Por Raquel Freire, para o TechTudo


A Qualcomm fechou parceria com o Google para acelerar a chegada da próxima grande versão do Android, o Android P (9), aos celulares que utilizem processadores da marca. A fabricante recebeu acesso antecipado ao sistema e realizou o trâmite para que ele funcione em celulares com chips Snapdragon das séries 845, 660 e 636. Os smartphones poderão receber o Android P assim que ele for liberado ao público, em setembro de 2018. Atualmente ele está em fase de testes.

Entre os modelos que carregam o Snapdragon 845 estão os smartphones premium Samsung Galaxy S9 e o Sony Xperia XZ2. Desenvolvido para o mercado intermediário, o Snapdragon 636 está presente no Zenfone 5 e Xiaomi Redmi Note 5 Pro. Já o Snapdragon 660, modelo mais antigo, está no Nokia 7 Plus e no Zenfone 4.

Veja o Android P em ação

Veja o Android P em ação

A iniciativa faz parte do Projeto Treble, que tem por objetivo reduzir o tempo entre as atualizações do Android. Ele foi anunciado no ano passado, junto com o Android 8 Oreo, e foca na redução da chamada fragmentação – o fato de que há diversas versões do sistema operacional em uso ao mesmo tempo, impedindo uma experiência unificada entre os usuários.

"Estamos felizes em trabalhar de perto com a Qualcomm Technologies em uma implementação simplificada do Android P para o Snapdragon", afirma Dave Burke, vice-presidente de engenharia do Google. A expectativa é de que o processo de atualização possa ser concretizado com mais agilidade a partir da parceria.

Dashboard do Android P permitirá ver o tempo gasto no aparelho — Foto: Divulgação/ Google Dashboard do Android P permitirá ver o tempo gasto no aparelho — Foto: Divulgação/ Google

Dashboard do Android P permitirá ver o tempo gasto no aparelho — Foto: Divulgação/ Google

Com informações Qualcomm

MAIS DO TechTudo