. Segundo o programador, usuários regulares do mensageiro recebem unidades da moeda de forma aleatória. Mais tarde, podem usá-las para transferências dentro do app, seja para enviar a amigos ou turbinar grupos e canais. Os valores também podem ser trocados por dinheiro convencional em exchanges.

Telegram: quatro funções curiosas

Telegram: quatro funções curiosas

Com informações: ZCore

WhatsApp: qual função ainda falta no app? Comente no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo