DLC da Copa do Mundo em FIFA 18 recria as emoções do torneio e inova o FUT

Expansão gratuita traz melhorias no modo Ultimate Team e recria com maestria a maior competição esportiva do mundo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Diego Borges, da redação

FIFA 18 recebeu recentemente um DLC gratuito que adiciona a Copa do Mundo 2018 no game. Exclusivo para PS4, Xbox One, PC e Switch, o conteúdo traz todas as seleções presentes na principal competição do futebol mundial, além da inclusão de pequenas novidades no modo Ultimate Team da expansão. Confira:

Rumo ao Hexa!

Pela primeira vez na história da franquia, a Copa do Mundo chega como um conteúdo complementar para uma edição de FIFA. Desde 1998, há versões separadas que trazem a competição, sendo necessário ao jogador adquirir um game separado.

Testamos o novo modo Fifa Copa do Mundo 2018; confira!

Testamos o novo modo Fifa Copa do Mundo 2018; confira!

Diante de polêmicas em relação às poucas melhorias de FIFA anualmente - e que para muitos não justificam uma nova compra - a EA optou de lançar pela primeira vez um conteúdo que apenas agregue um jogo já lançado. E o mais surpreendente: de graça. Sendo assim, todos que adquiram FIFA 18 podem ter a oportunidade de conferir a competição dentro do game e de uma forma separada do conteúdo normal.

O principal atrativo do conteúdo e jogar a Copa do Mundo completa, com as respectivas chaves originalmente sorteadas, ou criar a sua própria competição. Nesse momento, há uma curiosidade: a presença das seleções de Itália e EUA, que não estão presentes na competição de verdade.

Tanto a forma com que o torneio se desenvolve, como as animações pré e pós partidas conseguem reproduzir de uma forma bem fiel o clima da Copa. O mesmo vale para a narração de Tiago Leifert e os comentários de Caio Ribeiro, que contam com novas falas - muitas direcionadas à curiosidades da história da competição.

Sem melhorias visuais e na jogabilidade

Ao contrário das versões que eram vendidas separadas, Copa do Mundo 2018 não traz qualquer melhorias tanto na parte visual quanto na parte da jogabilidade de FIFA 18. A ambientação da competição, com os estádios oficiais do torneio e os uniformes originais, dão uma cara nova ao modo, mas nada muito diferente do game tradicional.

A jogabilidade se mantém intacta. O que os jogadores podem sentir diferença é em relação à muitos atletas que tiveram seus atributos modificados no modo. O egípcio Salah, por exemplo, está menos habilidoso que o da versão original de FIFA 18. Já jogadores de seleções menos populares, como Panamá e Japão, receberam melhorias para dar um equilíbrio a mais nas partidas.

Também há a inclusão de novos jogadores exclusivos no modo. No Brasil, temos jogadores do Campeonato Brasileiro, como Diego do Flamengo e Luan do Grêmio, que ficaram de fora de FIFA 18 por motivos de licença, mas que estão presentes em Copa do Mundo 2018.

Ultimate Team exclusivo, com integração e melhorias

O modo mais popular da franquia FIFA também está presente em Copa do Mundo 2018. O famoso game de cartas conta com uma versão exclusiva com todos os craques que participarão do torneio, mais algumas lendas do passado, como Bobby Moore, Gary Lineker, Miroslav Klose e Hidetoshi Nakata.

Ele traz algumas particularidades em relação ao FUT tradicional. A primeira delas diz respeito a integração entre jogadores, que agora é feita pelos países e pela respectiva federação que os jogadores representam. Ou seja, atletas de Brasil, Argentina, Colômbia e Uruguai possuem ligação por serem todos da América do Sul, já jogadores de Alemanha, Rússia, França e Espanha, se interligam por pertenceram a Europa.

Outra particularidade - e que agrada muito - e a possibilidade de armazenar cards repetidos. Caso você tire em um pacote um jogador que já esteja na sua equipe, você pode armazená-lo para ser descartado depois, ou usá-lo em um Desafio de Elenco.

Não é possível vendê-lo, uma vez que o FUT de Copa do Mundo 2018 não possui um mercado de transferência, cabendo ao jogador fazer dinheiro no game no Ultimate Team tradicional. Isso porque há uma ligação que permite usar o dinheiro virtual e FIFA Points nos dois modos.

O que ficou faltando?

Como nada é perfeito, há também alguns pontos negativos que merecem ser citados. O primeiro deles é a ausência de uma competição pré Copa do Mundo - a famosa fase classificatória. Ela sempre esteve presente nos jogos baseados no torneio, e ter apenas a Copa do Mundo já completa, deixa a experiência não tão completa assim.

Mesmo sendo um DLC, outro modos poderiam ser incluídos, como um Modo Carreira cujo seu objetivo é chegar a copa do mundo com sua seleção. E também seria divertido ver um pequeno pedaço da história de Alex Hunter envolvida com a Copa do Mundo.

Conclusão

Copa do Mundo 2018 é um presente para os amantes de futebol. O DLC consegue reproduzir as emoções da competição de uma forma nunca antes vista, além de contar com um Ultimate Team exclusivo, com pequenas novidades que podem ser adaptadas para FIFA 19. O melhor de tudo é que todo o conteúdo chega de graça para quem já possui FIFA 18.

O que você achou de Fifa 18? Comente no Fórum do TechTudo!

MAIS DO TechTudo