Por Filipe Garrett, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp
Vale a pena comprar o iPhone SE? Saiba preço e especificações Vale a pena comprar o iPhone SE? Saiba preço e especificações

O iPhone SE é um celular da Apple com preço mais acessível, destinado a quem deseja entrar no universo da maçã sem gastar muito. Lançado em 2016 por R$ 2.699, o smartphone já custa cerca R$ 1,4 mil no comércio eletrônico. O modelo traz um design que remonta ao iPhone 5S e especificações que o fazem equivalente ao iPhone 6S, com algumas melhorias – a câmera, por exemplo, é a mesmo do iPhone 7.

Caso você esteja pensando em comprar o telefone dois anos após seu lançamento, é possível que dúvidas sobre o desempenho apareçam. Para ajudar você a decidir se vale a pena comprar o iPhone SE em 2018, o TechTudo preparou esta análise de ficha técnica.

iPhone SE: veja os primeiros testes com o celular mais barato da Apple

iPhone SE: veja os primeiros testes com o celular mais barato da Apple

Design

À primeira vista, o design do iPhone SE pode confundir o consumidor, fazendo com que os mais desatentos considerem que o aparelho vem de um passado distante. O visual do SE não tem o arrojo de telas de bordas finas e de displays maiores, que passaram a fazer parte da filosofia da Apple a partir do iPhone 6.

A tela de 4 polegadas torna o aparelho mais compacto, medindo 123,8 x 58,6 x 7,6 mm. No peso, o iPhone registra 113 gramas. O iPhone SE pode ser encontrado nas seguintes cores: cinza espacial, prata, dourado e ouro rosa.

Design mais conservador e tela pequena não deixam o iPhone SE chamar atenção — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Design mais conservador e tela pequena não deixam o iPhone SE chamar atenção — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Design mais conservador e tela pequena não deixam o iPhone SE chamar atenção — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Tela

O iPhone SE tem tela pequena para os padrões atuais, mesmo entre os iPhones. Medindo 4 polegadas, o display pode não agradar quem se acostumou com as telas maiores encontradas nos celulares com Android. Já a resolução do painel LCD IPS é de 1136 x 640 pixels, um pouco baixa para usuários acostumados a aparelhos de entrada com telas HD (1280 x 720 pixels).

Em todo caso, o iPhone SE consegue entregar uma densidade de pixels de 326 ppi, suficiente para uma boa qualidade de imagem na hora de curtir vídeos, ver fotos do Instagram e jogar games na tela do telefone.

Processador e memória RAM

O processador presente no iPhone SE é o A9, desenvolvido pela própria Apple. Com 2 núcleos, a CPU pode rodar na velocidade de até 1,85 GHz. Comparando com o mundo Android, pode parecer pouco. No entanto, é preciso lembrar que o nível de integração entre o iOS e os processadores da Apple é muito maior do que o possível entre Android e CPUs de marcas como MediaTek e Qualcomm.

Isso explica por que o A9 tem desempenho suficiente para bater o iPhone 6S, lançado em 2015. Nossos testes iniciais com o celular comprovaram essa tendência, mostrando que o iPhone SE não decepcionava. A memória RAM é de 2 GB, mesma quantidade encontrada no iPhone 8, atual carro-chefe da fabricante.

Armazenamento

Atualmente, a Apple comercializa o aparelho em apenas duas versões: com 32 GB ou com 128 GB de armazenamento. Não há opção intermediária, com 64 GB.

Outro ponto importante de ter em mente antes de comprar um SE é o fato de que os celulares da Apple não possibilitam a expansão da quantidade de espaço de armazenamento, uma vez que não contam com slots para cartões de memória.

O único recurso do usuário é apelar para serviços da nuvem ou, no caso de compra do modelo com 32 GB, ser mais seletivo e econômico em relação a apps instalados e arquivos no telefone.

Câmeras

Câmera igual àquela encontrada no iPhone 7  é destaque positivo — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Câmera igual àquela encontrada no iPhone 7  é destaque positivo — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Câmera igual àquela encontrada no iPhone 7 é destaque positivo — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Um dos aspectos em que o iPhone SE não faz feio é na câmera. Apesar de não ter os recursos da moda, como a câmera dupla e a abertura de lente variável, o sensor de 12 megapixels é exatamente o mesmo que o consumidor encontra nos iPhone 6S e 7. Capaz de registrar vídeo em 4K a 30 quadros por segundo, a câmera traseira tem abertura focal de f/2.2.

Para selfies, no entanto, esse efeito não se repete. A câmera frontal não é a mesma dos irmãos mais badalados. Com modestos 1,2 megapixels, é possível que você fique na mão ao compor uma foto mais caprichada.

Sistema iOS e recursos

Embora consumidores exigentes possam apontar que a ficha técnica e o design do iPhone SE mostram sinais da idade, um fator que ameniza as más impressões está é o suporte prolongado ao produto. Mesmo direcionado a um mercado menos exigente e com configurações mais modestas, o iPhone SE continua recebendo atualizações e pode rodar normalmente o iOS 11, versão mais recente do sistema para celulares da marca.

Um extra relevante presente no aparelho é o TouchID, autenticação da Apple que opera por meio do leitor de impressões digitais presente no botão Home. Ao contrário dos iPhone mais recentes, o SE ainda reserva a saída para fones de ouvido convencionais.

Bateria

SE é um dos últimos iPhones lançados com saída para fones — Foto: Thássius Veloso/TechTudo SE é um dos últimos iPhones lançados com saída para fones — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

SE é um dos últimos iPhones lançados com saída para fones — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

A bateria do iPhone SE tem 1.624 mAh. Nas estimativas da Apple, o componente mantem o celular funcionando por até 14 horas de conversação com 3G ligado. Não é possível tirar conclusões a respeito desse componente sem testes práticos, no entanto, a tendência é que ao comprar um telefone usado, ele não aguente um dia inteiro de trabalho com apenas uma carga.

Vale a pena comprar o iPhone SE?

O iPhone SE pode ser uma interessante opção para quem prefere o iOS, mas que, em tempos de orçamento apertado, não se convence a investir pesado nos lançamentos da Apple. De positivo, apesar da idade, o aparelho apresenta boa performance, câmera traseira e autonomia. O sistema operacional continua sendo atualizado, dando ao usuário acesso a novos recursos e garantindo compatibilidade com games e apps por mais tempo.

De negativo a respeito do SE ficam detalhes como o design mais quadradão e distante das gerações mais recentes dos telefones da Apple. Além disso, quem gosta de selfies deve questionar bastante a câmera de apenas 1,2 megapixel.

Entretanto, o grande pecado do iPhone SE está no preço: vendido pela Apple por R$ 1.999 na versão de 32 GB (ou R$ 1.420 no varejo nacional), o telefone resvala para um patamar do mercado em que não faltam opções interessantes de smartphones com Android. O Galaxy S7, por exemplo, continua sendo uma excelente opção em especial para quem busca câmeras de qualidade.

Ficha técnica do iPhone SE

Especificações iPhone SE
Lançamento Maio de 2016
Preço de lançamento R$ 2.699
Preço atual A partir de R$ 1,4 mil
Tela 4 polegadas
Resolução de tela 1136 x 640 pixels
Processador A9, 2 núcleos de até 1,85 GHz
Memória RAM 2 GB
Armazenamento 32 GB ou 128 GB
Cartão de memória Não
Câmera principal 12 megapixels
Câmera frontal 1,2 megapixels
Sistema operacional iOS 11
Bateria 1.624 mAh
Dimensões e peso 123,8 x 58,6 x 7,6 mm; 133 gramas
Cores Cinza espacial, ouro rosa, prata, dourado

O iPhone X vale a pena? Opine no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo